Antes desprezado, Gugu agora conquista poder na Record

image

Nada como um dia após o outro. Em junho de 2013 Gugu Liberato deixou a Record sob o espectro da derrota.

Após ter sido contratado a peso de ouro, com salário em torno de 3 milhões de reais, teve o contrato rescindido por não atingir a audiência pretendida pela emissora.

Parecia ser o fim melancólico de uma carreira de três décadas na TV, na qual atingiu o auge de popularidade.

Silvio Santos abriu as portas para o retorno de seu pupilo. Surpreendentemente, Gugu não quis.

Ele preferiu dar tempo ao tempo e, numa jogada de mestre, articulou uma volta à Record. Agora não apenas na função de apresentador, mas também como produtor de conteúdo.

Gugu aproveita o momento delicado na emissora — audiência estagnada, corte de custos — para oferecer produções independentes. Para a Record sairá mais barato do que investir em atrações próprias.

Em fevereiro, o apresentador voltará ao vídeo nas noites de terças, quartas e quintas-feiras. O programa será transmitido ao vivo da GGP, a produtora de Gugu localizada em Alphaville, região de condomínios de luxo na Grande São Paulo.

Ele deverá assumir ainda a produção da próxima edição do reality rural A Fazenda, além de ter prioridade em ocupar outros horários que venham a ser disponibilizados no canal dos bispos.

Gugu, o apresentador descartado, dá lugar a Gugu, o parceiro todo poderoso. Uma volta por cima que poucos imaginaram ser possível.

O retorno à Record será também um resgate das origens do comunicador. Nada de formatos importados nem tentativa de inovação na linguagem.

O programa será uma reedição de seus maiores sucessos: gincanas com famosos, encontro de fãs com ídolos e o controverso quadro da banheira.

Ao conseguir novo espaço na Record, com mais poder do que antes, Gugu revelou-se estrategista e marqueteiro. Virou o jogo quando a partida já havia terminado.

“Ídolos 2012”: Record confirmar que o vencedor ganhará R$ 500 mil

Só agora se confirma nota já antecipada pelo colunista Flávio Ricco: o prêmio ao vencedor do próximo “Ídolos” na Record será de R$ 500 mil. Busca-se com este incentivo dar um gás diferente ao programa.
 
Ainda como parte deste pacote de novidades, já no começo do segundo semestre a Record irá promover a estreia do “Ídolos Kids”. A equipe responsável será a mesma, inclusive o apresentador Rodrigo Faro. Só os horários, de um e de outro programa, serão diferentes.

Esta é a segunda versão brasileira do formato criado por Simon Fuller. A primeira versão foi transmitida pelo SBT contou com duas temporadas, exibidas entre 2006 e 2007, mas o canal de Silvio não fez nenhuma edição voltada para as crianças.

Informações de Flávio Ricco.

Record confirma “Ídolos” para o segundo semestre

A Rede Record confirma mais uma edição do reality musical “Ídolos” pra o segundo semestre. Rodrigo Faro continua na apresentação, que contará com novos jurados. O produtor Rick Bonadio e a cantora Luiza Possi não estarão no programa neste ano. Marco Camargo será o único mantido.

Segundo a assessoria da emissora, “Ídolos” será exibido após a quinta temporada de “A Fazenda”, provavelmente em outubro.

Produtor de novela do SBT sofre AVC após discussão

https://ocanal.files.wordpress.com/2010/11/destaque-sbt-1.jpg?w=300

O clima nos bastidores da novela “Amor e Revolução”, do SBT, é de total estresse.

Na quarta-feira, Sérgio Madureira, produtor-executivo do folhetim, passou mal durante uma discussão com a equipe e sofreu um acidente vascular cerebral (AVC).

Madureira está internado em coma induzido, na unidade do Morumbi do hospital São Luiz. A família nem o SBT se pronunciaram.

Por: Alberto Pereira Jr.

%d blogueiros gostam disto: