“Tema Quente” da RedeTV quase zera no Ibope

Ontem (12/12) foi exibido na RedeTV mais um “Tema Quente”, programa de debates apresentado por Kennedy Alencar. Direto de Brasília, o programa enfoca diversos assuntos e temas a serem debatidos com convidados.

A emissora se decepcionou com os baixos índices, já que esperava altos índices para a atração. Na última segunda – feira, por exemplo, o programa registrou apenas 0.1 pontos de média.

No horário em que foi exibido, concorreu com diversos programas como o “Brasil Urgente”, “Chaves”, “Pica Pau”, desenhos da Cultura e esporte na Gazeta. A atração é exibida diariamente, das 18h15 às 19h0, sendo antecedido pelo “Bola na Rede” e sucedido pelo “TV Kids”.

Vale lembrar que cada ponto no IBOPE representa aproximadamente 60 mil domicílios na Grande São Paulo e esses dados servem como referência para o mercado publicitário.

Neymar é o entrevistado de Kennedy Alencar no “É Notícia” da RedeTV!

O jogador Neymar é o entrevistado de Kennedy Alencar no É Notícia deste domingo (2011)

O jogador Neymar, atacante do Santos, participa do “É Notícia” deste domingo (17), na RedeTV!. Em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, o rapaz fala sobre família, vida e os episódios polêmicos que protagonizou. “O chapéu é um recurso para quando o jogador está em dificuldade. Na hora que está apertado, você tem que achar uma saída”, conta Neymar sobre lance que deixa os jogadores adversários “irritados”.

Sobre as propostas de clubes europeus e a decisão de permanecer no Santos, –Neymar recusou uma proposta para ir para o Chelsea, da Inglaterra, em agosto de 2010–, o jogador diz que foi “a decisão mais difícil [de sua vida]”, porém, “a mais correta”. “O Santos conseguiu me segurar aqui e eu queria mesmo ficar. Foi a decisão mais difícil da minha vida, mas foi a decisão correta”.

Quando questionado sobre o fato de não ter sido convocado para a Copa do Mundo de 2010, pelo técnico Dunga, Neymar diz que ficou “um pouco chateado, pois tinha esperanças de ir”. No entanto, o jogador não criticou a escalação do ex-técnico e declara que ele chamou “os melhores” na ocasião.

Neymar também fala a Kennedy sobre a chegada do técnico Muricy Ramalho ao Santos, o assédio da imprensa, a legalização da maconha e sobre a presença de jogadores em festas e sexo antes do casamento. Quanto ao episódio de racismo em um jogo amistoso do Brasil contra a Escócia, em março deste ano, quando torcedores jogaram uma banana em direção ao jogador, Neymar diz que “foi um fato isolado” e que não quer “lembrar mais” disso.

Essas informações são do site Uol Televisão.

%d blogueiros gostam disto: