PROGRAMA BRUNO ARANTES – TEMA: RATINHO

pgr

Em meio a uma briga intensa por audiência no Horário Nobre tendo a Rede Record, mais precisamente o programa do Gugu Liberato às terças, quartas e quintas como principal concorrente, o apresentador Carlos Massa ou mesmo muito conhecido Ratinho, vem sendo obrigado por meio desta pressão, a ruir sua figura meramente classificada há alguns anos como chamatriz ao entretenimento e voltar às “suas raízes” e posteriormente mesclando suas críticas ao se posicionar como “aquele que fala a voz do povo” e diz corajosamente o que alguns não têm coragem de afirmar, sendo assim, repetindo a fórmula de shows e jornalismo comentado com personalidade própria.

Em suma, o “velho” Ratinho retorna e tudo isso por conta de Gugu, pois a até mesmo a sua produção agora também se sente pressionada a buscar novos quadros e outros meios chamativos de audiência  fazendo jus ao assunto e indo além da tese sempre defendida por alguns críticos televisivos que o público sempre se interessou pelas opiniões exclamativas do mesmo e querendo ou não, de grande apelo popular.

O Ratinho cada vez mais se vê no meio de um “fogo cruzado” e o pior de tudo, alguns de seus famosos quadros estão “desabando” nos índices do IBOPE como nas quartas, o “Boteco do Ratinho” não consegue picos de outrora, de alguns meses atrás ao qual frequentemente chegava de 8 a 10 pontos e sempre com média superior aos demais dias do programa.

Enfim, nota-se claramente que Carlos Massa está novamente adotando o tom mais sério de debate em relação aos assuntos do cotidiano do povo brasileiro  e aos poucos escanteando o seu “circo show”.

Vale ressaltar que o “Programa do Ratinho” desta última terça (17) conseguiu 7,3 pontos de média com picos de 9 pontos, sendo que agora recebe migração maior de público por conta da reprise da trama infantil “Carrossel”.

* Essa coluna é diária, postada às 21 horas, no intuito de provocar debates entre os leitores do O CanalTV! sobre a televisão aberta brasileira e o conteúdo e de inteira responsabilidade do autor mencionado.

PROGRAMA BRUNO ARANTES – TEMA: HORÁRIO NOBRE

A Televisão aberta brasileira está passando por sérias reformulações, investimentos e mais do que isso, frequentes disputas acirradas no Horário Nobre fazendo com que até mesmo a Rede Globo faça algumas alterações ao longo de sua programação pois a concorrência vem aumentando ao longo dos últimos meses.

Com o término da novela juvenil “Rebelde”, o SBT foi inteligente estrategicamente e escalou a reprise da sua famosa trama infantil “Carrossel” e o resultado obtido referente à exibição do capítulo de reestreia desta última segunda (16), acabou surpreendendo até mesmo os direitos artísticos do canal. Alguns críticos televisivos apontam o novamente “sucesso” da novelinha à migração de crianças telespectadoras dos habituais canais infantis da TV fechada para a Tv aberta no referido horário de exibição da mesma.

A Rede Globo estreou a sua nova novela das 9 cujo título é “Babilônia” e de autoria de Gilberto Braga porém os índices apenas foram considerados bons e alguns referiram que foi aquém ao esperado pela emissora, mas mesmo assim pode-se relevar por conta da boa repercussão que teve na mídia nacional.

A Rede Record acabou sendo “espremida” e logicamente pressionada para tomar decisão e promete fazer uma “estreia esplêndida” da sua nova trama “Os Dez Mandamentos” na próxima segunda (23), concorrendo assim diretamente com “Chiquititas” do SBT porém em meio a tantas mudanças, por enquanto decidiu-se remanejar o telejornal “Jornal da Record” para “bater de frente” com a reprise de “Carrossel”.

A questão é a seguinte, o beneficiário das mudanças no canal de Silvio Santos foi claramente o “Programa do Ratinho” pois receberá com um público bem maior do que antes recebia de “Rebelde” e possibilitando assim uma briga mais acirrada com Gugu Liberato nas terças, quartas e quintas, apesar de que na última semana, o “loiro” da Rede Record apenas venceu o “rato” na quarta e a situação mais grave é que sua atração “amargou” audiência pífia na terça (10) e na quinta (12).

A própria Rede Record admitiu que caso “Os Dez Mandamentos” venha a perder com larga diferença perante ao SBT, pode após este fato novamente mudar a sua grade de programação e comenta-se até que Gugu ocupe a faixa horária das 20h30 concorrendo com “Chiquititas”, posteriormente possa a vir ser exibido a trama bíblica e mais no final da noite, o “Jornal da Record”.

A Rede Bandeirantes por sua vez tenta “emplacar” a novela turca “Mil e Uma Noites” cuja média é em torno de 2 a 3 pontos o que já é satisfatório para o padrão da emissora no IBOPE e além disso tudo, vem angariando faturamento.

Ainda há muita água para “rolar” debaixo da ponte e o desfecho será apenas um: maior concorrência ocasiona maiores opções de escolha de entretenimento ao telespectador brasileiro que cada vez mais está exigente e fazendo uso inteligente do controle remoto.

* Essa coluna é diária, postada às 21 horas, no intuito de provocar debates entre os leitores do O CanalTV! sobre a televisão aberta brasileira e o conteúdo e de inteira responsabilidade do autor mencionado.

PROGRAMA BRUNO ARANTES – TEMA: VÍDEO SHOW

Se em alguns anos atrás, o programa “Vídeo Show” quando apresentado por Miguel Falabella ou mesmo por Cissa Guimarães e por último por André Marques, conseguia a Liderança isolada na sua faixa horária, atualmente a atração sofre para derrotar o telejornalístico vespertino “Balanço Geral” da Rede Record e o pior de tudo, até a reprisada exaustivamente série “As Visões da Raven” do SBT.

A situação é tão crítica para a Rede Globo que várias alterações no formato do programa foram realizados e até trocas de apresentadores pois o público não se identificou com Zeca Camargo, e a utilização das reprises do humorístico “A Escolinha do Professor Raimundo” vem sendo frequente pois é neste momento de exibição que a emissora da Família Marinho se “distancia” no IBOPE perante às concorrentes.

Nesta última sexta (13) assim como na segunda (16), o “Vídeo Show” obteve a proeza de ficar na terceira colocação por alguns minutos e segundo os dados prévios, tem tudo para consolidar na Vice-liderança sendo assim novamente vencido pela emissora dos bispos.

A questão é só uma, o programa perdeu o foco, teve seu formato desestruturado e o público migrou aos outros canais e agora para reverter a situação requer investimentos e tempo pois numa criticidade desta, o tempo realmente é o “senhor da razão”.

* Essa coluna é diária, postada às 21 horas, no intuito de provocar debates entre os leitores do O CanalTV! sobre a televisão aberta brasileira e o conteúdo e de inteira responsabilidade do autor mencionado.

PROGRAMA BRUNO ARANTES – TEMA: Um grande erro

IQDkDhO.png

Enquanto o SBT anunciou a reprise da novela infantil “Carrossel”, a Rede Record altera a sua programação para “encaixar” a sua nova trama “Os Dez Mandamentos” e no meio de toda essa confusão, fez-se necessário remanejar o “Jornal da Record” apresentado por Celso Freitas e Adriana Araújo para às 21h30, o que pelo menos na visão e opinião de vários críticos de televisão assim como a minha, esta estratégia nada mais será do que “um tiro no pé” da emissora dos bispos.

A lógica é simples de ser entendida no que se refere à esta disputada faixa horária pois nela é exibida a tradicional “novela das 9” da Rede Globo e a reestreia de “Carrossel” no SBT tende a manter o público de “Chiquititas” que é exibida às 20h30, o que deve ser considerado pouca “migração” às demais emissoras e nestas inclui-se Rede Record.

Vale ainda ressaltar que até a RedeTV! ‘mexeu” na sua grade para a próxima segunda (16), fazendo com que o telejornal “RedeTV! News” seja exibido às 19h45, faixa horária esta onde concorrerá com mais duas atrações deste mesmo âmbito que é o “SBT Brasil” e o “Jornal da Band”, das 20h30 às 21h30 será o horário ocupado pelo programa religioso diário e às 21h30, entrará no ar o programa de fofocas “TV Fama” que sempre lidera na audiência em se comparando às demais atrações deste referido canal e ainda destaca-se por alcançar picos de até três pontos.

Sem contar que ainda na próxima segunda (16) estreará a novela “Babilônia” escrita por Escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, com colaboração de Ângela Carneiro, Chico Soares, Fernando Rebello, João Brandão, Luciana Pessanha, Maria Camargo e Sérgio Marques; substituindo assim “Império” na emissora da Família Marinho.

Realmente, nota-se nos últimos meses que a briga no Horário Nobre da Televisão aberta brasileira está cada vez mais disputada.

Programa Bruno Arantes – Tema: Mil e Uma Noites

A Rede Bandeirantes estreou na noite desta última segunda (09) a trama turca “Mil e Uma Noites” com o objetivo de disputar o horário com a exibição da novela inédita “Chiquititas” do SBT e a Rede Record também planeja transmitir uma trama inédita, enquanto na Rede Globo é exibido o “Jornal Nacional” e na RedeTV! o tradicional programa “TV Fama” que aborda sobre a vida das celebridades.

Nota-se que esta faixa horária das 20h30 é bem disputada e tende afetar diretamente a emissora da Família Marinho, pois maior concorrência faz com que os índices tendem a se pulverizarem e não monopolizarem à apenas um canal.

A emissora de Jhonny Saad está otimista em relação a “Mil e Uma Noites” pois têm o pleno conhecimento que a mesma por ter um enredo mais forte e apelativo, possa cair no gosto do público brasileiro como por exemplo tornou-se sucesso em vários países como Chile. Argentina e Colômbia.

Logo em sua estreia, a trama obteve bons índices no IBOPE e alavancou consideravelmente esta faixa comparando-se à semanas anteriores porém a própria direção artística da Rede Bandeirantes ainda prefere agir com cautela e aguardar as próximas semanas para que assim possam de fato concluir se houve ou não consolidação dos telespectadores.

Vale ressaltar que segundo o próprio diretor geral de programação da Rede Bandeirantes, o Guebel, já declarou em algumas entrevistas que caso a trama consolide o público no horário, haja visto que há mais duas outras novelas compras para ser sucessoras e consequentemente pode provocar até futuros investimentos da emissora no setor de teledramaturgia.

* Essa coluna é diária, postada às 21 horas, no intuito de provocar debates entre os leitores do O CanalTV! sobre a televisão aberta brasileira e o conteúdo e de inteira responsabilidade do autor mencionado.

O CanalTV! recomenda

Não deixe de ler a segunda Edição da coluna “Programa Bruno Arantes” que será postada às 21 horas, o tema abordado é sobre a estreia da trama “Mil e Uma Noites” que ocorreu neste última segunda (09) na Rede Bandeirantes.

Programa Bruno Arantes – Tema: Um Gugu instável

Era uma vez um apresentador que fez muito sucesso no passado na sua antiga emissora, o SBT, e após tantos anos, decide-se sair e ir para uma outra emissora, a Rede Record, e isso provavelmente tenha ocorrido em 2009, e no meio a essas mudanças, o mesmo que estreou com audiência extraordinária durante a faixa horária que era no domingo a noite do exato dia 30 de agosto de 2009, acabou sendo remanejado para tarde após ter sido derrotado frequentemente pelo “Programa Silvio Santos” e mesmo assim, o seu programa acabou também perdendo para Eliana e em seguida, houve sucessivas crises entre o apresentador e o canal dos bispos.

O apresentador como todos sabem é Gugu Liberato que retornou para a Rede Record com o intuito de apresentar a nova fase de seu programa nas terças, quartas e quintas-feiras no horário nobre, concorrendo diretamente com o “Programa do Ratinho” do SBT e a novela principal da Rede Globo.

Em meio a sua reestreia, no dia 25 de fevereiro de 2015, com 17 pontos de média, a atração ficou na “cola” da Rede Globo que obteve 19 pontos e ainda isolou-se do SBT que conseguiu apenas 8 de média, porém este índice foi claramente declinado no dia posterior onde Gugu viu-se com apenas 10 pontos de média e ao passar da semana, chegou até perder para o Ratinho e novamente o apresentador aparentou estar instável para o horário que querendo ou não, é uma novidade e um desafio tanto à ele quanto para a sua produção no que se refere em busca de “pautas” interessantes e diversificadas para atrair ou mesmo “segurar” a audiência pois se acontecer o contrário, tudo indica que no mais tardar, a Rede Record voltará a cobrar por melhores índices no IBOPE pois é do conhecimento de todos que na Televisão aberta brasileira, o lucro depende do número de telespectadores e repercussão.

Então está no ar mais uma vez, um Gugu instável tanto no que se refere aos números divulgados da Grande SP quanto no Rio de Janeiro onde na última quinta (05), ele conseguiu apenas 4 pontos de média contra 8 do humorístico “A Praça é Nossa” do SBT.

* Essa coluna é diária, postada a partir das 21 horas, no intuito de provocar debates entre os leitores do O CanalTV! sobre a televisão aberta brasileira e o conteúdo e de inteira responsabilidade do autor mencionado.

%d blogueiros gostam disto: