“Casos de Família” registra boa audiência, mas perde para a Record nesta segunda (17)

casos-de-famc3adlia

O programa “Casos de Família” exibido pelo SBT na tarde desta segunda feira (17) conseguiu novamente registrar uma boa audiência, porém mesmo fechando em sua meta a atração não venceu a Rede Record que exibia a parte final do “Balanço Geral” e o inicio do “Programa da Tarde”.

O vespertino comandado por Christina Rocha marcou segundo dados preliminares do ibope 5,6 pontos de média e chegou a picos de 6,6 pontos na Grande São Paulo.

No confronto direto a Rede Globo liderou na média com 7,7 pontos e a Rede Record ficou na vice liderança com uma média de 6,0 pontos.

Vale lembrar que os números aqui postados são índices prévios e que podem sofrer alterações nos consolidados, que são divulgados pelo ibope no dia útil seguinte. Cada ponto na capital paulista equivale e 65.300 domicílios.

Prévia Programa Raul Gil (13/04)

14h15 – 18h30

:globo: 13.4
:record: 6.3
:sbt: 5.1
:band: 3.1
:redetv: 1.6

Prévia Bozo (13/04)

9h – 12h45

:globo: 9.3
:record: 5.6
:sbt: 4.9
:redetv:1.1
:band: 0.5

Prévia Bozo (23/03)

 :sbt: 6.3

:globo: 5.5

:record: 4.2

Nova temporada de Astros estreia no dia 1º de abril

André Vasco na gravação de "O Astro"

O SBT marcou para o dia 1 de abril a estreia da nova temporada de “Astros”. O programa volta repaginado, com novo cenário e um visual mais moderno. A atração estreia um dia antes do “Got Talent Brasil”, uma das grandes apostas da Record para a grade deste ano. O novo “Astros” manterá os jurados André Vasco, Cyz, Arnaldo Saccomani, Thomas Roth e Miranda, além do apresentador André Vasco. O visual da equipe será mais sofisticado, na tentativa de dar ao reality uma impressão de “grandeza”. O novo cenário terá a possibilidade de troca de cores, o que preservará a identidade de cada apresentação.

SBT anuncia fim do ‘Quem Convence Ganha Mais’ e retorno do ‘Casos de Família’

O programa vem perdendo o ibope que herda das novelas mexicanas transmitidas antes dele. No lugar da atração, entrará o “Casos de Família”, a partir de 1º de abril, chamadas já estão no ar. A emissora divulgou que o fim do “Quem Convence Ganha Mais” já era dado como certo, pois é um programa de temporadas. Em tempo, na última segunda-feira (18), a apresentadora Christina Rocha deu um barraco durante o programa, depois de se exaltar com uma das convidadas. Christina criticou a participante por dar mais valor ao namorado do que à filha. Nervosa, a mãe retruca: “ela é tão bacana que me trouxe em um lugar desse”. Indignada, a apresentadora questiona: ”como um lugar desse? Que lugar desse?”. E a mãe responde novamente: ”um filho não traz uma mãe em um lugar desse, que é baixaria”. Ao ouvir a palavra “baixaria”, Christina perdeu a paciência e começou um bate-boca com a convidada, até que a própria apresentadora pede para produção retirar a participante do palco. No dia do ocorrrido o programa bateu seu recorde de audiência consolidando 6 ponto no  Ibope, sua média normal é de 4 pontos.

Casos de Família, nos mesmos moldes do atual programa, retorna na segunda-feira, 1º de abril, ás 17h30 da tarde junto com novidades na programação do canal de Silvio Santos.

Hoje no CASOS DE FAMÍLIA – 29/11/2012: Participante diz sentir prazer em se intrometer na vida de nora

O Casos de Família desta quinta-feira, 29 de novembro, o tema é: “Me intrometo na sua vida porque me dá prazer” e conta a história de Rosemeire, Fatima e Cicera. 

Cicera é sogra da Rosemeire e vizinha da Fatima.

Rosemeire reclama que a sogra a detesta: “Ela não me quer para o filho dela”. Segundo ela, a Cicera até já pediu para a Rosemeire fazer um teste de DNA por achar filha da Rosemeire é resultado de uma traição. 

Cicera não se considera intrometida e nem mentirosa: “Só falo o que eu vejo”. Ela acha que a Rosemeire é uma “sem-vergonha” e desaprova o relacionamento do filho: “Eu quero que a minha nora se separe do meu filho”.

Fatima acha que a Cicera exagera e é hipócrita: “A Cicera fala mal da vida de todo mundo. Ela fala, fala, fala, e depois vai para a igreja pedir perdão”.

CASOS DE FAMÍLIA
Nesta quinta, às 17h15

Hoje no CASOS DE FAMÍLIA – 28/11/2012: Participante diz sentir vergonha de irmão gay

O Casos de Família desta quarta-feira, 28 de novembro, traz o tema: “Você nasceu ganso, mas virou cisne” e conta a história de Ariane, Hector e Washington.

Ariane é transformista, faz shows como drag queen e mora com seu amigo Hector na casa de Washington. Ela declara que sabia desde criança que era homossexual: “Aos 9 anos eu já sabia que era gay”.

Hector também é gay e reclama do preconceito de seu irmão Washington: “Meu irmão não me deixou sambar de salto alto”.

Washington diz que Hector tem um jeito afeminado desde pequeno: “Percebia que o meu irmão era gay pelo jeitinho dele”. 

E afirma que sente muita vergonha por causa do irmão: “Morri de vergonha quando vi meu irmão sambando de shortinho”, conta.

CASOS DE FAMÍLIA
Nesta quarta, às 17h15

Hoje no CASOS DE FAMÍLIA – 27/11/2012: Participante diz que nunca arrumou um namorado que “prestasse”

O Casos de Família desta terça-feira, 27 de novembro, traz o tema: “Meu cupido deve ser gari, ele só me arruma lixo!” e conta a história de Tati, Ferreira e Érika.

Tati é prima da Érica e ex do Ferreira. Ela diz não ter sorte em relacionamentos: “Os poucos namorados que eu tive não prestavam”, afirma.

Segundo ela, o primeiro namorado era muito chato, o segundo, muito ciumento, e o Ferreira é ciumento e bebe muito: “Eu quero encontrar uma pessoa séria e ter um relacionamento normal”, conta.

Ferreira não aceita se separar da Tati e declara: “Eu sei valorizar uma mulher, só preciso de uma chance”. Por ser mais velho, fala que homem mais experiente trata melhor as mulheres.    

Érika fala que a Tati tem de parar de procurar homens em baladas e é taxativa: “O Ferreira é o pior de todos os namorados que a Tati já teve”. Como vai terminar essa confusão? Não perca!

CASOS DE FAMÍLIA
Nesta terça, às 17h15

Hoje no CASOS DE FAMÍLIA – 26/11/2012: Participante reclama que filha é muito vulgar

O Casos de Família desta segunda-feira, 26 de novembro, traz o tema: “Minha filha é como cachorro: eu ponho pra fora, mas ela sempre volta!” e conta a história de Luisa, Ana Paula e Carina.

Ana Luisa e Ana Paula são mãe e filha, mas possuem um relacionamento delicado. Ana Luisa diz que a filha é muito vulgar pois dança funk e usa roupas curtas e decotadas, além de não querer trabalhar.

Ana Paula reclama do preconceito da mãe: “A minha mãe me critica porque eu gosto de roupas decotadas”, conta. Para ela, sua mãe sente inveja.

Carina, amiga de Ana Paula, afirma que Ana Luísa é uma pessoa muito antiga: “Quando a Paula engravidou a mãe dela deu uma surra nela”, conta.

CASOS DE FAMÍLIA
Nesta segunda, às 17h15 

Hoje no CASOS DE FAMÍLIA – 23/11/2012: Participante sai para as baladas e deixa os filhos com a própria filha mais velha

O Casos de Família desta sexta-feira, 23 de novembro, traz o tema: “Quando a minha mãe sai, ela larga os filhos comigo” e conta a história de Cristiane, Agatha e Daiane.

Cristiane é mãe da Agatha e amiga da Daiane. Agatha reclama que sua mãe gosta muito de sair: “Quando a minha mãe sai, ela larga os filhos comigo”. Pra ela, a mãe não frequenta lugares apropriados e por isso está solteira até hoje”, afirma.

Cristiane assume que gosta muito de sair e fala que não nasceu para casar: “Eu já sofri muito na mão de homem” e que tem mais é que curtir a vida. Para Cristiane sua filha não quer que elea saia por achá-la muito velha.

Daiane defende Cristiane e acredita que Agatha, na verdade, está com “dor de cotovelo” da mãe.

CASOS DE FAMÍLIA
Nesta sexta, às 17h

Hoje no CASOS DE FAMÍLIA – 22/11/2012: Filho de participante tatua lágrima no rosto por causa do comportamento da mãe

O Casos de Família desta quinta-feira, 22 de novembro, traz o tema: “Essas tatuagens estão acabando com o nosso relacionamento” e conta a história de Sonia e Edson.

Sonia é mãe de Edson e acha que o filho estragou o corpo tatuando-o.

A participante relata que foi viajar e quando voltou Edson havia tatuado até o rosto: “O meu filho era muito bonito mas com essas tatuagens ficou feio”, conta.

Edson diz que sua mãe reclama de tudo e quer que ele seja outra pessoa que não ele mesmo.

Darlene, vizinha da família, concorda com Edson e conta que Sonia não deixa o filho fazer nada: “Ela inferniza tanto o filho que ele tatuou uma lágrima no rosto”.
Para Darlene, o maior problema de Sonia com as tatuagens de Edson é o preconceito.

CASOS DE FAMÍLIA
Nesta quinta, às 17h  

Hoje no CASOS DE FAMÍLIA – 20/11/2012: Participante perde guarda de filho para a própria mãe

No Casos de Família desta terça-feira, 20 de novembro, o tema é: “Fazer nenê é bom, trocar fraldas é ruim” e conta a história de Joana.

Cleide que é mãe de criação de Joana afirma que a filha é malcriada, usava drogas e não saía do funk e, por isso, nunca participou da vida de seu neto: “Eu tenho a guarda definitiva do filho da Joana. Ela não participa da vida dele”, conta.

Vanessa, ex nora de Cleide também não tem uma visão positiva de Joana. Segundo ela, Joana não dá valor à Cleide que a criou desde pequena e concorda com a exigência de Cleide para que Joana cuide de seu próprio filho e se justifica: “A Joana só quer saber de balada”.

Joana conta que só quer se divertir e acha que Cleide não pode reclamar de ter de cuidar do neto, uma vez que tem a guarda definitiva do menino.

CASOS DE FAMÍLIA
Nesta terça, às 17h

Allan Santos: ‘O ‘Casos de Família’ é o reality show da vida real, sem retoques’

Uma carreira consolidada pelo popularismo, tudo que é popular, tudo que o povo gosta. E o povo gosta muita dela. Christina Rocha, a mulher de peito e coragem do SBT, que leva ao ar, de segunda a sexta, o Casos de Família.

No seu primeiro formato, o Casos de Família foi apresentado pela jornalista Regina Volpato, de 17 de maio de 2004 até o dia 27 de Fevereiro de 2009. O programa se manteve como um dos únicos do SBT que não foi retirado do ar durante um período de instabilidade na emissora. Em 2009, Regina Volpato que conduzia o programa de forma civilizada, sem bate-bocas e discussões “acaloradas”, resolveu não renovar o contrato com o SBT, pois, a emissora neste mesmo ano, estava com a ideia de mudar o formato e torná-lo bem mais popular.  Foi então que o SBT foi em busca de uma nova apresentadora para o programa e fez uma série de pilotos com as apresentadoras Claudete Troiano, Márcia Dutra, Olga Bongiovanni, Christina Rocha e outros apresentadores. Christina Rocha acabou sendo escolhida pela emissora e pelos donos do formato, e assumiu a apresentação.

Logo no primeiro dia de estreia do novo formato, Christina Rocha mandou uma das participantes se retirar do programa por estar rindo debochadamente da situação. Isso se repetiu no caso com o título Devo, não nego. Pago quando puder, quando Christina retirou três convidadas porque elas discutiam muito. E assim as donas de casa, os jovens e toda a família abraçou esse programa, que é a cara do SBT, que é a cara do popular, a cara do brasileiro, aquele que fala, não esconde nada e não têm medo de dar à cara pra bater na televisão.

Escolha melhor para apresentadora deste formato não tem. A Christina Rocha faz isso muito bem. Ela sabe conduzir ao mesmo tempo os convidados,  interagir com a plateia e a psicóloga. Em muitas vezes toma as dores do convidado, como no caso do homem que ameçou a mulher no palco do programa, em indignação, a mesma abandonou a apresentação enquanto ele não saísse do programa. Casos como esse são temas frequentes do programa, como o do marido que confessou que:  ”Mulher tem que apanhar”. Teve também os sucessos da internet, que veio do palco do Casos de Família, o ”Eu queria um Naite Bruique”, ”Mulher Fruta Pão”, entre outros.

Unindo tudo isso, traz uma fórmula de sucesso ao SBT, que faz a emissora elevar seus índices de audiência no horário, e assim conquistar a vice-liderança quase que todos os dias. Programas como esse, não deve ser extinto nunca da TV Brasileira. Baixaria é focar bumbum de mulheres, quase nuas, no domingo à noite e não falar que a realidade do povo brasileiro, mostrado pelo programa, é baixaria. Desculpe, mas algumas pessoas têm que rever os seus conceitos básicos. Sem demagogia, podemos afirmar que o Casos de Família é o reality show da vida real, sem retoques.

Allan Santos (@oallanzinho)

‘Programa do Ratinho’, ‘Casos de Família’, Novelas da Tarde e Séries registram a vice nesta segunda-feira (16) para o SBT

https://ocanal.files.wordpress.com/2012/04/logo2bsbt2b302banos.jpg?w=300

Nesta segunda-feira, 16 de abril, o Programa do Ratinho conquistou a vice-liderança com 6 pontos. Enquanto concorreu com a novela da Record, Vidas Opostas, das 21h22 às 22h29, o SBT marcou 5.0 pontos, contra 4.8 da Record.

As Visões da Raven ficou na vice-liderança com 6 pontos, contra 5 da Record, em 3º lugar e 11 pontos da Rede Globo, em 1º lugar.

Marisol marcou 5 pontos, contra 4 da Record, que ocupou o 3º lugar e 15 pontos de média da Globo. Foi vice-líder no horário.

Maria do Bairro marcou 8 pontos de média, contra 11 pontos da Rede Globo e 4 pontos de média da Record. A novela mexicana do SBT foi vice-líder isolado no horário.

O Tenha Estilo apresentado por Arlindo Grund, que dá dicas de moda e comportamento, ficou na vice-liderança, também e marcou 6 pontos.  A Globo no horário pontuou 11 pontos e a terceira colocada 5 pontos, a Rede Record.

O Casos de Família ficou na vice-liderança com 5.9, contra 5.8 da Record. Já a Globo pontuou um pouco mais, 13.2 pontos de média no horário.

Com as boas médias da tarde, o SBT ficou na vice-liderança durante a tarde, das 12h às 18h, com 6 pontos, contra 5 da Record e 12 da Rede Globo.

“Casos de Família” e “Fascinação” alcança 2° lugar no IBOPE

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120207091007.jpg

Na última quarta-feira (08/02), “Casos de Família” deixou o SBT na vice-liderança com 5,8 pontos de média. A Record ficou com 5,7 pontos. A Rede Globo liderou com 12,4 pontos.

A reprise de “Fascinação” deixou o SBT na vice-liderança nos índices de audiência. A atração vespertina alcançou 5,4 pontos de média. A Record registrou 5 pontos. A TV Globo liderou com 14,6 pontos.

Em dia de share baixo, “Casos de Família” registra péssima audiência (23/12)

A exibição do “Casos de Família” na tarde desta última sexta-feira, 23 de dezembro, registrou o quarto lugar isolado no raking de audiências.

De acordo com dados prévios da grande São Paulo, a atração obteve média de 3.4 contra 4.2 da BAND 5.4 da Record e 10.8 da Globo.

Vale lembrar que cada ponto no IBOPE representa aproximadamente 60 mil domicílios na capital paulista, dados que servem como referência para o mercado publicitário.

Os índices são prévios e podem sofrer alterações no consolidado.

“Casos de Família” tem crescimento de 53% no IBOPE

Christina Rocha já pode comemorar o bons resultados do “Casos de Família”. Desde que trocaram o formato, com a saída de Regina Volpato, o programa estilo telebarraco subiu no ibope e registrou um crescimento de 4 pontos para 6 pontos: 53%.

Vale lembrar que o programa está se dando bem recebendo bons índices de “Marimar”.

Monique Evans quer apresentar quadro no estilo Casos de Família

Depois de ser fazendeira por duas vezes, Monique Evans está querendo tomar outros rumos. A ex-participante da última temporada de A Fazenda, da Record, quer se transformar em uma apresentadora de TV em 2012.

Em uma entrevista, ela contou que tinha um projeto onde faria um quadro, mas preferiu participar do relity rural. E ainda revelou que gostaria de fazer algo no estilo Casos de Família, do SBT.

“Poderia ser um quadro da procura de pessoas por outras pessoas. Ou de conciliação. Algo repaginado também, do tipo de Casos de Família”, disse Monique.

Por Rodolfo Carvalho

‘Casos de Família’ garante 10 pontos de pico e fecha na vice

De acordo com dados prévios da Grande São Paulo, o programa de Cristina Rocha registrou 7.4 pontos de média, 10 de pico e 16% de participação . No mesmo horário, a Globo liderou com 13.2, a Band ficou em terceiro com 6.4, a Record marcou o quarto lugar com 5.2 e a TV Cultura ficou em quinto com 2.6 pontos.

Vale lembrar que cada ponto no Ibope representa aproximadamente 60 mil domicílios na capital paulista, dados que servem como referência para o mercado publicitário.

Os índices são prévios e podem sofrer alterações no consolidado.

%d blogueiros gostam disto: