Por causa de excessos, emissoras de TV pecam nas transmissões de futebol

Os principais campeonatos de futebol da Europa, inclusive os torneios continentais, hoje têm transmissão direta e ao vivo pela Rede TV! na aberta e canais SporTV e Espn na televisão fechada.

Em todos os países se verifica a existência de um padrão, muito próximo ao daqui, mas que simplesmente despreza os detalhes desnecessários. O replay é usado com bom senso, só em lances importantes e bola parada, para não comprometer o andamento do jogo.

O serviço oferecido ao telespectador é da mais alta qualidade. Nas transmissões dos nossos campeonatos não é muito diferente. O número e posicionamento de câmeras são praticamente os mesmos, todas com as suas funções e distâncias definidas.

O problema começa no algo a mais, que em nada altera o resultado da partida. No exagero da repetição de lances e requintes como colocar microfones em frente ao banco dos treinadores, que só conseguem captar os seus palavrões.

Em muitas vezes, no caso de alguns deles, o cidadão é obrigado a tirar as crianças da sala.

Também na transmissão do futebol, o supérfluo deve ser dispensado. Nada como arroz com feijão bem temperado.

Essas informações são do colunista Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Ner.

%d blogueiros gostam disto: