Delegado de jogo de futebol dá preferência para afiliada da Globo do quer a Record em SC

A equipe da RIC TV (afiliada Record em Santa Catarina), composta pelo repórter Marcelo Nunes e o cinegrafista Elias Gotaski, teve proibida sua entrada em campo após o apito final para Camboriú x Atlético de Ibirama, no último fim de semana. O delegado do jogo, Germano Campos, disse claramente, enquanto os impedia de entrar nas quatro linhas: “a RBS pode, vocês não podem”. 

O que chama atenção é que outras TVs que não possuem os direitos de transmissão do Campeonato Catarinense tiveram acesso normalmente no gramado depois da partida. Cinco policiais acompanharam a dupla da RIC até sua saída do campo. 

Com informações do próprio site da emissora.

RICTV, afiliada da TV Record, comemora boa audiência em Florianópolis

 

A RIC TV, afiliada da Record em Florianópolis, vem comemorando a alta audiência de seus programas. Na faixa matutina, os programas Hoje em Dia e Fala Brasil fecharam na vice-liderança com 44,4% da audiência da primeira colocada.

Logo em seguida, abrindo a tarde da RICTV, o Jornal Meio Dia liderou durante 11 minutos e empatou outros 9, e o programa Ver Mais, da apresentadora Ana Clara Stinghen, registrou 7 pontos de média e 36,8% da audiência da primeira colocada.

Os índices fizeram com que a faixa vespertina registrasse em seu total, 6 pontos na média, o equivalente a 35,3% da audiência da mesma concorrente citada acima e 5 vezes maior do que a terceira colocada, provando que pra quem tem geração de conteúdo local de qualidade, os bons resultados nunca cessam.

Paraná: RIC, afiliada da Record, em baixa no Ibope

https://ocanal.files.wordpress.com/2011/08/uiuiuiui.png?w=300

A RIC TV, afiliada da Record no Paraná e em Santa Catarina, vem enfrentando problemas de audiência em sua principal praça, Curitiba

Faixas estratégicas, como a programação local, têm dificuldades para atingir a vice-liderança e a grade nacional também tem horários que inspiram cuidados de seus diretores

Na capital paranaense, o “RIC Notícias”, transmitido no horário nobre, teve um de seus piores desempenhos dos últimos meses na noite da última terça-feira (02). O jornal fechou com apenas 3 pontos de média contra 4 do SBT e da Band. A Globo liderou no horário com ampla vantagem e teve 38 pontos de média.

Os problemas da RIC TV em Curitiba não se limitam ao “RIC Notícias”. O “Paraná no Ar” vem acumulando constantes derrotas para a Band e SBT. Os seus índices oscilam entre 1 e 2 pontos, os quais contrastam negativamente com os jornalísticos matinais de outras praças. Em Porto Alegre, o “Rio Grande no Ar” tem entre 4 e 5 pontos. Em Belo Horizonte, os mesmos índices são obtidos pelo “MG no Ar”.

%d blogueiros gostam disto: