Record vai insistir com ‘CSI’ contra ‘Fina Estampa’

A Record volta a exibir a partir do dia 22, na faixa das 21h15, a série CSI Las Vegas (também conhecida por CSI: Investigação Criminal). A produção vai substituir CSI: Nova York.

Em setembro, a emissora passará a exibir a nona temporada da série, inédita na TV aberta brasileira.

CSI Las Vegas teve a exibição de episódios inéditos suspensa em junho, de forma ”estratégica”. Como a nona é uma temporada considerada “chave”, a Record optou por preservá-la e só vai exibi-la agora, após a estreia da nova novela das oito da Globo, Fina Estampa.

CSI é sobre um grupo de policiais e cientistas forenses investigando crimes.

O elenco é encabeçado por Laurence Fishburne, Marg Helgenberger, George Eads, Jorja Fox e Eric Szmanda.

Com informações do Fórum NaTelinha

BOMBA: Record desiste de séries as 21h

Oficialmente nada foi divulgado, mas é certo nos bastidores da Record que a série “CSI: Nova York” (franquia CSI),  atualmente exibida na faixa das 21h na emissora, vai sair do ar ainda este mês. Foram várias tentativas para recuperar os índices obtidos pelas primeiras temporadas de CSI: Las Vegas, mas as substitutas permaneciam na faixa de 6, 7 pontos no IBOPE.

O que vai entrar no lugar da série, não se sabe. Mas outra série que não vai ser. Os executivos entenderam que o horário se desgastou e que o público busca algo novo para o horário. Os altos índices obtidos pela novela Insensato Coração, da Globo e o Programa do Ratinho do SBT também foram um dos motivos para essa decisão, já que CSI: NY dificilmente conseguia a vice liderança no horário. Vale agora esperar a decisão do diretores e ver qual será a mudança e o que vem por aí.

Com informações do Na Telinha

Record voltará a exibir CSI Las Vegas

Foto: Divulgação

Na próxima quarta-feira, dia (16/03), a Record vai voltar a exibir a famosa série CSI Las Vegas na faixa das 21h. A série havia sido suspensa devido ao Carnaval, e para não perder o público do horário, a emissora colocou epsódios de CSI Miami.

Então hoje e amanhã, CSI Miami continuará sendo exibida e na quarta-feira voltará a temporada inédita de CSI Las Vegas, como publicou o colunista Daniel Castro.

Por: Rodolfo Carvalho
O CanalTV!

No Carnaval, CSI Miami repete audiência de Las Vegas

 

David Caruso, protagonista de CSI Miami (Foto: Divulgação)

CSI Miami passou no teste. Veiculada pela Record na faixa das 21h durante o Carnaval, a série praticamente repetiu os números de audiência de CSI Investigação Criminal (Las Vegas).

Nos quatro primeiros dias de exibição às 21h15, de sexta-feira da semana (4) passada até anteontem(9), CSI Miami marcou 11,5 pontos de média na Grande São Paulo, contra 29,7 da Globo e 5,0 do SBT no horário.

Ficou apenas 0,4 ponto abaixo das exibições de CSI Las Vegas nos mesmos dias da semana anterior (da sexta, 25 de fevereiro, à quarta, 2 de março): 11,9 pontos, contra 31,9 da Globo e 6,3 do SBT.

CSI Miami, no entanto, empatou com CSI Las Vegas em percentual de participação no total de  televisores ligados, o chamado “share”. Ambas tiveram a sintonia média de 17,8% dos aparelhos ligados nos dias e horários em que foram ao ar. Isso ocorreu porque no Carnaval o total de televisores ligados (65% no horário da série) foi menor do que na semana anterior (67%).

A favor de CSI Miami ainda há outro dado: os episódios em exibição já foram apresentados na faixa da 0h. Já os de CSI Las Vegas, na semana passada, eram inéditos na TV aberta. Mesmo assim, Miami marcou 13,9 pontos na última segunda-feira, quando o Jornal da Record, apresentado antes, bateu seu recorde de 2011.

Na comparação com a estreia de CSI Las Vegas na faixa das 21h, CSI Miami leva vantagem. Os quatro primeiros episódios de Las Vegas, em janeiro de 2010, marcaram 10,4 pontos de média e 15,7% de participação entre as TVs ligadas.

A princípio, a Record exibiria CSI Miami apenas nesta semana, por causa do Carnaval. Mas a emissora ainda não confirma se CSI Las Vegas volta a ser apresentada às 21h15 a partir da próxima segunda (14).

Com informações do blog do Jornalista Daniel Castro.

Rápidas (Guilherme Guidorizzi)

FOI BEM

A hilária dupla Ary França-Thelma Reston de “Escrito nas Estrelas”, como Seu Filhinho e Dona Etelvina. Estão impagáveis em cenas divertidíssimas.

FOI MAL

A Record que optou por começar a reprise de “CSI Las Vegas”, exibida em janeiro, ao invés de colocar o ano seis ou o repeteco de outra franquia do seriado.

FALANDO NISSO

Via Twitter, a emissora informa que a sexta temporada da série estará no ar em breve. Foi feito até um pedido de desculpas. Mas não se sabe quando irão ao ar os episódios.

NOVAMENTE

O caso envolvendo o goleiro Bruno traz de novo a discussão onde até a mídia pode ir. Na Record, o ‘Balança Geral’ do Rio passou a ser visto também em Minas e São Paulo; um plantão especial tem ocupado a faixa noturna e o ‘RJ Record’ foi esticado. A Globo por sua vez concentra suas atenções no ‘RJTV’; o SBT aborda o crime no ‘Boletim de Ocorrências’; a Band com seu ‘Brasil Urgente’ (que ontem começou antes das 17h); e a RedeTV!, no ‘A Tarde é Sua’, ‘Manhã Maior’ e até mesmo no ‘TV Fama’. Isso sem levar em conta os demais noticiários locais e nacionais. O que não dá para aceitar é ver figurinhas carimbadas aparecendo em vários programas ao longo do dia. Tais personalidades são conhecidas de outros crimes e pouco acrescentam à cobertura. O que mais se vê são apresentadores (de todas as emissoras) interessados em passar a riqueza dos detalhes do assassinato. Pouco caso com a memória da vítima, com a família dela e, é claro, com o telespectador. Não precisa disso.

ALIÁS

Ainda sobre o crime que pode estar envolvido o goleiro Bruno, parece que há uma preocupação em associar o time ao fato, como se o Flamengo fosse responsável pelas atitudes de seu arqueiro fora dos estádios de futebol. Por outro lado, a vítima é descrita como modelo, profissão que ao que indica nunca exerceu. Até agora, a coluna não viu ninguém questionando de que maneira os pais de Eliza receberam a notícia de sua gravidez. Muito menos, o porque dela se envolver com um profissional que já tinha histórico de agressão (em 2008, Bruno foi acusado de bater em prostitutas). Claro que nada, absolutamente nada, justifica o fim trágico de Eliza. Contudo, os programas não podem, simplesmente, deixar tais questões passarem em branco. Até porque não é a primeira vez que um famoso se envolve em acusação de agressão. O diferencial deste caso foi seu desfecho criminoso.

ÍNDICES

O filme ‘Meu nome não é Jonny’ do “Festival Nacional”, da Globo, teve 23 de média, o segundo pior desempenho da sessão que ficou no ar durante o período da Copa. Na Record, a emissora foi líder na média-matinal (7h/12h) com seis pontos (o ‘Fala Brasil’ venceu a Globo por oito a cinco; ‘SP no Ar’ teve sete e também liderou, batendo recorde no ano). E no SBT, “Qual é o Seu Talento?” ficou com sete. Na Bahia, no dia 1º, o “Se Liga, Bocão” (da Record) foi líder de audiência: ganhou da Globo por 21 a 16. No mesmo dia, “Ídolos” marcou 11 de média.

COPA GLOBAL

Ontem, o Brasil lançou sua marca para a Copa do Mundo de 2014. O casal de globais Rodrigo Hilbert e Fernanda Lima foram escolhidos como apresentadores da cerimônia. Hans Donner fez parte da equipe que aprovou a (horrível) logomarca, ao lado de Oscar Niemeyer, Ivete Sangalo, Gisele Bündchen e Paulo Coelho. Nada contra ninguém, mas os laços entre CBF e Globo continuam unidos. A emissora foi também a única a exibir o evento, onde só faltaram mulheres seminuas. De resto, todos os clichês em verde-e-amarelo estavam lá.

MANJADAS

O “Popcorn TV” que a Band estreia na segunda, 15h20, será formado basicamente de câmeras escondidas produzidas na França. Elas são conhecidas no Brasil. Foram ao ar no ‘Domingo Legal’, com o nome de ‘Zeze’, e no ‘Programa Silvio Santos’.

COPA DO MUNDO

O jogo entre Uruguai e Holanda, na tarde de terça, marcou em São Paulo, 18 na Globo e cinco na Band. No Rio, a emissora carioca teve 20 e a paulista, três. Anteontem, a vitória espanhola diante da Alemanha rendeu 16 (Globo) e cinco (Band), números de São Paulo. No mercado nacional, a eliminação brasileira, sexta passada, fechou com oito, na Band, e 48, na Globo; a derrota argentina cravou cinco e 25, respectivamente.

SUTILEZAS

O telespectador mais atento observa que “Ribeirão do Tempo” tem uma veia política um dose de sátira. No capítulo de anteontem, o bêbado Querêncio fez um discurso na praça e só não foi preso pela intervenção de dr.Flores; ao fundo se ouvia ‘Pra dizer que não falei das flores’, de Geraldo Vandré, usada na ditadura militar. O capítulo marcou média de dez pontos. No SBT, ‘Ana Raio & Zé Trovão’ marcou oito, o dobro da mexicana ‘As Tontas Não Vão ao Céu’ e um a mais que ‘Uma Rosa com Amor’. A reprise de ‘Mutantes’, exibida mais cedo do que o habitual, minguou quatro de média. ‘Sinhá Moça’ teve 13 e ‘Malhação’, 21. ‘Escrito nas Estrelas’ somou 26 (com a cena de sexo entre Mariana e Guilherme), um a mais que ‘Tempos Modernos’. ‘Passione’ fechou com 32.

CORUJINHA

A partir da semana que vem, o SBT irá substituir as séries da madrugada de sábado para domingo. No lugar de ‘A sete palmos’ e ‘Californication’, vai exibir ‘Elas e eu’, ‘Raja’, ‘Um maluco no pedaço’ e ‘Cory na Casa Branca’; todas séries de humor e que já foram exibidas (e repetidas à exaustão) no horário vespertino. Antes, na quarta (14), ‘Os 440o’ retorna à grade às 3h15; e na sexta (16), ‘Família Soprano’ substitui ‘Studio 60′, às 5h.

%d blogueiros gostam disto: