Rum: Marcelo Serrado, o Crô de “Fina Estampa”, é contra a exibição de beijo gay na novela

Mais do quer um grande sucesso na novela das 21h da Rede Globo, Marcelo Serrado, o Crô de “Fina Estampa”, afirmou que é contra o beijo do mesmo sexo na novela.

Segundo ele, se for para exibir, tem que ás 22h30, já que o mesmo disse que não quer que Cataria, sua filha de sete anos, veja a tal cena 

Mas afirmou, segundo o site de entretenimento da Folha, que é a favor do casamento de pessoas do mesmo sexo e odeia pessoas como o Baltazar, papel feito por Alexandre Nero, ou seja, pessoas  homofóbicas.

Beijo gay masculino é cortado no SBT

amor e revolução

O beijo gay masculino entre Jeová (Lui Mendes) e Chico(Carlos Thiré), previsto para o dia 7 de julho, não vai ser exibido na novela “Amor e Revolução”. Segundo Tiago Santiago, a decisão partiu do dono da emissora, Silvio Santos.

Em maio, o folhetim exibiu o beijo entre Marcela(Luciana Vendramini) e Marina (Gisele Tigre), foi uma maior polêmica. Mas mesmo com o beijo gay, não aumentou o ibope de “Amor e Revolução”, que até hoje consolida 5 pontos.

“O beijo entre os dois rapazes seria um passo além do beijo lésbico” disse o autor.
A história do casal gay, ainda será contada, mas apenas com carícias.

Com informações da coluna Zapping. 

Minissérie da TV Brasil exibirá beijo gay entre mulheres

Depois do SBT, agora é a TV Brasil que mostrará um beijo entre mulheres na minissérie “Natália”, neste domingo.

No episódio, Aisha Jambo, a protagonista, estará comemorando o fato de ter sido escolhida para estrelar um comercial de uma cerveja com a colega de apartamento, Valentina (interpretada por Mariana Molina), e elas acabam se beijando.

Mas só como experimentação de adolescente. Afinal, Natália namora Otávio (Cláudio Lins). A atração também exibirá um beijo entre dois homens no penúltimo capítulo, no ar dia 17 de julho.

A minissérie irá ao ar neste domingo (26), as 22h30 na TV Brasil.

Amor e Revolução terá novo beijo gay entre homens

Beijo Gay

A novela Amor e Revolução terá uma nova cena de beijo homossexual, desta vez entre doisatores homens: Carlos Thiré e Lui Mendes. A cena ainda será gravada e está prevista para ir ao ar em julho.

No último dia 4 de maio foi ao ar um beijo lésbico entre as atrizes Gisele Tigre e Luciana Vendramini. Desta vez, para não assustar o público, a emissora promete avisar com antecedência através de chamadas.

Essas informações são do site Cauin

Aguinaldo Silva parabeniza SBT pelo beijo gay na novela

Na última quinta-feira(12)  foi ao ar  o beijo gay na novela “Amor e Revolução”.  O autor da novela “Fina Estampa”  Aguinaldo Silva, escreveu em seu blog parabenizando o SBT:

“Palmas pra Tiago Santiago, que começou fazendo a guerra em sua novela “Amor e Revolução” e agora apela para o amor.  Palmas também pras atrizes que  não tiveram medo de dar a cara aos tapas. E palmas para Sílvio Santos, que deve ter visto a cena, soltado um ho-ho-ho daqueles e decretado: libera!” 

O autor também conta suas tentativas em exibir um beijo gay em novelas:

“Eu, por exemplo, que já tentei algumas vezes e sempre levei os maiores passa fora, já desisti há muito e decretei: beijo gay agora só se for na minha casa.” disse.

 

Curiosidade: cena exibida pelo SBT não foi o primeiro beijo gay da TV brasileira. Assista

Olha só que curioso: a cena de beijo entre duas pessoas do mesmo sexo levada ao ar pelo SBT na última quinta-feira não foi a primeira da TV brasileira. Na verdade, o primeiro beijo gay ocorreu há 21 anos, na minissérie “Mãe de Santo”, exibida pela extinta TV Manchete. Em cena estavam os atores Raí Bastos e Daniel Barcelos protagonizaram a cena. Isso não tira em nada o mérito do SBT, claro. Ainda mais porque na produção que foi ao ar em 1990, a sequência era mostrada contra a luz, ou seja, só se via as sombras do intérpretes. “Amor e Revolução” foi mais audaciosa e mostrou sem esconder nada. Numa brincadeira, a trama pode ficar com o título de “primeiro beijo gay de luz acesa da TV brasileira”.

Relembre a sequência original:

Estas informações são da coluna NaTV

“Amor e Revolução” tem pico de 8.5

Ontem quinta-feira(12) a novela “Amor e Revolução” teve bons resultados. A novela exibiu o tão esperado beijo gay; assista a cena.

De acordo com dados prévios da Grande São Paulo, o folhetim de Tiago Santiago “Amor e Revolução” obteve uma média de 6.5 com picos de 8.5 e 11% de participação.

No mesmo horário, a Globo ficou na liderança isolada com 25.9, Band em segundo com 8.3, Record em terceiro com8.1 e logo depois a RedeTV! 1.9 ponto.

Cada ponto no Ibope representa aproximadamente 60 mil domicílios na capital paulista, dados que servem como referência para o mercado publicitário.

Os índices são prévios e podem sofrer alterações no consolidado.

Beijo gay de “Amor e Revolução” marca 6 pontos, autor comemora repercussão

O primeiro beijo gay nas novelas da TV Brasileira tão esperado aconteceu hoje nesta quinta(12). Segundo dados do Ibope a novela marcou 6 pontos na grande São Paulo.

 O autor comemorou a repercussão da novela em seu microblog:

” Só eu acho estranho q digam q #amorerevolução – com esta repercussão toda – tem a mesma audiência q as reprises da tarde? U-hu! Viva! Parabéns, atrizes maravilhosas, Luciana Vendramini e Giselle Tigre! Parabéns, Reynaldo Boury!”

Aguinaldo Silva critica tão aguardado beijo gay da novela do SBT

Imagem

Sempre antenado, Aguinaldo Silva reservou o final da noite de quarta-feira (11) para conferir o primeiro beijo gay exibido em uma novela brasileira. No entanto, a sequência romântica da novela Amor e Revolução, do SBT – escrita por Tiago Santiago para as personagens lésbicas de Luciana Vendramini e Giselle Tigre –, foi adiada pela rede de Silvio Santos para esta quinta-feira (12).

Indignado com a decisão da emissora, Aguinaldo Silva usou seu Twitter para comentar o caso.

“Gente, não teve o beijo gay ontem no SBT! O autor da novela diz que foi ‘estratégia pra bombar a audiência hoje’. Será que foi estratégia mesmo, ou Silvio Santos fez: ‘ho-ho-ho, corta isso, sem essa de beijo gay’? Sei não, mas isso está me cheirando a 171. Na novela da Glória Perez foi a mesma coisa. Anunciaram até o fim, a novela bombou e cadê o beijo? Se o beijo gay rende audiência mesmo sem acontecer, então pra que mostrá-lo? É só anunciar que dessa vez vai ter e os otários caem no conto”, escreveu Aguinaldo Silva. 

(via Ofuxico)

Cadê?!? “Amor e Revolução” não exibe beijo gay

“Amor e Revolução” que prometia o beijo gay nesta quarta-feira(11) enrolou, enrolou e não teve beijo gay, os internautas ficaram na espectativa e fizeram hashtag #amorerevolução ficar nos assuntos mais comentados do twitter nacionalmente.

Cadê?!? tiraram do ar igual os outros beijos gays? o autor Tiago Santigado se explica “Vai ser nesta quinta sem falta!” disse. “Foi estratégia de programação pra bombar nesta quinta!” completou.  Na verdade não foi uma boa estratégia, o telespectador pode se sentir enganado e a novela pode perde a confiança.

Primeiro beijo gay da história da TV brasileira vai ao ar hoje. Relembre os beijos censurados das novelas

Luciana Vendramini e Gisele Tigre: quebrando tabus

O SBT colocará no ar na noite desta quarta-feira (11) algo que ninguém teve coragem de exibir até hoje: um beijo gay. A cena irá ao ar no último bloco da capítulo de “Amor & Revolução” e envolverá as personagens de Luciana Vendramini e Gisele Tigre. Pode ser apenas o começo de um relacionamento mais, digamos, quente entre as duas, já que está aberta a possibilidade de uma sequência de amor entre as duas, na cama – nada explícito, claro, antes que os mais afoitos se exaltem.

Há quem diga que o toque entre lábios do mesmo sexo já ocorreu na TV Tupi, em 1963, num teleteatro chamado “Calúnia”. A cena teria envolvido Geórgia Gomide e Vida Alves, mas não foi registrada e não existe hoje. Vida Alves, aliás, pode levar o título de grande beijoqueira da televisão nacional porque foi pioneira duas vezes: deu o primeiro beijo hetero e homossexual.

Nos últimos anos, uma parcela dos espectadores tem vivido com apreensão esse momento, esperando o dia em que o tão esperado beijo vá ao ar. Alguns atores da Globo bem que tentaram, mas deram com a cara na porta. Os primeiros casais homossexuais bem aceitos nas novelas surgiram no final dos ano 80 e começo dos 90. Em “Vale Tudo”, Cristina Prochaska perdia a companheira e chegava a disputar sua herança. Em “A Próxima Vítima”, André Gonçalves e Lui Mendes foram um par bem aceito pelo público, mas que apenas se abraçava enquanto outros personagens se beijavam na mesma cena. Já em “Torre de Babel”, a audiência ficou tão chocada de ver duas mulheres dividindo a mesma cama que a solução foi matar as personagens de Silvia Pfeiffer e Christiane Torloni – uma das atrizes voltou depois à trama.

Relembre alguns dos casais gays que não tiveram direito a um beijo nas novelas.

Clara (Paula Picarelli) e Rafaela (Alinne Moraes), de “Mulheres Apaixonadas”

As duas adolescentes começaram a novela como amigas, mas logo mostraram que tinha algo mais naquela relação. Chegaram a morar juntas, enfrentaram uma mãe preconceituosa e brigas no colégio, mas nem isso deu a elas o esperado beijo. O máximo que chegou a acontecer foi um selinho, numa peça de teatro, no último capítulo. Como estavam no palco – e uma delas estava fantasiada de Romeu (!) – não valeu.

Junior (Bruno Gagliasso) e Zeca (Erom Cordeiro), em “América”

O beijo entre o peão e o filho de fazendeira chegou a ser gravado, mas, horas antes de ir ao ar, foi vetado pela direção da Rede Globo. A decisão irritou aos atores, a autora Gloria Perez e aos 66 pontos de audiência que assistiram o último capítulo.

Jennifer (Bárbara Borges) e Eleonora (Mylla Christie), em “Senhora do Destino”

As personagens apareciam na cama, até se cumprimentavam com selinho, mas também sofreram com a censura. Gravaram uma cena de banho em dupla que não foi ao ar por ser considerada muito ousada. Pelo menos a barreira da cama foi quebrada. As duas já apareceram entre os lençóis. Mas beijo, nem pensar.

Hugo (Hugo Leão) e Fábio (Fábio Henriquez), em “Clandestinos”

Estes dois sequer formavam um casal. Eram apenas dois atores amigos que não viam há muito tempo e se cumprimentavam de maneira, digamos, efusiva. Foi mais um caso de sequência gravada, mas limada na hora da edição.

Thales e Julinho, em “Ti Ti Ti”

Toda a audiência de “Ti Ti Ti” torceu pelo final feliz dos moços, mas a direção entendeu que era muito mais “subversivo” mostrar dois homens falando “eu te amo” do que se beijando. Era fofo ver os dois, claro, mas faltou coragem.

Estas informações são da coluna Natv.

“Foi um beijaço”, diz Giselle Tigre sobre beijo gay em “Amor e Revolução”

https://i1.wp.com/www.oyo.com.br/astros-e-estrelas/ator/giselle-tigre/fotos-videos/200803031048415237.jpg

Em entrevista à revista “Veja” desta semana, a atriz Giselle Tigre falou sobre o beijo gay de seu personagem na trama “Amor e Revolução”, do SBT.

Giselle e Luciana Vendramini protagonizarão o primeiro beijo gay das novelas brasileiras: “Foi um beijaço, e só foi o começo. Nós duas estamos na espectativa de fazer uma cena de amor”, afirmou.

Giselle Tigre contou na entrevista que ficou eufórica por ser pioneira do beijo gay na teledramaturgia, e que nunca tinha beijado uma mulher antes.

Cena

Vai ao ar no capítulo do dia 11 deste mês o primeiro beijo gay em uma novela brasileira. A cena será exibida na trama “Amor e Revolução”, de Tiago Santiago, no SBT.

Marcela (Luciana Vendramini/foto/esquerda) vai consolar Marina (Giselle Tigre/foto/direita), dona do jornal O Brasileiro.

Marina está triste porque Tiago (Mario Cardoso) não dá bola para ela. A advogada então se aproveita da situação e afirma que conhece uma pessoa homossexual que gosta dela. “Desconfio que essa amiga seja você”, retruca Marina.

Marcela dispara que realmente é apaixonada por ela e as duas se beijam. As cenas entre as duas vão se tornar frequentes na novela do SBT.

“Amor e Revolução” vai ao ar às 22h30 pelo SBT.

Com informações do Natelinha

SBT exibe beijo gay de língua em programa desta quarta

Na noite da próxima quarta (30), o programa “Qual é o seu Talento?”, do SBT, será polêmico. Tudo porque dois homens se apresentaram no palco da atração formando uma dupla de dança de tango. No entanto, o que pegou a todos de surpresa foi um beijo gay que deram ao final da performance, de língua.
Jurados e plateia ficaram em choque por alguns segundos, mas depois vibraram com a ousadia dos rapazes. A atração recebeu autorização do SBT e exibirá a cena na íntegra, a partir das 21h.
Cenas de beijo gay na TV sempre geram polêmicas. Na Globo, cogitou-se um beijo na novela “América”, em 2005, mas foi vetada. Já na minissérie “Boca do Lixo”, em 1990, os personagens de Alexandre Frota e Reginaldo Faria apareceram nus em uma cama, mas não trocaram carícias.
Na minissérie “Queridos Amigos”, Guilherme Weber e Pedro Novais ficaram juntos, porém foi no programa “Beija Sapo”, de Daniela Cicarelli na MTV, que aconteceu o primeiro beijo gay da televisão brasileira, em 2006. Posteriormente, a cena foi reprisada pelo “Programa do Jô”, na Globo, quando Cicarelli era a entrevistada.

O “Big Brother Brasil 10″ também exibiu selinhos de Dicesar e Sérgio durante as festas que rolaram no confinamento.
Em outro canais, como RedeTV! e no próprio SBT, beijos gays foram exibidos nos programas de João Kleber e Ratinho.

Fonte: NaTelinha

%d blogueiros gostam disto: