‘Crítica & Opinião’: Hoje ás 19h para quem perdeu

Image

Atenção leitores que perderam a estreia de ‘Crítica & Opinião’ ontem com o tema “Lado a Lado: a história que se encerra” não perca hoje uma edição-extra exclusiva de reapresentação da coluna de estreia ás 19h aqui no O canal. Não deixe de conferir e comentar!!!

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

Matheus Balbueno – Redação O Canal

‘Crítica & Opinião’: “Lado a Lado: a história que se encerra”

Image

LADO A LADO: A HISTÓRIA QUE SE ENCERRA

Por Matheus Balbueno

O dia era 10 de setembro de 2012 e o canal a Rede Globo de Televisão, no horário das 18h, o menos privilegiado na emissora, estreava uma obra-prima da teledramaturgia brasileira no quesito época, Lado a Lado.

Os autores João Ximenes Braga e Cláudia Lage nos brindam com uma história que se passa no início do século XX, mais exatamente com início em 1904, uma parte da história brasileira que jamais fora retratada em novelas de época que tradicionalmente usam como pano de fundo o Brasil escravagista do século XIX. Em 1904 nosso país já era uma República, que chegou em 1889, e os costumes começavam a se modificar, o Império havia caído e junto com ele praticamente todos os títulos de nobreza existentes. Os grandes fazendeiros começavam a falir e a entrar na ruína com o fim da mão-de-obra escrava. Eis aí onde se origina o drama de Constância Assunção, a não mais Baronesa da Boa Vista e antagonista da história brilhantemente interpreta pela excelente atriz Patrícia Pillar. O quarteto protagonista é formado por Marjorie Estiano, Thiago Fragoso, Camila Pitanga e Lázaro Ramos que defenderam seus papeis com maestria.

Lado a Lado é a prova de que ainda é possível se executar excelentes novelas sem recorrer a histórias já aclamadas no passado. Os novos talentos da dramaturgia são capazes de escrever grandes novelas também, e depois dos autores novatos de Cheias de Charme, os novatos de Lado a Lado só conservam essa teoria. A novela foi bem estruturada, bem amarrada, com uma história clássica e ao mesmo tempo inovadora. Os vilões ali reinavam soberanos, mas sem nunca retirar o brilho dos protagonistas, o que é difícil de acontecer e até mesmo os coadjuvantes quando apareciam se destacavam. A trama muito bem amarrada prendia o telespectador e o cativava a cada capítulo. Um elenco de peso, digno de horário nobre, onde até aqueles grandes atores em papeis menores obtiveram êxito, a direção e demais equipe técnica se juntam a tudo isso sem deixar de receber os devidos elogios.

Laura e Isabel, as protagonistas defendidas respectivamente por Marjorie e Camila, eram opostas e mesmo assim semelhantes. Cada uma desenvolveu uma parte da história que é entrelaçada nos detalhes, a amizade das duas que prevaleceu por durante quase toda novela (com eventuais momentos separadas devido a brigas causadas por antagonistas) era algo sincero e bonito de admirar. Seus pares românticos respectivamente Edgar e Zé Maria, defendidos por Thiago e Lázaro, mostram que realmente por trás de grandes homens existem grandes mulheres. Os vilões se destacam em muitos aspectos, e antagonistas foi o que não faltou em Lado a Lado: Constância, Carlota, Berenice, Caniço, Fernando, Catarina, Bonifácio e até mesmo a divertida Neusinha abrilhantavam e enriqueciam a novela. Os coadjuvantes dos quais cito Diva, Sandra, Teresa, Eulália, Mário, Frederico, Afonso e Tia Jurema sem desmerecer nenhum outro, cumpriram suas funções e também enriqueceram a trama.

Quanto aos atores e atrizes é difícil de elogiar apenas alguns, mas deixo claro que todos aqueles que fizeram parte desse grande elenco merecem uma homenagem, me atrevo a destacar alguns como Patrícia Pillar, principalmente, Marjorie Estiano, Thiago Fragoso, Lázaro Ramos, Camila Pitanga, Rafael Cardoso, Alessandra Negrini, Caio Blat, Sheron Menezes, Cássio Gabus Mendes, Zezeh Barbosa, Isabela Garcia e Maria Padilha.

A história se desenvolveu com naturalidade, calma e sem fadigar o telespectador. Atrativos e tramas paralelas ao longo da trama principal contribuíram com isso e seu final foi condizente com toda novela, ótimo, digno e natural. Todos aqueles que cometeram suas vilanias foram punidos, os mocinhos conciliando as dificuldades terminaram juntos e felizes, os coadjuvantes não foram esquecidos e as participações lembradas. Destaque para o final da grande antagonista, Constância, que teve o que mais temia: a solidão. Solidão fruto de seus preconceitos e ultra-conservadorismo.  Depois de perder Laura, Albertinho, Elias e finalmente Assunção ela foi mandada de carroça para uma fazenda pobre e afastada no interior, destaque especial para a cena onde troca de veículo atravessando a lama para pegar o seu carro-de-boi.

Enfim, Lado a Lado foi uma ótima novela, com alguns tropeços devemos admitir, mas que acima de tudo se mostrou excelente e bem produzida. Sua audiência fadada a ser a menor do seu horário é inversamente proporcional a sua qualidade, mostrando que não apenas os números do IBOPE julgam uma boa trama já que a história foi aclamada unanimemente pela crítica. Lado a Lado deixa um vazio em seus telespectadores, saudade e com certeza é uma excelente candidata ao Vale a Pena ver Novo (que fará jus ao seu nome) daqui a alguns anos.

É isso por hoje pessoal, semana que vem tem mais, no mesmo dia e horário, sábado ás 21h. Não deixem de comentar!!!

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

Matheus Balbueno – Redação O Canal

Globo enfrenta problemas na pré-produção da próxima novela das seis

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20111013011102.jpg
Carol Castro em “Escrito nas Estrelas”: atriz estaria no elenco da próxima novela das seis mas é desconvidada por mudanças no roteiro – Divulgação/Globo

Embora ainda esteja trabalhando com um prazo confortável, a Globo está enfrentando alguns problemas na pré-produção de “Marajó”, título provisório de sua próxima novela das seis.

As dificuldades da emissora têm consistido na escalação do elenco. Vários nomes haviam sido convidados pelo diretor Rogério Gomes e agora estão sendo desconvidados devido a alterações feitas no roteiro de Elizabeth Jhin, segundo informa a coluna Canal 1.

Entre os atores que haviam sido escalados e que estão fora do folhetim está Carol Castro. Ela, que trabalhou com Jhin em “Escrito nas Estrelas” e que está no ar em “Morde & Assopra”, seria a protagonista junto com Gabriel Braga Nunes. Entretanto, devido às últimas mudanças, ela não estará mais na novela.

Com informações do NaTelinha

Conheça a história de ‘A Vida da Gente’, nova trama das seis

A coluna já havia adiantado com exclusividade há alguns meses que Lícia Manzo, que trabalhou no texto de seriados como “Tudo Novo de Novo”, seria a autora da próxima novela das seis da Globo. Agora, a trama começa a ganhar seus contornos. A produção já está a todo vapor e as primeiras gravações estão marcadas para a próxima segunda-feira, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A equipe viajará ainda para Gramado e Canela, no interior do estado. Nos postos de protagonistas estão confirmados Fernanda Vasconcellos, Marjorie Estiano, Thiago Lacerda e Rafael Cardoso.

A história do folhetim é a seguinte vai acompanhar uma família que se reestrutura depois que a mocinha, Ana (Fernanda), passa cinco anos em coma por ter sofrido um acidente. Sua irmã, Manuela (Marjorie) passa a criar então a sobrinha ao lado do parceiro da irmã (Rafael). A vida cotidiana fará com que os dois se apaixonem e passem a viver como um casal. Só que Ana acordará e encontrará sua família reconfigurada e terá de lidar com o novo mundo. Para ajudar a resolver o triângulo amoroso, Lúcio (Thiago) entrará trama como um neurologista que vive sozinho desde que perdeu a esposa para um câncer incurável. Ana será sua paciente, e ele vai se apaixonar por ela.

No elenco ainda estão confirmados Paulo Betti, Ana Beatriz Nogueira, Regiane Alves, Daniela Escobar, Rafael Almeida, Claudia Mello, Nicette Bruno e Leonardo Medeiros. No Projac, uma equipe já trabalha na concepção da cidade cenográfica, que reproduzirá o interior do Rio Grande do Sul. A colaboração no texto ficará a cargo de Marcos Bernstein e Marta Góes. A direção será de Jayme Monjardim. A previsão de estreia da novela é outubro.

Com informações do site “Na TV”

Globo prolonga Cordel Encantado

A Globo está reorganizando a sua programação do segundo semestre.

A Novela de Lícia Manzo, ainda está em pré-produção para a proxima novela das seis, portanto, deve estrear 3 semanas após a estreia de “Aquele Beijo” do autor Miguel Falabella.

Com isso, Cordel Encantado que inicialmente teria 131 capítulos passa a ter 174 capítulos  e terminará no final de outubro.

“A Vida da Gente” terá gravações em Gramado

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110417184558.jpg

Gramado será palco de um dos núcleos da novela “A Vida da Gente” (Titulo Provisório), que substituirá “Cordel Encantado” na Rede Globo.

 Segundo Patricia Kogut o local abrigara o núcleo da terceira idade, Porto Alegre também foi cotado para um dos cenários da novela dirigido por Jayme Monjardim.

Lícia Manzo está escrevendo seu primeiro trabalho solo na Globo, ela já escreveu também a série “Tudo Novo de Novo” e vez uma colaboração em “A Diarista” e em “Três Irmãs”.

Redação O Canal

Com Informações do Na Telinha

Prévia: Araguaia (21/03)

Hoje,  Araguaia teve média superior a sua respectiva meta, fechando assim com excelentes índices para a Rede Globo.

Durante o seu período de exibição, a novela escrita por Walther Negrão, fechou com 26 pontos de média geral. Vale ressaltar que a meta para o horário da novela é de 25 pontos, ou seja, como já dito antes, teve sua média do dia de hoje superior a aquilo que esperam que a mesma renda.

Escrito por Guilherme Munhoz

Redação CTV

“Araguaia” entra em sua reta final com promessas de romances e emoções

 

A equipe de “Araguaia” começa a se preparar para o pouso de um sucesso. Depois de uma viagem em rota de cruzeiro e com  poucas turbulências, a novela de Walther Negrão se aproxima do final. Desde que entrou no ar, o autor mostrou muita habilidade na administração de sua história e fez os ajustes necessários sem prejudicar sua obra. Estela não foi criada para ser a mocinha; muito pelo contrário, surgiu na lauda de Walther Negrão como a força destruidora da relação entre Solano e Manuela. Acontece que a química entre Murilo Rosa e Cleo Pires funcionou e o público passou a torcer por Estela. A solução foi colocá-los juntos e agora, separá-los por uma maldição. No capítulo de segunda-feira, sentindo fortes dores, ela implora que o amado a leve até o cemitério para evocar o espírito de Iaru. Lá descobre que terá que escolher entre seu filho e o homem que ama. Estela então pede desculpas por ser uma karuê e por provocar esses acontecimentos na vida do amado.
Ao mesmo tempo, Walther Negrão aposta num forasteiro para o coração de Manuela, uma solução para a mocinha. E como é folhetim, Solano vai sentir ciúmes. Rudy (Henri Castelli) está em Girassol para fazer uma matéria sobre o acidente aéreo de Vitor Villar. Ele é um antigo amigo de Solano e deixa escapar que está atraído  por Manuela. É claro que no final esse relacionamento dará certo. O autor também tem explorado outros romances e equilibrado ação, drama e humor. E se o vento não mudar, o pouso de “Araguaia” no início de abril será tranquilo.

 

 

 

 

 

 

Texto de José Armando Vannucci

Globo apostou certo na atriz Milena Toscano

Milena Toscano na coletiva de imprensa de Araguaia (setembro/2010)

Alguns setores da Globo observaram erro na escalação de Milena Toscano para protagonista em “Araguaia”, novela das seis, que também já entrou na reta final. Entendem que ela não estava suficientemente amadurecida para a função e falam, ainda, em falta de carisma.

Mas, vale recordar, que depois de Paola Oliveira ter desistido do papel, outras tantas atrizes foram testadas para ficar com a personagem Manuela. E Milena, na visão do experiente diretor Marcos Schechtman, foi a que se saiu melhor. A que mais surpreendeu.
No lugar de toda essa discussão, que nesta altura não vai levar a nada, é preciso elogiar e reconhecer o esforço dessa jovem atriz e também a atitude da casa em apostar em outras protagonistas, evitando, assim, o desfile dos mesmos –ou das mesmas!

Milena Toscano pode não ter arrebentado nesta, mas nada impede que possa fazer um trabalho ainda melhor numa próxima oportunidade. Tempo ao tempo.

Estas informações são da coluna do Flávio Ricco com a colaboração de José Carlos Nery

Final de “Araguaia” pode ser alterado

A novela “Araguaia” que teve seu final gravado antes mesmo de começar, poderá regravar o  seu desfecho devido a cúpula da Globo fazer uma pesquisa encomendada e mostrar empatado a votação, metade do público quer que Solano fique com Manuela e a outra com Estela, alguns querem que ele acabe sozinho, fazendo assim a Rede Globo repensar no final da novela.

Redação CTV

Com informações do Na Telinha

Tuca Andrade será vilão em nova novela das seis

https://i1.wp.com/tv.i.uol.com.br/televisao/2011/03/05/o-ator-tuca-andrada-vivera-o-cangaceiro-zoio-furado-de-cordel-encantado-da-globo-632011-1299340585437_560x400.jpg

A participação de Tuca Andrada em “Insensato Coração” foi bem curta, mas o ator não vai ficar longe da TV. Ele foi escalado para a próxima novela das seis da Globo, “Cordel Encantado”. Na trama, Tuca vai viver o vilão Zóio Furado, que é cangaceiro e chefe de um bando de foras-da-lei. O folhetim, escrito por Duca Rachid e Thelma Guedes, tem previsão de estreia para abril.

UOL Televisão

No ar: Araguaia

Está no ar agora pela Rede Globo mais um episódio inédito da novela das 6: “Araguaia”. Vale a pena acompanhar essa atração!

“Pisa na Fulô” é o título provisório da próxima novela das seis

Acaba de ser divulgado o título provisório da próxima novela das 18h da Globo, que é escrita por Duca Rachid e Thelma Guedes.

Segundo o site Ego, o título provisório é “Pisa na Fulô”.

No elenco, é confirmado a presença de Bianca Bin no papel de protagonista e os atores Bruno Gagliasso, Mouhamed Harfouch, Débora Bloch, Mateus Nachtergaele, Cauã Reymond, Taís Araújo, Heloísa Périssé, Carmo Dalla Vecchia, dentre outros.

 

%d blogueiros gostam disto: