Depois de suspeita de fraude, “Teste de Fidelidade” exibe “bastidores”

image

Uma semana depois de um erro grave, que colocou em dúvida a veracidade do programa, o “Teste de Fidelidade” tentou diminuir o estrago exibindo ao público parte dos seus “bastidores”.

“Vamos mostrar como é feito o teste”, anunciou a RedeTV! no Twitter do programa. “Hoje nós vamos mostrar os bastidores do #testedefidelidade!”, prometeu.

No programa do dia 16, por falha da edição, espectadores notaram a presença de um operador de câmera durante a realização do teste, o que poderia caracterizar uma farsa. A emissora disse que, na verdade, o funcionário estava arrumando uma microcâmera e garantiu que a vítima do teste não o viu.

image

No programa deste domingo (23), o público teve direito de ver uma imagem do diretor da gravação conversando com a sedutora antes da chegada da vítima do teste (imagem no alto). Em seguida, foi exibido brevemente o “switcher”, de onde é possível acompanhar todas as câmeras colocadas para a gravação do quadro (ao lado).

“Olha, para quem tem dúvidas, o nosso diretor tá orientando a sedutora. Olha quantas câmeras têm. Ele está monitorando todas as câmeras”, explicou João Kleber, enquanto se via a chegada do rapaz que seria submetido ao teste.

A cena não chega a esclarecer muita coisa, mas revela a preocupação do programa com a sua reputação.

Bem melhor, foi a cena final do “Teste de Fidelidade” neste domingo. Ignorando totalmente a mulher que foi enganada pelo marido, João Kleber se juntou ao infiel para dançar no palco uma música da cantora mexicana Thalia. Pela imagem abaixo, dá para ver como estavam preocupados com a traição.

image

Larissa Riquelme é investigada por fraude em programa de dança na Argentina

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20111118201528.jpg

A modelo Larissa Riquelme se envolveu em uma polêmica no programa “Bailando por um Sueño” (“Dança dos Famosos” da Argentina) desta semana.

O canal El Trece, que produz o “Showmatch”, descobriu que as ligações e mensagens de votos para a permanência da paraguaia foi comprada por uma empresa de telefonia do Paraguai, na qual ela é garota propaganda.

Segundo a atração, essa empresa prometia dar créditos gratuitos para quem votasse a favor de Larissa. 

Ao vivo, o apresentador Marcelo Tinelli mostrou o que continha nas mensagens: “Vamos apoiar Larissa! Envia BAILA LARISS para 13013 e ajude para que ela siga dançando. Vamos Larissa! Vamos Paraguai! Contamos com vocês”.

Ao enviar a mensagem, a pessoa recebia um aviso: “Felicidades. Por haver apoiado Lari em Bailando, te creditamos 5.000 minutos para que possas continuar falando. Válido por 72h”.

A possível fraude veio à tona após Larissa Riquelme se apresentar com a dança árabe. O animador falou sobre o caso: “Evidentemente que há uma promoção no Paraguai que desconhecíamos com o nome do programa também. É algo que eu gostaria de investigar, principalmente por usar o nome do programa de televisão da Argentina e que permitem ajudar um personagem dele. Tudo isso gera dúvidas e eu vos digo: O que se passou? Nosso advogados estão investigando”.

Chateada, Larissa negou qualquer envolvimento na ação.

Nesta semana, Riquelme fez uma de suas melhores performances no programa, mostrando desenvoltura como uma odalisca.

Com informações do site NaTelinha

%d blogueiros gostam disto: