Globo desiste de achar novo locutor para quando Galvão se aposentar

Globo desiste de achar novo locutor para quando Galvão se aposentar

Foram quase dois anos promovendo oficinas de locutores, enviando olheiros a afiliadas e concorrentes e até estimulando alguns programas a ter um quadro em que os telespectadores narrassem seus gols preferidos e enviassem para a produção. O motivo de todo esse trabalhão atende pelo nome de Galvão Bueno. Isso mesmo, crianças, dentro de dois anos Galvão deve se aposentar da Globo. Emissora prevenida que é, a Globo há mais de dois anos corre atrás de uma nova voz, de um novo talento que, talvez, pudesse substituir o carisma e a afinidade que Galvão tem com o telespectador…

PERALÁ…
O leitor supercrítico já deve estar fazendo muxoxo na frente do computador e exclamando: “Mas do que esse colunista biruta está falando? que @%$#@! de carisma e afinidade com o telespectador o Galvão tem? Ele é um mala! Um chatonildo”. Bem, isso é meia verdade, meu crítico e leitor boca-suja. Galvão é alvo de chacotas e críticas quase que só aqui no Sudeste, ou entre parte da mídia ou ainda para telespectadores que abominam seu ufanismo e trejeitos narrativos. No entanto, pesquisas internas qualitativas feitas na Globo apontam-no como locutor mais querido do país –inclusive e especialmente pelas mulheres (algumas chegam a afirmar que só entendem futebol quando ele, Galvão, está narrando).

EIS O MOTIVO…
…. de Galvão ser tratado como príncipe na Globo. Na última Olimpíada de Londres, por exemplo, na qual ele viajou apenas dar o ar de sua graça, uma vez que a Globo não tinha os direitos de transmissão, a emissora chegou a escalar uma espécie de “concierge”, motorista e “mordomo” exclusivo para o locutor ter mais conforto em Londres.

E A SOLUÇÃO?
Bem, quem não tem Galvão caça com o que tem. Conforme esta mesma coluna antecipou em novembro do ano passado, o locutor Milton Leite (SporTV) já está colocando o gogó de fora na Globo, sendo em muitos casos já o locutor nº 1 da emissora. A preferência, aliás, estaria causando ciumeirinha entre outros locutores da casa, que se acham preteridos. Mas lembrem-se que o rei ainda é Galvão. Pelo menos até a Copa de 2014, que é dele. Depois dela, reza a lenda, se aposentará das narrações.

ASSÉDIO
O autor Tiago Santiago está com seu contrato prestes a vencer no SBT e a Record está fazendo uma baita pressão para que ele volte para seus braços. Anos atrás, Santiago era considerado o “Galvão Bueno” da dramaturgia da Record, mas cedeu ao canto da sereia de Silvio Santos, que então estava em guerra com bispo Macedo, e mudou de emissora. A Record não guarda mágoas. Nem uma magoazinha só.

POR OUTRO LADO…
Outra estrela que sempre manda sinais para a Record se dizendo desejosa de voltar é Adriane Galisteu, mas aí o caso é diferente. Ela saiu da emissora em seu auge e foi para o SBT também, mas segundo alguns bispos, de forma pouco profissional. Para Galisteu retornar à Record seria necessário o “perdão do papa”. Digo, do bispo! Do bispo!

EU TAMBÉM ME CONFUNDO GENTE…
É porque tem muito cacique. Quero dizer, bispo! Bispo!

ASSÉDIO 2
Atualmente em cartaz no NatGeo, no programa “Missão Pet”, Alexandre Rossi deve ser o novo contratado do SBT nos próximos dias. Ele viria para reforçar a atração de Eliana, que tem obtido médias de dois dígitos aos domingos e ficado em segundo lugar isolado (às vezes).

PICUINHA
Não convidem mais para o mesmo programa Livia Andrade e Hellen Ganzarolli. As duas se auto intitulam como “a preferida do patrão” e não podem mais ficar na mesma sala que já começam a se alfinetar e criticar uma à outra. Já houve casos em que a briguinha terminou em lágrimas e rímel –muuuuuuuuuito rímel– borrado.

SOOOOOOBE!
Antonio Calloni
É uma pena ver um ator tão talentoso –quiçá um dos melhores do Brasil– ser subaproveitado como está sendo na novela “Salve Glória”, digo, “Salve Jorge”. Além da autora lhe dar um papel meio que repetido, o ator mal aparece, graças à penca de atores que integra o elenco (cerca de 80). Saí dessa, Calloni. Vai fazer cinema ou minissérie. Depois de tanto tempo vai virar coadjuvante de uma trama sem pé nem cabeça?

DEEEEESCE!
Novelas da Globo
Todas, sem exceção, atravessam uma fase de inferno astral. Ibope abaixo das anteriores, muitas críticas e decepção. Ainda assim, todas ainda são líderes de audiência. A Globo deve ficar alerta porque isso não vai durar para sempre.

Globo veta entrevistas com Galvão Bueno após fenômeno na internet

Após ser procurado por várias emissoras para falar sobre o movimento “Cala Boca, Galvão”, o apresentador foi proibido pela Globo de dar entrevistas a outros veículos, destaca a coluna desta quarta-feira de Mônica Bergamo.

O movimento ganhou força no Twitter desde o início da Copa do Mundo-2010, quando a frase, repetida por inúmeros usuários, figurou por cerca de uma semana nos tópicos mais comentados do mundo.

Até mesmo o jornal “The New York Times”, um dos diários mais importantes dos Estados Unidos, publicou uma reportagem sobre o “Cala Boca, Galvão”.

A própria Globo levou ao ar a brincadeira em uma das edições do programa “Central da Copa”, apresentado por Tiago Leifert. Na ocasião, Galvão Bueno foi entrevistado e mostrou boa dose de espírito esportivo.

Foi a única declaração de Galvão sobre o assunto.

Fonte: Folha Online

Globo obriga Galvão Bueno a debochar de si mesmo

Emissora quer passar imagem mais simpatíca do locutor

Galvão finge que não está nem aí


Mesmo contrariado, Galvão Bueno está sendo obrigado a fingir que não está incomodado com a campanha “Cala Boca Galvão”, que está crescendo a cada dia na internet, chegando a ser comentada mundialmente.

A Globo fez o apresentador mostrar-se de bom humor no programa Central da Copa, de Tiago Leifert, deixando transparecer que não está nem aí.

E a cena está sendo reprisada em outros programas da casa.

A antipatia por ele é tão grande que a Band está crescendo consideravelmente no Ibope (deu 11 pontos de média com a estreia do Brasil na Copa), fazendo a Globo perder audiência.

O público está mudando de canal para não ter de ouvir Galvão falando.

O objetivo da Globo é deixar passar ao público uma imagem de um Galvão Bueno mais simpático, que aceita brincadeiras e sabe rir de si mesmo.

Mas o comentário nos bastidores é que o narrador da Globo não está nem um pouco satisfeito com essa história toda.

Muito menos com a pressão da emissora.

Fabíola Reipert/R7

%d blogueiros gostam disto: