RBS TV apresenta resultados da pesquisa Ibope em Lages e Joaçaba

Na última quarta-feira (07) e quinta-feira (08), profissionais da RBS TV visitaram agências de Lages e Joaçaba para apresentar os resultados da RBS TV Lages. A pesquisa, realizada no período de 30 de setembro a 03 de outubro, aponta dados sobre a audiência e participação da emissora na região Centro-Oeste de Santa Catarina.

A RBS TV Lages mantém a posição de destaque e mostra índices satisfatórios relacionados à audiência e ao share. A pesquisa Ibope aponta índice de audiência de 21 pontos – o dobro da segunda colocada – e 49% de participação no período entre 06h e 00h. A cada 100 domicílios com aparelhos de televisão ligados, cerca de 49 estavam sintonizados na emissora.

A emissora também concentra 17 dos 20 programas de maior audiência na região Centro Oeste do Estado. O perfil do telespectador da afiliada da Globo é composto por: 60% mulheres, 34% classe AB, 58% classe C e 39% tem entre 25 e 49 anos.

Autor reduz ‘ritmo alucinado’ para ampliar ibope de Passione

Mariana Ximenes em cena de Passione (Foto: Blenda Gomes/TV Globo)

Mariana Ximenes em cena de Passione (Foto: Blenda Gomes/TV Globo)

Para tentar atingir a casa dos 40 pontos no Ibope da Grande São Paulo, o autor de Passione, Silvio de Abreu, resolveu reduzir o “ritmo alucinado” da novela. A narrativa está agora centrada em menos tramas de cada vez. Mas não mais lenta.

Abreu operou essa mudança no capítulo 24 (há duas semanas), antes de pesquisas com grupos de telespectadores confirmarem que parte do público não estava conseguindo acompanhar o desenrolar da novela, com muita coisa acontecendo ao mesmo tempo.

“Se considerarmos que uma audiência de 40 pontos é uma boa audiência, vamos concluir que só não estamos agradando, com o nosso ritmo alucinado, como elas [as telespectadores ouvidas nas pesquisas] dizem, 10% da audiência. Os nossos 35% estão gostando”, afirma Silvio de Abreu, emendando:

“Daí concluí o seguinte: algumas novelas minhas anteriores, como A Próxima Vítima, Torre de Babel, Sassaricando e até Guerra dos Sexos, também tiveram problemas de compreensão de parte do público no início. Depois o público se acostumou e foram todas, inclusive Torre de Babel, grandes sucessos”.

Segundo Abreu, tirando a freada na forma de contar as histórias, não haverá, por enquanto, outras mudanças em Passione. O público pesquisado, diz, não rejeitou nenhum personagem.

Por: Daniel Castro, R7

%d blogueiros gostam disto: