Direitos de imagem no futebol: uma verdadeira patacoada

"Globo, a gente se vê por aqui". De novo!?

A renovação dos direitos de imagem dos times de futebol brasileiros para com as emissoras da TV aberta nada mais tem sido do que uma verdadeira novela. Por direito, a RedeTV! era a única que deveria ter por exclusividade a transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro a partir do ano que vem. Porém, o poder, o dinheiro e as mais estranhas estratégias que você possa imaginar entrou no jogo. É analisando alguns fatos que vemos como o futebol já foi mais limpo.

A começar, vimos bem antes do inicio do “leilão” os principais clubes brasileiros ensaiarem o racha com o Clube dos 13, entidade que então negociava esses contratos. Misteriosamente (sic), foram os clubes que mais receberam dinheiro da então atual detentora dos direitos, a Rede Globo, e uma das primeiras a assinarem o contrato com a emissora em caráter individual. Como sempre consegue o que quer no Brasil, a emissora dos Marinho calou o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, e acabou acertando com quase todos os times do país ligados à entidade.

A Record, que hoje nem tão rival da Globo é, ofereceu preços exorbitantes para Corinthians e Flamengo, maiores times do Brasil e que, consequentemente, dão audiência (?). Atacou a rival das melhores (ou piores) maneiras possíveis, porém, calou-se rapidamente ao ser questionada sobre a origem de tanto dinheiro oferecido. Apesar de mais uma vez ter perdido a batalha, a emissora da Barra Funda pode até comemorar: em audiência, o efeito não seria o que mais se procura por lá. Porém, ficou no ar a dúvida – nem tão duvidosa assim –: de onde vêm as cifras?

E a RedeTV! ? Poderá ela ser considerada como uma cobaia? É capaz. Para que a emissora de Osasco possa transmitir os jogos, é necessário que a maioria dos clubes estejam de acordo, 20 precisamente. Porém, nenhuma equipe é a favor pelo fato mais óbvio: numa rede em que os 5 pontos são comemorados com festa, onde é que venderei a imagem de meus patrocinadores? Independente disso, Amílcare Dallevo já bateu o martelo e liberou a verba para a compra de equipamentos caríssimos e de alta definição, claro, levando a consideração de que a esperança é sempre a última que morre.

No fim das contas, a Globo sempre consegue o que quer. A Record tenta, grita, mas no fim abaixa a cabeça e, para completar, a RedeTV! apenas serviu para constar num contrato que, pelo visto, ficará trancado na gaveta de alguma mesa, já que pelo andar da carruagem o Clube dos 13 está se desmanchando a cada dia que passa. E o telespectador? Fica preso aos horários em que já estão habituados, porém reclamam que as partidas de quarta-feira são tardes demais. A junção da acomodação daquele que assiste perante as condições de transmissão, mais o poder e “vaidade” da Vênus platinada faz com que mais uma vez isso seja dito: o futebol já foi mais limpo. E muito.

Texto de João Amaro
Você também pode ler esse texto no blog do João Amaro: www.joaoamaro.com.br/blog

Senado entra na discussão dos direitos de TV do Brasileirão

O Clube dos 13, a CBF e as emissoras de televisão serão convocados a participarem de uma audiência pública no Senado para tratar da negociacão dos direitos de televisão dos campeonatos brasileiros de 2012 a 2014. A senadora Lídice da Mata, do PSB da Bahia, presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte pediu – e será votado no dia 22 (terca-feira) — , requerimento para que as partes interessadas na disputa participem de uma audiência pública .

A parlamentar quer que as partes expliquem as negociacões, que estariam acontecendo com muitas “coisas nos bastidores”, disse a senadora. Os depoimentos deverão acontecer na Comissão de Educação, Cultura e Esporte, mas ainda não tem dada confirmada.

Enquanto isto, clubes dissidentes do Clube dos 13 continuam confirmando negociacões e assinatura de contrato com a Rede Globo. Na última sexta-feira foi a vez do Goiás ao confirmar que havia assinado com a Rede Globo, a exemplo do que fizera o Grêmio, para os campeonatos brasileiros de 2012 a 2015. O contrato inclui a tevê aberta, fechada, internet, celular e pay per view.

Ao mesmo tempo, a Record divulgou nota oficial em que revela que fez proposta de R$ 100 milhões por ano para o Flamengo e também para o Corinthians. O Palmeiras, em resposta, disse que também quer receber este mesmo valor.

A Rede Globo, ao mesmo tempo, continua negociando com outros clubes. E a emissora carioca se mostra apressada na assinatura destes contratos. Nesta semana, por exemplo, a Globo espera resposta do Internacional. A emissora carioca fez a mesma oferta que fez ao Grêmio – 7 milhões de reais de luvas e 47 milhões de reais por ano para um contrato de cinco anos – e deseja uma resposta imediata. O presidente Giovanni Luigi disse que vai conversar com o jurídico do clube para só depois dar sua resposta.

Nesta semana, o Clube dos 13 vai receber propostas para a tevê fechada e pay per view. São propostas em separado, em envelope fechado.

Rede Record

Depois de dar o primeiro passo para tentar vencer a batalha dos direitos de transmissão na TV aberta das próximas edições do Campeonato Brasileiro, com a proposta de R$ 100 milhões anuais encaminhadas a Corinthians e Flamengo, agora a Record aposta no “quarteto forte” do Clube dos 13. Os alvos da vez da emissora são Atlético-MG, Atlético-PR, Internacional e São Paulo.

A intenção da Record seria mostrar a cartolas das equipes que os valores que estão dispostos a pagar seriam superiores à proposta da RedeTV!, vencedora da licitação do Clube dos 13. A aposta da emissora seria “rachar” de vez a entidade nacional e conseguir ter ao seu lado os quatro times que hoje são aliados de Fábio Koff na luta contra os dissidentes. A estratégia seria a “cartada final” da emissora para permanecer viva na disputa contra RedeTV! e Globo, que já tem acordo fechado com Grêmio e Goiás.

Com informacões do Terra

Globo está no meio da partida, diz diretor sobre Brasileirão

Octavio Florisbal diretor geral da Globo - Foto Reprodução

 

Octavio Florisbal, diretor-geral da Globo, marcou presença sábado na festa de lançamento de “Morde & Assopra”, em São Paulo.

Sobre a participação da emissora no episódio dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de Futebol, comedido, declarou: “estamos no meio da partida”.

Estas informações são da coluna do Flávio Ricco.

Record oferece R$ 1 bilhão para Corinthians e Flamengo

A Rede Record divulgou em comunicado oficial, ontem, a oferta de R$ 100 milhões por ano para Flamengo e Corinthians, a fim de ter o direito de transmissão dos jogos das duas equipes no Campeonato Brasileiro a partir de 2012 até 2016. Isto representa um valor total de R$ 500 milhões para cada um dos clubes.

Apesar de a Record afirmar que a proposta foi registrada em cartório, Flamengo e Corinthians negaram ter recebido uma oferta da emissora.

Em comunicado, a Record argumenta que decidiu tornar as propostas públicas em demonstração de respeito ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).
“Eles [executivos da Record] estão um pouco atrasados”, afirmou, lacônico, o presidente corintiano Andrés Sanchez.

Ao explicar que não recebera a proposta, o cartola cogitou que o registro em cartório torna vagaroso o processo de chegar ao clube. “Além disso, a proposta é complexa, não basta fixar um valor para a TV aberta”, completou Andrés.

No Flamengo, um assessor de imprensa informou que a presidente, Patricia Amorim, estava em reunião ontem. E ele negou que o clube tenha recebido qualquer proposta no valor de R$ 100 milhões.

Confirmou que houve uma oferta inicial da Record que não interessou e que o clube esperava a contraproposta.

O comunicado emitido pela Record alfineta a Globo. “Clareza de propósitos, negociações à luz do dia, em horário comercial e com respaldo jurídico são nossos objetivos em todo o processo”, argumenta em parte do comunicado.

Apesar das negativas dos clubes, a Record diz que recebeu confirmação de recebimento das propostas enviadas também via portador, com carimbo das presidências.

A emissora paulista entrou com a proposta pública para rebater a TV Globo, que já tem fechado com 11 clubes do Campeonato Brasileiro. Enre eles está o Grêmio, que receberá por temporada, até 2016, cerca de R$ 47 milhões.

Corinthians e Flamengo vão receber valores diferentes (leia-se, maiores) da Globo do que os seus principais concorrentes para a exibição dos seus jogos nos Campeonatos Brasileiros de 2012 até 2015.

No último dia 11 de março, a RedeTV! apresentou proposta no valor de R$ 1,548 bilhão ao Clube dos 13 para ter os direitos de transmissão no triênio 2012/13/14.

Com informações do Agora São Paulo

Record inicia negociações com os Clubes de Futebol

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110318121317.jpg

A Red e Record enviou na última quinta-feira, 17, um comu nicado a imprensa falando sobre a disputa pelos direitos do Campeonato Brasileiro de 2012 a 2014. Na nota enviada a emissora diz que assim como a Rede Globo, a emissora dos Bispos, vai negociar individualmente com cada clube. Confira o comunicado:

A Rede Record, como sempre agiu desde o início do processo de negociação do Campeonato Brasileiro de Futebol, reafirma sua intenção de negociar, com total e absoluta transparência, diretamente com todos os clubes envolvidos.
“Por isso, decidimos apresentar, publicamente, nossas propostas. Assim, todos terão conhecimento dos valores e propósitos oferecidos para cada um dos clubes que disputam a Série A da competição.
A decisão prioriza o respeito aos clubes, torcedores, telespectadores, patrocinadores, autoridades do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e até concorrentes.
Iniciamos essa etapa da negociação apresentando ao Clube de Regatas Flamengo e ao Sport Club Corinthians Paulista as nossas propostas e, ao mesmo tempo, registramos os documentos em cartório para provarmos que agimos de acordo com as determinações do CADE e da livre concorrência. A proposta é de R$ 100 milhões por ano, para cada um dos clubes, pela transmissão de, no mínimo, 19 jogos a cada temporada dos Campeonatos Brasileiros de 2012 a 2016.
Dessa forma, acreditamos que podemos colaborar com o esporte mais popular do País e que mexe com a paixão dos torcedores.
Clareza de propósitos, negociações à luz do dia, em horário comercial e com respaldo jurídico são os nossos objetivos em todo o processo.
Se as partes envolvidas agirem assim, temos a absoluta certeza de que, nos próximos cinco anos, o futebol brasileiro vai ser protagonizado pelas maiores estrelas do nosso futebol e coroado com a recuperação econômica dos clubes, aumento do interesse dos torcedores e dos telespectadores pelo espetáculo, exibição das partidas em horários mais adequados e ampliação do número de patrocinadores.
Esse é o caminho que a Rede Record acredita que pode perpetuar o Brasil como o país do melhor futebol e também do mais disputado campeonato do mundo”.
Essas informações são do site Natelinha

Comunicado Oficial: Record informa valores de negociação com Corinthians e Flamengo

 

Nesta quinta-feira (17/03), a assessoria de imprensa da Rede Record encaminhou novo comunicado oficial sobre os direitos de transmissão do Brasileirão.

Segue na íntegra:

“A Rede Record, como sempre agiu desde o início do processo de negociação do Campeonato Brasileiro de Futebol, reafirma sua intenção de negociar, com total e absoluta transparência, diretamente com todos os clubes envolvidos.

Por isso, decidimos apresentar, publicamente, nossas propostas. Assim, todos terão conhecimento dos valores e propósitos oferecidos para cada um dos clubes que disputam a Série A da competição.

A decisão prioriza o respeito aos clubes, torcedores, telespectadores, patrocinadores, autoridades do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e até concorrentes.

Iniciamos essa etapa da negociação apresentando ao Clube de Regatas Flamengo e ao Sport Club Corinthians Paulista as nossas propostas e, ao mesmo tempo, registramos os documentos em cartório para provarmos que agimos de acordo com as determinações do CADE e da livre concorrência. A proposta é de R$ 100 milhões por ano, para cada um dos clubes, pela transmissão de, no mínimo, 19 jogos a cada temporada dos Campeonatos Brasileiros de 2012 a 2016.

Dessa forma, acreditamos que podemos colaborar com o esporte mais popular do País e que mexe com a paixão dos torcedores.

Clareza de propósitos, negociações à luz do dia, em horário comercial e com respaldo jurídico são os nossos objetivos em todo o processo.

Se as partes envolvidas agirem assim, temos a absoluta certeza de que, nos próximos cinco anos, o futebol brasileiro vai ser protagonizado pelas maiores estrelas do nosso futebol e coroado com a recuperação econômica dos clubes, aumento do interesse dos torcedores e dos telespectadores pelo espetáculo, exibição das partidas em horários mais adequados e ampliação do número de patrocinadores.

Esse é o caminho que a Rede Record acredita que pode perpetuar o Brasil como o país do melhor futebol e também do mais disputado campeonato do mundo”.

Com Informações do site Fabio Tv!

 

Confira o consolidado desta última segunda-feira, dia (14/03)

http://audienciaaberta.files.wordpress.com/2010/08/conso.jpg?w=346&h=149&h=149

:globo:

Mais você – 7
Bem estar – 7
Video show – 12
O clone – 15
Malhação – 22
Araguaia – 27
Ti-ti-ti – 32
Insensato coração – 34
BBB – 24
Tela quente (“Motoqueiros selvagens”) – 17
Programa do Jô – 4

:sbt:

Chapolim – 6
Chaves – 7
Pérola Negra – 4
Maria Esperança – 4
Camaleões – 3
Ana Raio e Zé Trovão – 6
Programa do Ratinho – 6
Cantando no SBT – 4

:band:

CQC – 6

:record:

Balanço geral – 5
SP Record – 10
Show do Tom – 9
Jornal da Record – 11
Ribeirão do Tempo – 10

Dados da colunista Patrícia Kogut

Futebol divide a direção da Record

A decisão da alta cúpula da Record em não participar da licitação pelo campeonato brasileiro deixou surpresos e decepcionados até mesmo alguns dos seus diretores mais importantes. Entendem essas pessoas que a medida tomada e a maneira como tudo aconteceu só devem jogar contra as pretensões da emissora – se é que elas realmente existem – de brigar pela transmissão do futebol.

Sobre o assunto, agora se verifica, há uma perigosa divisão interna.
De forma oficial, a Record se manifesta de maneira tímida, dizendo apenas que ainda não saiu da disputa. Passará a acompanhar com mais atenção todo o desenrolar do processo e fará diretamente propostas aos clubes, em um trabalho de corpo-a-corpo, que nenhuma das suas concorrentes será capaz de igualar.

Resta saber se depois dessa “amarelada” alguém ainda vai acreditar. Até entre os clubes solidários ao Clube dos 13, a ausência da última sexta-feira, sem dar nenhuma satisfação, foi muito mal recebida.

As informações são do jornalista Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery.

Confira o consolidado deste último final de semana

http://audienciaaberta.files.wordpress.com/2010/08/conso.jpg?w=346&h=149&h=149
SEXTA-FEIRA
:globo:
Bem Estar 7
O Clone 16
Malhação 18
Araguaia 22
Ti Ti Ti 30
Insensato Coração 32
Big Brother Brasil 25 

:record:
Fala Brasil 7
Hoje em Dia 6
Tudo a Ver 5
Pica-Pau 6
SP Record 7
CSI Miami 8
Ribeirão do Tempo 10

:sbt:
Chapolin 8
Chaves 7
Arnold 7
Pérola Negra 5
Maria Esperança 5
Camaleões 4
Plantão Jornalismo SBT 4
Cinema em Casa 3
Ratinho 5
Ana Raio 6
Tela de Sucessos 7

:band:
Brasil Urgente NET 6
Brasil Urgente Local 6
Futurama 3

SÁBADO
:globo:
Globo Universidade 7
Ação 7
TV Globinho 8
Hannah Montana 11
Jornal Hoje 15
Alto da Compadecida 17
Caldeirão 15
Araguaia 20
Ti Ti Ti 29
Insensato Coração 27
Big Brother 23
Zorra Total 17

:record:
Esporte Fantástico 5
A Era do Gelo 10
O Melhor do Brasil I 8
Jornal da Record 7
O Melhor do Brasil II 10
Legendários 8

:sbt:
Chapolin 7
Chaves 7
Arnold 7
Raul Gil 7
Eu, a Patroa e as Crianças 4
SBT Brasil 4
Supernanny 4
Aventura Selvagem 4
Ana Raio 6
Cine Belas-Artes 6 (vice)

:band:
Brasil Urgente Local 4
Jornal da Band 4

DOMINGO
:globo:
Esporte Espetacular 9
Esquenta 12
Click 13
Futebol 16
Faustão 16
Fantástico 23
Big Brother Brasil 20

:record:
Record Kids 5
Tudo é Possível 7
Programa do Gugu 10
Domingo Espetacular 12
Tela Máxima 9

:sbt:
Arnold 4
Eu, a Patroa e as Crianças 5
Domingo Legal 6
Eliana 8
Silvio Santos 10
De Frente com Gabi 5

:band:
Terceiro Tempo 4

:redetv:
Pânico 7
Dr. Hollywood 2

Essas informações são da colunista Patrícia Kogut

RedeTV! transmite Roma x Lazio neste domingo

Neste domingo (13/03), às 10h50, a RedeTV! transmite a partida Roma x Lazio, ao vivo, pelo Campeonato Italiano. A apresentação será de Gabriela Pasqualin, com narração de Luiz Alfredo e comentários de Bruno Prado e Careca.

Fonte: Fabio TV

Acesse o melhor site de conteúdo sertanejo: PegadaSertaneja.com!

Entre brigas e disputas, eis um vencedor inesperável

http://blogdonavarro.files.wordpress.com/2011/03/c13-e-redetv.jpg

Hoje foi um grande dia para a TV aberta no Brasil. A Rede TV!, a mais nova emissora do país com apenas 15 anos de exibição, conseguiu uma preciosa pérola, em que até hoje, emissoras com mais de 40 anos não conseguiram.

Trata-se dos direitos de exibição do Campeonato Brasileiro com o Clube dos 13, a maior instituição para os direitos de transmissões no futebol do Brasil. E o que tudo indica, a emissora deverá ter entre 2012-2014 um crescimento estimado em 80% ao ano em audiência.

Porém, como nem tudo é flores e doce, a RedeTV ainda depende da assinatura de todos os times da instituição, o Grêmio é um deles que não assinará com a emissora de Dallevo. A emissora paulista mal tem cobertura no interior de São Paulo e Rio de Janeiro, ou seja, não terá grandes aumentos de audiência.

Mas o maior empecilho para que o negócio seja realmente formalizado é a dissidência no Clube dos 13, já que os 20 clubes que o compõem precisam assinar o contrato, conforme o próprio estatuto do C-13. Como ao menos 11 já manifestaram que vão negociar diretamente com as emissoras, fica a dúvida se a licitação terá valor legal.

A TV Globo, como não é boba, já tem andamento com a maioria dos 11 times “rebeldes” (nome dado aos times que abandonaram o Clube dos 13), e não ficará sem a transmissão de seu tradicional futebol. Uma pena, a Rede TV! é a que mais sai perdendo em tudo isso, vai pagar um valor altíssimo e não compensará pelos nove times pequenos.

A Record, que fez tanto alarde nos últimos dias, três horas antes do resultado, decidiu abrir mão do Brasileirão, vendo a Globo e a Rede TV! de longe em uma gloriosa disputa pelos vinte clubes de futebol.

Mas afinal, quem se sairá melhor? Entre cobertura, audiência e apresentação. Eis a grande dúvida.

Por Marcos Aurélio

Rede Record desiste da disputa do Clube dos 13 para exibir Brasileirão de 2012 a 2014

A Rede Record desistiu de participar da concorrência criada pelo Clube dos 13 para venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de 2012 até 2014.

O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (11), pouco antes de sair o resultado da licitação para a TV aberta. A emissora diz que tomou a decisão movida pelo cenário de incerteza provocado pela dissidência entre os clubes.
Veja abaixo a íntegra do comunicado:

“A Rede Record vem a público informar que apoiava o modelo de negociação dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro no triênio 2012/2014 proposto pelo Clube dos 13 em acordo com o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Mas, infelizmente, a concorrência dividiu o C13. A entidade ficou fracionada em clubes que defendiam o processo iniciado com a carta convite, agremiações que pretendiam negociar os direitos em separado e aqueles que vieram a público pedir a total desvinculação do processo e do agrupamento.

Alguns clubes, antes de ouvir qualquer proposta por parte da Record, já indicam que têm acordos pré-acertados com outra emissora. Os responsáveis por estes acordos que prejudicam os torcedores, clubes e patrocinadores devem vir a público para revelar como foram as negociações e qual o valor acertado previamente, sem concorrência, sem transparência e baseados nos mesmos princípios que ajudaram a reduzir o poder dos clubes, prejudicaram o faturamento das agremiações, limitaram a exposição de patrocinadores e impuseram horários estranhos para a prática do futebol, além de transformar o mais popular esporte do País num mero exportador de talentos. Diante desta atitude a Record informa que não aceita participar de um jogo com cartas marcadas.

O quadro, neste momento, gerou incerteza jurídica. Diante disso, não há convicção de que a proposta vencedora tenha os direitos de transmissão dos jogos de todos os clubes. Há ainda a possibilidade de que uma agremiação possa abandonar o C13 enquanto o contrato ainda estiver em vigor. Assim, a Record decidiu não apresentar proposta ao Clube dos 13.

A emissora volta a manifestar seu desejo de participar da concorrência democrática, caso os clubes entrem em acordo, garantindo estabilidade jurídica a quem apresentar a melhor proposta. E, se os clubes desejarem seguir numa negociação em separado, a Record reafirma que pretende apresentar propostas com padrões de transparência e regras claras.

Mais uma vez, esta é a forma que a Record encontra para contribuir com a evolução e o desenvolvimento do futebol brasileiro, proporcionando uma transmissão de primeira do esporte preferido da nação.
São Paulo, 11 de março de 2011.

Essas informações são do portal R7

RedeTV! faz proposta de R$ 1,5 bilhão e sai vencedora da licitação do C13

Gustavo Franceschini/UOL Esporte

Presidente do C13 confirmou que a proposta da RedeTV! venceu a licitação

A RedeTV! foi a grande vencedora da licitação realizada pelo Clube dos 13 para a comercialização dos direitos de transmissão para TV aberta do triênio 2012-2014 do Campeonato Brasileiro. A proposta apresentada pela emissora paulista foi de R$ 516 milhões anuais, totalizando R$ 1,54 bilhão e, por ter sido a única a participar do processo licitatório, acabou ganhando a “concorrência”. Para esta temporada, a Globo e a Bandeirantes seguirão exibindo os jogos normalmente.

O Clube dos 13, no entanto, sofreu mais um duro golpe na manhã desta sexta-feira, já que a Record anunciou, horas antes da abertura dos envelopes, a sua retirada da licitação comandada pela entidade. Dessa forma, a emissora se junta à Globo e pretende negociar diretamente com os clubes.

Dessa forma, a vitória da RedeTV!, por enquanto, não tem valor prático, já que todos os clubes precisam assinar um documento cedendo os respectivos direitos de transmissão para a emissora, fato que não deve acontecer, tendo em vista o racha político que já se arrasta há semanas.

Por outro lado, a RedeTV! se comprometeu a desembolsar esse valor apenas se puder contar com todas as equipes.

O Clube dos 13 ainda se ampara em seu estatuto, que concede à entidade a permissão de negociar os direitos de transmissão de todos os clubes enquanto estes permaneçam filiados.

Botafogo e Vasco, na última quinta, pediram a revogação desta procuração alegando que os obstáculos impostos pelo estatuto para a desfiliação poderiam causar prejuízos aos clubes. No entendimento dos dois clubes cariocas, a situação com o Clube dos 13 já está resolvida com o comunicado.

Se quiser manter sua hegemonia, a entidade terá de brigar pelo texto de seu estatuto na Justiça.

Informações retirada do Portal UOL

RedeTV! transmite CSKA Moscou x Porto e Benfica x Paris SaintGermain nesta quinta

Nesta quinta-feira (10/03),  a RedeTV! transmite a partida CSKA Moscou x Porto, ao vivo, pela Uefa Europa League, com narração de Eder Reis e comentários de Fernando Fontana. Em seguida, às 16h50, vai ao ar, ao vivo, Benfica x Paris SaintGermain  com narração de Luiz Alfredo e comentários de Bruno Prado. A apresentação das partidas será de Gabriela Pasqualin.

Essas Informações são do site Fabio Tv

Globo e PFC Ampliam Presença nos Estados Unidos

A TV Globo Internacional e o PFC estão ampliando sua área de exibição nos EUA.

A operadora Bright House Network, pertencente ao grupo Time Warner Cable, que já exibia a programação dos canais aos telespectadores de Tampa Bay, a partir do dia 04 de março exibirá também para as regiões centrais da Flórida, inclusive em Orlando.

Os brasileiros que vivem nessa área poderão assistir à programação dos canais 24 horas por dia, incluindo a maior festa do Brasil, o Carnaval, que será transmitida entre os dias 04 e 07 de março.

Além das novelas e jornalismo da TV Globo Internacional, os assinantes poderão ainda acompanhar pelo um canal com 24 horas de futebol brasileiro, o PFC, são mais de 600 jogos ao vivo por ano dos principais campeonatos regionais e nacionais.

Fonte: TV Magazine

Record pode buscar direitos do Brasileirão para pay-per-view

Apesar de a Record estar focada em conseguir os direitos do Brasileirão de 2012 a 2014 para TV aberta. Alexandre Raposo, presidente da emissora, não descarta a possibilidade de disputar os direitos de transmissão para pay-per-view. Não há detalhes de como seria essa transmissão, tão pouco a negociação destes direitos. Para TV fechada, Raposo deixou claro que não possui interesse. Agora basta esperarmos para acompanhar a novela mais mexicana do esporte, depois de Ronaldinho Gaúcho e Irmão Assis.

Twitter: @arielfranca

Record reage a comunicado da Globo e diz que também negociará com os clubes

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110303121553.jpg

A Record quebrou o silêncio dos últimos dias e se pronunciou sobre a saída da TV Globo da licitação promovida pelo Clube dos 13 para a venda dos direitos do Campeonato Brasileiro pelo triênio 2012-2014 e o esvaziamento da entidade dirigida por Fábio Koff.

Em comunicado, a rede de Edir Macedo não poupou críticas à concorrente e disse que a emissora carioca prejudica os clubes ao não dar o destaque merecido aos patrocinadores de cada time. “Alguns clubes brasileiros passam meses sem parceiros patrocinadores porque camisas, luvas, bonés e até placas publicitárias são evitadas ou encobertas nas transmissões esportivas. Ainda existem alguns clubes brasileiros que simplesmente são ignorados durante a temporada e passam semanas sem que seus jogos sejam transmitidos”, diz o texto.

Insatisfeita com os rumos da negociação do Brasileirão, a Record revelou, pela primeira vez, que aceita negociar diretamente com cada clube os direitos do torneio, caso essa seja a intenção dos dirigentes e o procedimento adotado seja claro e transparente. “Mas se os clubes desejarem uma negociação em separado, optando por outro modelo, a Record também pretende apresentar proposta, desde que as negociações sejam feitas seguindo padrões de transparência e regras claras. Ou seja, com a garantia de que a melhor proposta para a televisão aberta terá preferência”, anuncia o comunicado.

Confira o comunicado na íntegra

A Rede Record vem a público expressar preocupação com as reações ao modelo de negociação proposto pelo Clube dos 13. O formato foi desenvolvido como consequência de um acordo entre o Clube dos 13 e o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Pelo que foi acertado, cláusulas que caracterizavam o favorecimento a um monopólio e impediam a participação de outros concorrentes de forma democrática e transparente foram proibidas.

O modelo anterior impôs aos clubes brasileiros o endividamento e a perda sucessiva de seus maiores talentos para outros países. Alguns clubes brasileiros passam meses sem parceiros patrocinadores porque camisas, luvas, bonés e até placas publicitárias são evitadas ou encobertas nas transmissões esportivas. Ainda existem alguns clubes brasileiros que simplesmente são ignorados durante a temporada e passam semanas sem que seus jogos sejam transmitidos.

A carta convite enviada pelo Clube dos 13 contempla uma concorrência transparente, séria, com regras claras. O documento exige propostas entregues em envelopes fechados e pressupõe declarar vencedor aquele que fizer a melhor proposta financeira para todos os clubes. O modelo é semelhante ao estabelecido pelo Comitê Olímpico Internacional para a disputa de direitos dos Jogos Olímpicos. A Record detém os direitos de transmissão exclusivos dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. Fez a melhor proposta e venceu. O mercado publicitário brasileiro – de forma ousada – correspondeu ao investimento da Rede Record e cobriu todos os custos de direitos e transmissão, além de gerar lucros. Parte do pacote olímpico já foi visto no Brasil com a premiada e pioneira cobertura esportiva dos Jogos de Inverno de 2010, de Vancouver, no Canadá. Prova inequívoca de que a Record quer inovar no esporte, tem apoio do mercado publicitário e retorno expressivo em audiência. Este ano, em outubro, faremos o mesmo com os Jogos Panamericanos de Guadalajara.

A proposta do Clube dos 13 rompe com as obscuras negociações que favoreciam o monopólio e descaracterizavam a concorrência, impondo aos clubes valores e limitações exigidas pelos eternos favorecidos.

A Record reafirma o desejo de participar da concorrência do Clube dos 13, se os associados estiverem em acordo e unidos em busca de propostas que ofereçam alternativas para o torcedor brasileiro, melhorem arrecadações e ampliem a possibilidade de surgimento de novos patrocinadores.

Mas se os clubes desejarem uma negociação em separado, optando por outro modelo, a Record também pretende apresentar proposta, desde que as negociações sejam feitas seguindo padrões de transparência e regras claras. Ou seja, com a garantia de que a melhor proposta para a televisão aberta terá preferência.

Esta é a forma que a Record encontra para contribuir com a evolução e o desenvolvimento do futebol brasileiro, proporcionando ao torcedor acesso livre e gratuito ao esporte preferido da nação”.

Na telinha

Globo reúne patrocinadores para explicar situação do Campeonato Brasileiro

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110302121055.jpg 

A Globo se reuniu com os patrocinadores de suas transmissões de futebol para acalmar as empresas sobre os direitos do Campeonato Brasileiro para o triênio 2012-2014.

A reunião foi realizada na última terça (1) e contou com a participação de representantes das empresas Coca-Cola, Itaú, Volkswagen, Ambev, Casas Bahia e Vivo.

No encontro, liderado por Willy Haas, diretor comercial da rede, o canal explicou os motivos de ter desistido de participar da licitação realizada pelo Clube dos 13 e voltou a afirmar que negociará diretamente com os clubes, que estão insatisfeitos com a gestão de Fábio Koff à frente da entidade.

O objetivo da Globo é continuar tendo a confiança das empresas parceiras e mantê-las com patrocinadoras na temporada 2012 do futebol brasileiro. Atualmente, as cotas de patrocínio do futebol rendem R$ 804 milhões aos cofres da emissora.

Na telinha

Santos informa ao C13 decisão de abandonar o barco, e ouve pedido para pensar mais

Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro esteve nesta terça com Fábio Koff. O presidente do Santos disse ao mandatário do Clube dos 13 que decidiu negociar o contrato de TV do Brasileirão diretamente com as emissoras. E sem se desfiliar da entidade.

Koff pediu para o santista pensar melhor antes de tornar pública sua decisão. Foi atendido. O cartola do Santos confirmou o encontro ao blog. “Tomei uma decisão e vim para São Paulo comunicá-la ao Fábio Koff. Ele me contou do encontro com o Cade, trouxe alguns fatos novos e me pediu para refletir. Já tenho minha decisão tomada, mas vou pensar esta noite e amanhã telefono para comunicá-lo”, afirmou Luís Álvaro.

O dirigente declarou que o Santos já demorou demais para se posicionar. O blog apurou que o clube deve seguir os passos do Palmeiras e publicar um comunicado oficial sobre a decisão em seu site ainda na manhã desta quarta.

Depois que isso acontecer, Andrés Sanchez deve convidar o presidente do Santos para negociar os direitos em conjunto com Corinthians e Palmeiras, como fazem os clubes do Rio. Aos poucos, o C13 vai minguando. O próximo objetivo dos rebeldes é convencer o Internacional, que quer esperar mais para se decidir.

Blog do Perrone

Dúbio, estatuto do C13 dá brecha para clubes contestarem Koff na presidência

Texto do estatuto do Clube dos 13 é dúbio e dá margem para clubes contestarem Fábio Koff

Texto do estatuto do Clube dos 13 é dúbio e dá margem para clubes contestarem Fábio Koff

O Clube dos 13 se ampara em seu estatuto para manter sua ligação com os clubes dissidentes e evitar o racha político sobre a negociação dos direitos de TV do Campeonato Brasileiro. No entanto, o texto que rege a entidade é dúbio e dá margem para que se questione até a legitimidade da presidência de Fábio Koff.

A reportagem do UOL Esporte teve acesso ao estatuto do Clube dos 13, aprovado em 2007 em assembleia geral e vigente desde então. O problema está na alínea “a”, do artigo 27 da seção II, que fala sobre os requisitos para que alguém possa exercer a presidência.

“Não estar no exercício de presidente de entidade filiada à associação nem em cargo diretivo de entidade de administração do desporto ou ter exercido anteriormente cargo eletivo em qualquer entidade de prática desportiva integrante da Associação”, diz o texto.

O UOL Esporte consultou os advogados Felipe Ezabella, Gustavo Lopes e Roberto Barros, além de um quarto que preferiu não se identificar, todos advogados especializados em direito desportivo. Todos concordaram que, de acordo com o texto, Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio, não poderia exercer a presidência do Clube dos 13, entidade que preside desde 1997.

Roberto Barros, da Campos Mello Advogados, faz a ressalva de que a situação poderia estar legalizada caso os clubes tenham concordado com isso, independentemente do que está escrito no estatuto. “Como é uma entidade privada, se os sócios quiserem decidir algo de modo diferente do que está no estatuto, eles podem. É diferente do que aconteceria em um órgão público, por exemplo”, disse Barros.

Só que o Clube dos 13 não vai tão longe. Segundo o diretor jurídico da entidade, Celso Rodrigues, há uma interpretação distinta para o texto. “A alínea ‘a’ tem dois entendimentos: um é que o candidato não pode ser presidente de entidade nem ter um cargo diretivo de entidade de administração. E tem a afirmação separada da primeira, que é de que ele tem de ter exercido um cargo eletivo em um clube anteriormente”, avaliou.

A interpretação de Rodrigues é contestada também por Thais Nicoletti, consultora de língua portuguesa do UOL. “A sequência de negativas deu-se na forma ‘não X, nem Y ou Z’, sendo tudo negativo. Se eles quisessem ressaltar que alguém tem de ter exercido um cargo eletivo, eles deviam ter usado outro termo, porque a linguagem usual indica que todos os termos estão na negativa”, disse Nicoletti.

Perguntado sobre as interpretações distintas, Celso Rodrigues rebateu. “O que os advogados pensam e sua orientadora pensa não têm relevância para o Clube dos 13. Sua orientadora não estava na assembleia geral. O que não pode é os teus advogados e tua orientadora ficarem fazendo interpretação de acordo com aquilo que tu queres”, disse o diretor jurídico do Clube dos 13.

Mais que a legitimidade da presidência de Koff, a interpretação dúbia coloca em xeque o peso do estatuto, grande argumento da entidade na guerra política. Como mostrou o UOL Esporte na última terça, os clubes concederam ao Clube dos 13 suas autonomias para negociação de direitos de transmissão.

Dessa forma, eles só poderiam conversar diretamente com as TVs caso deixem a entidade, o que só acontecerá em, no mínimo, 60 dias. O cenário mais provável é que uma rival da Globo, que disse que não participará do processo, vença a licitação. Somente depois disso é que a emissora carioca abordará os dirigentes separadamente, com uma proposta maior, para que todos mantenham a atual parceria.

Só que todo esse cenário só é possível graças ao estatuto do Clube dos 13. O problema é que, ao mesmo tempo que garante a entidade como negociadora dos direitos de transmissão, ele também coloca a legitimidade de Koff em xeque.

Uol Esporte

%d blogueiros gostam disto: