Audiência Detalhada – Guerra dos Sexos até agora

https://i1.wp.com/mauren.terra.com.br/wp-content/uploads/2012/11/Image10031954_01.jpg

GUERRA DOS SEXOS
HORÁRIO: 19h00/19h30
DE: SILVIO DE ABREU
DIREÇÃO: JORGE FERNANDO
META: 30 (27//29 MEDIANO BOM)

01/10 a 06/10/2012 – 28 25 22 24 25 23 = 25
08/10 a 13/10/2012 – 26 25 24 24 24 23 = 24
15/10 a 20/10/2012 – 24 24 21 24 24 19 = 23
22/10 a 27/10/2012 – 19 23 21 20 22 16 = 20
29/10 a 03/11/2012 – 21 20 20 22 23 20 = 21
05/11 a 10/11/2012 – 23 22 23 21 21 16 = 21
12/11 a 17/11/2012 – 24 24 24 23 20 18 = 22
19/11 a 24/11/2012 – 22 22 22 20 18 19 = 21
26/11 a 01/12/2012 – 23 21 20 20 20 21 = 21
03/12 a 08/12/2012 – 23 21 20 19 18 17 = 20
10/12 a 15/12/2012 – 21 19 22 21 19 21 = 21
17/12 a 22/12/2012 – 23 20 22 17 17 19 = 20
24/12 a 29/12/2012 – 17 17 19 23 19 21 = 20
31/12 a 05/01/2013 – 15 19 22 23 22 17 = 20
07/01 a 12/01/2013 – 21 24 23 24 24 23 = 23
14/01 a 19/01/2013 – 25 24 25 22 22 19 = 23
21/01 a 26/01/2013 – 23 25 24 22 22 20 = 23
28/01 a 02/02/2013 – 26 26 23 22

MÉDIA PARCIAL – 21.5

“Guerra dos Sexos” crava 22 pontos nesta sexta

https://i2.wp.com/upload.wikimedia.org/wikipedia/pt/0/07/Guerra-dos-sexos2012.jpg

O capitulo 107 do remake “Guerra dos Sexos” manteu a audiência na normalidade. Nesta sexta-feira, 01, a trama registrou 22,1 pontos de média.

Na edição de hoje, Roberta (Gloria Pires) e Juliana (Mariana Ximenes) estavam discutindo a nova coleção da Positano. Quando a empresária se ausenta da sala por um breve momento, Nando (Reynaldo Gianecchini) apareceu. A sós com Ju, o climão entre os dois fica evidente e ele, sem jeito, tenta se desculpar pelo quase beijo que rolou.

A Record foi vice-líder com 8 pontos de audiência. A emissora de Silvio Santos, o SBT, alcançou 6. No quarto lugar está a Band com excelentes índices, 3 pontos. A RedeTV! cravou 1,7.

Os números são preliminares e cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande São Paulo.

Horário nobre: em janeiro, SBT é a única a crescer; Record a que mais perdeu audiência

7168fb6997678b3967b2417112a5fd51

O SBT foi a única emissora que apresentou crescimento de audiência em janeiro no horário nobre, na comparação com o mesmo mês de 2012. Dados obtidos pelo “Parabólica JP” apontam que no primeiro mês deste ano, na faixa entre 18h e 24h, o SBT fechou com 6.6, contra 5.8 do ano passado, o que representa um crescimento de 14%. A Record foi a emissora que mais perdeu audiência na comparação entre janeiro de 2012 e 2013. Houve uma redução de 18% (8.7 X 7,1) em seu prime-time. Com um “Big Brother Brasil” mais fraco, a Globo caiu 14 % (25.6 X 21.9). A repercussão menor de “Mulheres Ricas” fez a Band recuar de 3.7 para 3.3, o equivalente a 11%.

No período da manhã, a queda foi significativa para a Globo, que trocou o “TV Globinho” pelo “Encontro com Fátima Bernardes”. Em janeiro de 2012, das 06h às 12h, a emissora marcou 6.6 contra 5.4 do mês passado, uma redução de 18% da audiência. A Record perdeu 15% (4.7 X 4.0), o SBT recuou 10% (4.0 X 3.6) e a Band ficou estacionada com 0.8.

Já no período da tarde (12h às 18h), em 2013 a Globo marcou 11.7 contra 12.7 em janeiro de 2012, uma queda de 8%. No primeiro mês deste ano, a grade vespertina garantiu a vice-liderança ao SBT alcançando 5.2, contra 6 do ano passado, numa redução de 13%. A Record, que trocou os enlatados pelo “Programa da Tarde”, fechou janeiro deste ano com 4.9, contra 6.1 do primeiro mês de 2012, o que configura queda de 20%.

Um dado importante é revelado na média/dia (07h às 24h) aqui em São Paulo. Todas as redes de televisão perderam audiência. A Record caiu 18% (6.8 X 5.6), Globo 13% (15.6 X 13.6), Band 4% (2.4 X 2.3) e SBT 2% (5.4 X 5.3).

Record: “Tudo é Possível” pode dar lugar a filmes

Imagem

Com o possível fim do “Tudo é Possível”, a Rede Record cogita substituir a atração de Ana Hickmann por filmes. A emissora só deve anunciar oficialmente o fim da atração quando definir esse impasse. Há também a chance de um novo programa para o horário.

Em 2013, Hickmann deve ficar à frente apenas do “Programa da Tarde”, que deve ficar de férias no período de natal e ano novo, voltando à programação na segunda quinzena de janeiro.

O Planeta TV

Linha de shows do SBT sofrerá alterações

No início do próximo ano, o SBT pretende trocar toda a sua linha de shows.

Segundo o colunista Flávio Ricco, alguns programas não dão mais a mesma audiência de antes e por isso estaria estudando algumas trocas na grade para se recuperar o Ibope perdido.

Hoje essa linha de shows é preenchida pelo “Astros” do André Vasco, “Cante Se Puder” da Patrícia Abravanel e Marcio Ballas e “A Praça é Nossa” do Carlos Alberto de Nóbrega.

Redação O Canal TV

Entrevista de Raul Gil com Luciana Gimenez quase acaba em discussão

A entrevista da Luciana Gimenez com Raul Gil para a estreia do “Luciana by Night”, por muito pouco, mas muito pouco mesmo, não acaba num tremendo bate-boca entre os dois. Foi, o que se considera, uma lavagem de roupa suja.

O Raul acusou a Luciana de ter levado o Marquito, sobrinho do apresentador ao “Superpop”, apenas para falar mal dele. Ela, no fim, pediu desculpas pelo ocorrido.

Flávio Ricco

Conheça o vilão do próximo folhetim de Walther Negrão

Imagem

Pouco conhecido na TV — ele fez apenas uma participação especial em “A vida alheia”, em 2010 (foto abaixo) — Igor Rickli terá papel de destaque em “O Caribe é aqui”, folhetim que sucederá a “Lado a lado” às 18h, na Globo. Na novela de Walther Negrão, com direção de Jayme Monjardim, ele será Alberto, um vilão apaixonado pela personagem de Grazi Massafera. Moreno de olhos azuis, tem tudo para arrancar suspiros do público feminino. Mas na vida real o ator já é comprometido: Igor é casado com Aline Winkler, uma das integrantes da banda Rouge, formada em 2002 no reality show “Popstars” (foto acima).

– Estamos juntos há dois anos. Eu e a Aline não somos casados oficialmente, mas é assim que nos sentimos – diz Igor, que conheceu a atriz e cantora durante a montagem do musical “Hair”.

Nascido em Ponta Grossa, no Paraná, Igor começou a fazer teatro ainda criança, com 6 anos, na igreja que sua família frequentava. Na adolescência, começou a produzir suas próprias peças até que, com 18 anos, resolveu se profissionalizar. Há sete, ele mudou-se para o Rio atrás do sonho de se tornar ator.

– Trabalhei como gerente de lanchonete, estudei muito, fiz vários testes. Agora, surgiu esta oportunidade e estou muito feliz.

O convite para a novela da Globo veio de Jayme. O diretor conheceu seu trabalho no teatro e o escalou, primeiramente, para o filme “O tempo e o vento”, no qual contracenou com Mayana Moura.

Além de “Hair”,  Igor estrelou outro musical da dupla Charles Möeler e Claudio Botelho:  “Judy Garland – o fim do arco-íris”, com Paulo Gracindo e Claudia Netto.

– A novela será praticamente a minha estreia na TV – comemora.

Patrícia Kogut

%d blogueiros gostam disto: