A Porsche afirmou que o ator Paul Walker foi o responsável pela própria morte

Após a filha de Paul Walker, Meadow Walker, processar a Porsche de morte por negliência, a empresa se pronunciou e afirmou que o ator foi o responsável pela própria morte. De acordo com a revista “People”, a fabricante de carros alegra que “Mr. Walker consciente e voluntariamente assumiu todos os riscos e perigos no que diz respeito ao uso do Carrera GT 2005 em questão”.

A empresa alega que os ricos e perigos eram “óbvios e conhecidos” pelo ator, mas que ele optou por conduzir de maneira a se expor. A Porsche também afirma que o carro “foi mal utilizado e armazenado de forma inadequada, e que essa má utilização e armazenamento inadequado causou ou contribuiu para o incidente e para a morte de Mr. Walker”.

No processo, a filha de Paul Walker afirma que uma falta de controle de estabilidade adequada e um cinto de segurança “com defeito” contribuíram para a morte do seu pai.

Astro da saga “Velozes e furiosos”, Paul morreu em novembro de 2013 após seu amigo, Roger Rodas, motorista do carro, perder o controle do Porsche, resultando fatal para os dois. À época, a polícia considerou como causa do acidente o excesso de velocidade, ao afirmar que que o motorista estava entre 63 e 71 milhas por hora (de 101 a 114 quilômetros por hora) no momento do acidente.

%d blogueiros gostam disto: