À La Bia Falcão: Clara vai se fingir de morta em “Passione”.

De acordo com a coluna “Zapping” desta quarta, Clara (Mariana Ximenes) terá um final à la Bia Falcão (Fernanda Montenegro em “Belíssima”) em “Passione”.

A megera sofrerá um grave acidente de carro durante uma fuga no penúltimo capítulo da trama, e será dada como morta. A vilã, porém, conseguirá fugir para uma ilha. Com a volta de Totó, na segunda-feira, “Passione” bateu seu recorde e marcou 54 pontos. No horário, Record deu 7, e SBT, 3 pontos.

Falando em “Passione”, depois da fuga frustrada, Valentina (Daisy Lúcidi) terminará na cadeia e ficará em êxtase ao pensar que Clara morreu.

A novela de Silvio de Abreu terminará com 209 capítulos, mas tem ator recebendo roteiro do capítulo 596 só para despistar os jornalistas. Totó, personagem de Tony Ramos, viverá uma nova história de amor ao lado de Juliana (Patrícia Pillar).

Fonte: O Fuxico.

“Tomara que ela volte a ser vilã”, diz Mariana Ximenes sobre Clara

Mariana Ximenes em um intervalo de gravação de Passione (27/10/10)

A fase boazinha de Clara, personagem de Mariana Ximenes em “Passione“, parece não estar convencendo a atriz. “No momento, ela aparenta estar mudada, mas não sei o que está por vir. Tomara que ela volte a ser vilã”, torce. Mariana sinaliza que a agressividade da golpista continua dentro dela, só que agora o foco é Valentina (Daisy Lúcidi), a quem chama de “velha porca”. “Clara teve muitos embates com a Valentina. Nas gravações, eu fico apavorada com a possibilidade de machucar a dona Daisy, que é uma fofa”, conta.

Prova de que a mudança no comportamento de Clara não convence Mariana é que ela aposta em sua personagem para ser a assassina de Eugênio (Mauro Mendonça) e Saulo (Werner Schünemann): “Acho que ela pode ter cometido esses crimes. E estar envolvida em um grande mistério é sempre bacana”.

A atriz não é a única a sentir falta das maldades da época em que Clara era vilã. “Esses dias encontrei o [Reynaldo] Gianecchini almoçando no Projac e ele reclamou que a gente não se encontra mais”, diverte-se.

Apesar da saudade do colega de cena, nas ruas, o público aprova a Clara boazinha. “Sinto que as pessoas querem que ela tenha um final feliz. Acho que o brasileiro é um povo otimista, que acredita na redenção da personagem”, avalia. A atriz credita a bondade súbita de Clara ao amor que ela tem por Kelly (Carol Macedo). “Esse afeto é de verdade, assim como a saudade do Totó [Tony Ramos]. Ela enxerga nele as possibilidade de uma vida que ela nunca teve”, argumenta.

Mariana lembra que o fato da transformação de Clara traz à tona uma discussão interessante: ter sido criada sem afeto justifica as maldades dela? Para atriz, a resposta é não. “Ela sofreu por ter sido explorada sexualmente pela avó, que a vendia para seus clientes, mas isso não lhe dá o direito de descontar sua raiva no mundo”, pondera. 

Entre as cenas preferidas da atriz está a que Clara é expulsa da casa de Bete Gouveia (Fernanda Montenegro), no início da trama. “Quando toda a família se reúne na sala da mansão para enxotar a minha personagem foi muito bacana. E quando Clara volta à mansão, de mãos dadas com o Totó também foi muito bacana”, lembra.

Contracenar com profissionais como Tony Ramos, Leonardo Villar, Fernanda Montenegro, Aracy Balabanian e Cleyde Yáconis é uma oportunidade preciosa, segundo a atriz. “Aprendo sempre com eles em cena e também nos bastidores. “A gente discute sobre tudo e tenho aprendido até sobre política com eles. Cada trabalho me modifica porque passo um ano convivendo com pessoas diferentes”, garante.

Inf. Uol

%d blogueiros gostam disto: