Real Time – SP/ Record na vice e SBT em terceiro

audic3aancia-da-tv

23h30

:globo: 16.2 :record: 7.5 :sbt: 5.7 :band: 1.5

Retrospectiva 2014 – Mês a mês, confira o que marcou o ano!

retrospectivaDiversos fatos marcam cada ano de nossa, 2014 não poderia ser diferente. Estréias que fizeram sucesso, fracassos em audiência, extinção de atrações, artistas mudando de emissora, dentre outros fatos. 2014 foi um ano intenso e movimentado para a televisão brasileira.

Cada veículo de comunicação promove uma retrospectiva ao fim de cada, o CTV não poderia ficar de fora. Mas decidimos fazer de um modo diferente. Você poderá conferir abaixo os fatos que marcaram o mundo da TV este mês a mês, além do que fizemos algo que não ficasse cansativo.

Sem mais delongas, confira abaixo a RETROSPECTIVA 2014 O CANALTV!

JANEIRO

.:Globo troca Xuxa por Filmes – O início de uma longa novela

A TV Globo bate o martelo. Com o afastamento de Xuxa para iniciar um tratamento de saúde,a emissora carioca decide colocar uma sessão de filmes no lugar do programa da loira. O último TV Xuxa foi ao ar em 24/04/2014. Após, entrou no lugar o Cine Fã Clube, uma espécie de Sessão da Tarde aos sábados, mas com títulos mais recentes. A audiência oscilou durante o ano, mas conseguiu se manter na mesma faixa que o programa da rainha dos baixinhos costumava marcar.

Foi apenas o pontapé inicial para uma novela que perdura até hoje. Sem programa e projeto na emissora, Xuxa vem negociando a renovação de seu contrato, que deve ocorrer anualmente. Caso não haja sucesso, o provável destino da loira será a Rede Record ou o SBT, que entrou na disputa recentemente.

.: Breaking Bad estreia na Record – Audiência bem abaixo do esperado

Depois de bastante divulgação, finalmente estreou na Record a tão aguardada série “Breaking Bad”. Muito elogiada pela crítica e fenômeno de audiência em outros países, até mesmo agradando a Silvio Santos, a série não trouxe bons números à emissora da Barra Funda, chegando a registrar 3 pontos de média e amargando o 3º lugar em audiência, até mesmo o 4º em algumas ocasiões.

Certamente, esta foi uma grande decepção para a alta cúpula da emissora.

.: Pecado Mortal – Mais uma fórmula de alta aposta e baixos números

A novela do grande escritor Carlos Lombardi, definitivamente, não emplacou. O “efeito Máscaras”, digamos assim, não livrou a chamada “Nova Superprodução da Record”. Quem não lembra que, desde que Máscaras derrubou 50% do público da sua antecessora, nenhuma outra novela da emissora chegaria, ao menos, perto da audiência marcada nos “anos e ouro” da emissora?

FEVEREIRO.: Balanço Geral SP abre 2 pontos de vantagem sobre a Globo – Uma história que estava perto do fim

625_315_1392052021balanco_geral_luiz_bacci

O sucesso de Luis Bacci à frente do telejornal do almoço da Rede Record era incontestável. O “menino de Ouro” chegou a abrir 2 pontos de vantagem contra a Globo na média do Balanço, sem falar no segundo lugar, que era o mínimo conquistado pelo apresentador nos últimos dias.

Porém, uma grande reviravolta estava a ocorrer. A Band, num futuro muito próximo, viria a contratar o apresentador, que devido a oferta altíssima de salário, acabou assinando com a emissora do Morumbi, mesmo ainda tendo contrato pela frente com a Record.

.: Otávio Mesquita segue os passos de Danilo Gentilli e assina com o SBT:

download

2014, de fato, também foi o ano do “troca-troca”. Em uma reunião realizada em 11/02, Otávio Mesquita fecha contrato com o SBT e, lá, passou a exibir e comandar o “Okay, Pessoal”, fórmula que tem dado certo, haja vista que o programa já chegou a marcar 5 pontos de média em plena madrugada, um número considerado muito bom.

Voltado para o humor, mesclando com entrevistas e pautas externas, o programa parece estar garantido na grade de 2015.

.: Domingo Show – Desespero anunciado para o SBT

Com um tom sensacionalista, assim classificado por diversos internautas, foi nesta época que o programa de Geraldo Luís para as tardes de domingo da Record começou a ser gravado. A partir da estreia, tem sido muito difícil para o Celso Portiolli conseguir superar o novo rival, tendo ocorrido em apenas uma ocasião, na cobertura da morte de Bolaños.

MARÇO

.: Estádio SBT estreia – Mais um programa da emissora de Silvio com vida curta

Dia 08 de Março, estreava mais um programa que teria vida curta no SBT. Desde a estreia, o mix de jornalismo esporte e humor da emissora de Silvio marcou baixa audiência. Em algumas oportunidades, o programa chegou a beirar os 2 pontos de média.

Classificado como “Interminável e Chato”, o programa que tinha Livia Andrade no comano logo chegou ao fim. MAs não seria uma fórmula já apostada no fracasso? Pois como disse Fernando Oliveira, em sua coluna no portal R7: “É curioso que o SBT tenha escolhido um dia como o sábado para exibir um esportivo, uma vez que as rodadas dos campeonatos pelo país costumam terminar aos domingos.”.

.: The Noite, mais uma tacada certeira de Silvio Santos

Depois do sucesso que o Agora é Tarde (Band) estava tendo em 2013 e após perceber o talento de Danilo Gentilli para conduzir entrevistas com toque humor, Silvio nunca se preocupou em deixa vazar sua tamanha vontade de contratar o ex-CQC. E assim se deu até a contratação de Danilo.

Planejado minuciosamente e cheio de expectativa, o The Noite com Danilo Gentilli estreou em 10/03. Um verdadeiro sucesso, que fez a Globo repensar sua grade, trocando, por um período, o consagrado Jô Soares por séries, mas, mesmo assim, eram constantes os primeiro lugares em audiência, chegando a 7 pontos de média em plena uma hora da madrugada.

Isso mostra que o Dono do Baú ainda tem ótimas cartas na manga para “tirar o sono” da alta cúpula da Record na briga pela vice-liderança.

.: Agora é Tarde com Rafinha Bastos – Muita expectativa, pouco resultado.

Um dia depois da estreia de Danilo no SBT, Rafinha consagra seu retorno à BAND assumindo o posto de apresentador do Agora é Tarde.

Depois de voltar à BAND após um período em outras emissoras, como RedeTV! e Grupox Fox, Rafinha vinha integrando a equipe do semanal A Liga e, com a saída de Danilo, as especulações obre o futuro eram grandes, inclusive de Rafinha assumindo a atração, que foi o que ocorreu.

Também após muita ânsia, enfim o programa estreia, mas os resultado foram bem diferentes do esperado. O programa marcava em torno de 1 ponto de média, sem ameaçar o maior concorrente. Os dias passaram, mas os números continuam os mesmos. Fica a esperança do deslanche do talk-show.

ABRIL

.: Jean Paulo Campos (Cirilo) na Record? Silvio não deixou!

De forma inesperada, anuncia-se à imprensa a contratação de Jean Paulo Campos, o indistinguível Cirilo de Carrossel, pela Rede Record. O ator, inclusive, foi apresentado como contratado no programa de Geraldo Luís, o Domingo Show.

Enquanto tudo ocorria, Silvio Santos continuava em férias nos Estados Unidos. Há quem diga, inclusive, que Silvio adiou sua volta ao Brasil para “desfazer” a contratação de Jean e trazê-lo de volta ao SBT. Rumores na internet dizem que o salário prometido ao ator gira em torno de 100 mil reais, batendo os 40 mil mensais oferecidos pela Record.

.: Em Família – Semana Negra com Recorde Negativo Histórico!

Em Família não traz boas lembranças à emissora dos Marinho. Na segunda semana de Abril, a trama bateu recorde das novela Globais do “prime time”, só que negativo. Nada menos do que 26 pontos! Bem diferente dos 40 pontos que “Amor à Vida”, sua antecessora, vinha marcando pouco tempo antes.

A história de Luiza e Laerte só conseguiu decolar na reta final, o que fez com que recebesse o título, nada disputado, de pior audiência da faixa da história, em média.

.: “Adote um Bandido” – 2 meses depois, Rachel Sheherazade é “calada” no SBT Brasil

Quem não ouviu falar no comentário de Rachel: “Faça um favor ao Brasil, adote um bandido!”.

A repercussão, sem dúvida, foi bem maior do que a esperada. Amada por uns, odiada por outros, Rachel era “acostumada” a dar sua opinião durante o principal telejornal da emissora. Mas, depois de ter ameaçada a verba recebida pelo SBT do governo para propagandas, a cúpula da emissora decide por fim aos comentários da jornalista.

Caso não bastasse, a Band entra na disputa para contratar Rachel, oferecendo uma proposta mais que tentadora à jornalista: suas opiniões. O próprio Silvio convence Rachel a ficar no SBT, oferecendo em contrato, pelo menos é o que se diz pela web, “devolver” seus comentários em um programa só para ela. Porém, com a vitória de Dilma, o programa foi oficialmente cancelado. Resta-nos saber o que Rachel pensa sobre.

MAIO

.: E o menino de ouro se foi!

Contratado a peso de ouro, Luiz Bacci sai da Record e assina com a Band. O menino de ouro é atraído pelo alto salário, cerca de 300 mil reais mensais, e a proposta de uma dos seus maiores desejos: um programa seu com auditório. Assim surgiu o “Tá na Tela da Band com Luiz Bacci”, que vai ao ar diariamente.

O programa vespertino, no início, não empolgou tanto na audiência, os números giravam em torno de 2,5 a 3 pontos de média. Com essa “monotonia nos números”, o programa foi oficialmente cancelado, chegando ao fim no final deste mês. Mas parece que a saída dessa notícia afetou os telespectadores, pois após isso o programa passou a incomodar Record e SBT constantemente. Será que esse é mesmo o fim?

.: Hora do Faro – A tacada que a Record precisava para voltar à briga no horário

Desde a saída de Gugu e a chegada de Rodrigo Faro aos Domingos da Record, a audiência de Eliana passaria a ser disputadíssima.

Com um formato diferente do “O Melhor do Brasil”, o novo programa de Rodrigo veio pra incomodar e resgatar a vice-liderança no horário. Por mais de um mês, Rodrigo consolidou o segundo lugar na média mensal. Hoje, a disputa está acirrada, com Eliana e Faro disputando ponto a ponto o posto.

A propósito, exotéricos apostam que Rodrigo deixará a Record em 2015 e assinará com outra emissora. Resta-nos esperar e ver se isso irá, realmente, acontecer.

.: Superstar, mais uma aposta que não deu certo!

Após sucessivas derrotas para Silvio Santos e vendo a alta audiência do The Voice Brasil, a Globo aposta em mais um reality musical e contrata Fabio Jr, Ivete Sangalo e Dinho Ouro Preto para julgarem os candidatos do Superstar, que contou com a apresentação de Fernanda Lima. Mas a fórmula não deu certo neste dia e horário. As derrotas para Silvio eram constantes e isso fez a emissora repensar se levará ao ar no mesmo dia e horário uma segunda temporada do reality, que consagrou a banda Malta como grande campeã da primeira.

JUNHO.: Copa do Mundo FIFA 2014 – Globo e Band vivem a Copa em sua programação

Junto com as Eleições, a Copa do Mundo do Brasil foi o grande destaque desse ano. Globo e Band, detentoras dos direitos oficiais de exibição, não se preocuparam em destinar grande parte de sua grade para a exibição do evento, que, mesmo com a maior derrota da seleção brasileira tendo ocorrido, o famoso 7 x 1, o evento teve sucesso de proporções inimagináveis. De fato, esta foi A Copa das Copas e as duas emissoras viram sua média dia decolar e alcançar números que há anos não se via.

.: Me Leva Contigo – Fracasso que amargou ainda mais o período de Rafael Cortez na Record

Rafael Cortez

Depois de passar um tempo na geladeira da emissora, Rafael Cortez retorna à grade da Record no formato comprado “Me Leva Contigo”, um programa de relacionamento para sexta à noite. Assim como o Got Talent Brasil, o formato não agradou os brasileiros e sofreu com a concorrência, chegando ao quarto lugar de audiência, sofrendo com a concorrência do Pânico na Band, que anda tão mal quanto.

.: Fala Brasil – um fórmula que mantem sucesso até hoje

Carla Cecato e Roberta Piza apresentam o "Fala Brasil"

O sucesso do telejornal da emissora paulista é incontestável. O matutino egue como uma grande dor de cabeça à Globo e por vezes registra alta audiência e consolida o primeiro lugar, vencendo o Mais Você, que teve mudanças no formato visando superar o concorrente, algo que ainda não se efetivou.

JULHO

.: Carlos Alberto e Andréa Nobrega juntos outra vez

Um dos casais mais famosos e conhecidos da TV brasileira, que chegou a trabalhar juntos, reatou um relacionamento.

Depois de um período, até longo, separados, Carlos Alberto e Andréa se deram mais uma chance e voltaram como “namorados”, assim Carlos os intitulam. Vale lembrar que, durante o período de separação, Carlos quse entrou em depressão.

.: Império é apresentada à imprensa

Aguinaldo_Império_Coletiva

A novela que tem Alexandre Nero e Lilia Cabral como protagonistas foi apresentada à imprensa em 01/07. O folhetim que tem a difícil missão de recuperar a audiência perdida com a novela antecessora, agradou diversos críticos, principalmente pela tecnologia de gravação envolvida e músicas clássicas na trilha sonora. Espera-se mais um novelão de Aguinaldo.

.: Sucesso de Marcelo Rezende fez surgir especulações por toda a imprensa

marcelo-rezende

É conhecido de todos o sucesso de Marcelo Rezende a frente do “Cidade Alerta”. Com isso, neste mês, diversas especulações surgiram de que o apresentador estaria negociando um retorno à Globo, já que o mesmo “fisgou” grande parte do público que estava acostumado com a novela das 18h, tradicional da emissora do grupo Marinho. Tudo não passava de especulação.

AGOSTO

.: Crise assola um dos principais programas da Band, o Pânico

Foto: Divulgação

Desde que estreou na tela da Band, o humorístico viu sua audiência cair mês após mês. E Agosto foi uma época difícil para o dominical, ainda sem nenhum motivo encontrado, o programa “Pânico na Band”, demitiu parte do seu elenco de apoio, muitas eram mulheres. O clima de chorro e comoção tomou conta da emissora, já que foi algo repentino, fruto da crise que o humorístico vinha e está passando.

.: Cobras e Lagartos, a pior da faixa

O “ano negro”, em relação a audiência, não parava por aí na Globo. Em apenas duas semanas, o autor da reprise viu a trama cair de 18 para 9 pontos média, ligando o sinal vermelho da emissora, que até hoje luta para conseguir reconquistar o público da faixa, que hoje foi fisgado pela TV por Assinatura.

.: Boogie Oogie reacende a esperança da Globo

A trama”retrô” deu esperanças à Globo de retomar a audiência perdida nos últimos anos. A novela bateu recordes e mais recordes durante seu primeiro mês de exibição e hoje se fixou entre 18 e 20 pontos de média, ficando mais próxima à meta do horário.

SETEMBRO

.: Masterchef – O programa do ano

Não poderíamos iniciar os destaques de setembro de outra forma.

O reality culinário que bateu recordes de audiências e consagrou Elisa como a primeira Masterchef Brasil e chegou a 10 pontos no IBOPE, foi a grande cartada da Band este ano. O programa conquistou brasileiros e diversos fatores foram decisivos para isso, como Ana Paula Padrão a frente do reality e o trio de jurados, que “infernizou” a vida dos candidatos durante 4 meses. Resta-nos esperar e torcer para que a segunda temporada, prevista para maio de 2015, faça tanto sucesso quanto.

.: Os Paranormais – Uma tentativa de frear o sucesso do Domingo Show

O Domingo Legal, até então, amargava derrotas sucessivas para o programa de Geraldo Luís. Os Paranormais, um reality-quadro, foi criado para frear e reverter esse quadro. O formato foi importado e consistia em provas que desafiavam o instinto paranormal dos participantes. Porém, não foi tão efetivo e a mudança nos números foi mínima. O campeão foi o bruxo Edu Scarfon, que levou 50 mil reais em barras de Ouro. Não se sabe e ocorrerá uma segunda temporada.

.: Marina Ruy Barbosa e Klebber Toledo encerram relacionamento

Marina Ruy Barbosa

Um dos casais jovem mais badalados dos últimos tempos, encerrou o relacionamento que mantinham há 3 anos. Os dois atuam em Império e não revelaram o motivo, mas rasgam elogios uns aos outros. Boatos já rolaram sobre um novo relacionamento de Marina com um homem mais velho, mas nada confirmado. A priori, os dois continuam solteiros.

OUTUBRO.: As eleições mais disputadas da história democrática do país!

Junto com a Copa, incontestavelmente, as eleições deste ano tomaram os flashes para si, principalmente a presidencial, que contou com grande reviravoltas e tragédias inesperadas, como a morte de Eduardo Campos. As TVs brigaram por quem traria a melhor cobertura e diversos debates marcaram o período. a Rede Globo, por exemplo, sempre fechava a rodada de debates, sendo decisiva para a decisão final do eleitor. Para presidente, Dilma acabou sendo reeleita com, aproximadamente, 52% dos votos, resultado que só foi confirmado após 95% das urnas apuradas.

.: Mundo Pet – Audiência “sem sal”

Dilvulgação/SBT

Este é o novo projeto assinado por Maísa para as manhãs de domingo do SBT. Mesmo sendo vice-líder em alguns episódios, a audiência do programa é, por vezes, considerada “sem sal”, basta comparar com Chaves, um enlatado que sai bem mais em conta do que produzir este programa. Sendo assim, não se sabe o futuro dele na grade do SBT.

.: Os rumores de Fábio Porchat no SBT

O humorísta deve ganhar programa de auditório

Em outubro, fortes rumores foram levantados sobre a ida de Fabio Porchat para o SBT, onde iria integrar a equipe de um humorístico, muito provavelmente comandado por ele, nas noites de sábado, dia do “calcanhar de Aquiles” da emissora. Mas as negociações esfriaram e, por enquanto, Fábio se dedica ao seu projeto na web e na TV fechada.

NOVEMBRO

.: Depois de 9 anos, César Filho assina com a Record!

O troca troca de apresentadores entre emissoras continuava. César, depois de 9 anos de SBT, recebeu uma proposta da Record e, após diversas negociações, assinou contrato e partiu rumo à Barra Funda, onde comandará o Hoje Em Dia e outro programa junto com a esposa, ainda sem título e data de estreia definidos. Esperamos que essa fase da vida de César seja um sucesso.

.: Neila Medeiros vai bem à frente do Notícias da Manhã

Com a saída de César de Filho, Neila foi convidada para comandar o telejornal matutino do SBT e aceitou de prontidão. As primeiras duas semanas foram meio decepcionantes nos números, mas a situação melhorou bastante. Neila se mostra confiante e com desenvoltura de comando, algo que culminou com a elevação da audiência, onde hoje a briga entre Globo, Record e SBT no horário está bastante acirrada. Neila conseguiu, recentemente, o primeiro lugar de média durante as três horas de exibição.

.: Letícia Sabatella causa e deita no meio da rua

Atriz passa vergonha no meio da rua

“Deitaço na BR com Letícia Sabatella”, um evento criado em uma rede social, apoiado pela atriz, que tomou proporções depois de um evento inusitado envolvendo a artista em Brasília. Na ocasião, a atriz estava na cidade em cartaz com a peça “Trágica 3”. Em seguida, posou na companhia de amigos, segurando uma garrafa de vodca e deitada no meio da rua, por volta das 5h da manhã.

.: Morre o mestre

No dia 28 de Novembro, o ídolo Roberto Bolaños, criador de Chaves e Chapolin, nos deixou. Roberto morreu às 14:30h, em Cancún, onde vivia com sua esposa, Florinda Meza. Sim, a Dona Florinda. E Roberto parece que previu o episódio e sua última mensagem no Twitter foi: “Todo o meu amor para o Brasil”.

DEZEMBRO

.: Drica Moraes deixa Império e é substituída por Marjorie Estiano

A vilã está de volta (Foto: Divulgação)

Devido a problemas de saúde, motivados por sequelas do tratamento recente de um câncer, a atriz Drica Moraes, que dava vida à personagem Cora, em Império, foi rapidamente substituída por Marjorie Estiano, que interpretou a personagem na fase mais jovem. E os ventos conspiram a favor de Marjorie, que está recebendo diversos elogios pela sua brilhante interpretação.

.: Mudança nos “chefões” da Record

Emissora sofre mudanças na hierarquia (Foto: Divulgação)

Mudanças nas chefias das emissoras de TV ocorrem em alguns períodos. Na Record não é diferente.

Paulo Franco, que era o superintendente Artístico e de Programação, passará a ser o segundo na hierarquia, abaixo apenas de Marcelo Silva, vice-presidente do canal. Mafran Dutra, que até então era o segundo na emissora, agora se torna o diretor-geral de Produção, ficando na terceira posição da emissora.

.: O Natal não deve ser de tanta alegria para funcionários da BAND e Record

Demissões em massa devem ocorrer na Record e Band entre o fim deste ano e o início do próximo.

A Record já passa por esse processo de lise desde o começo do ano. Atores, profissionais da técnica, produção e jornalismo deixaram a emissora e o espaço foi aberto para empresas terceirizadas, que deverão produzir parte da teledramaturgia e da programação do canal no ano que vem.

Já na BAND, cerca de 100 profissionais devem ser dispensado. Os profissionais que serão demitidos ainda este ano fazem parte de programas como “Tá Na Tela”, “Polícia 24H”, “Sabe ou Não Sabe”, “ZOO” e “TOP20″, que não farão parte da grade da emissora em 2015.

Resta-nos torcer para que 2015 seja mais azul no ramo empregatício da TV.


2014 foi deveras agitado no mundo da TV e dos Famosos, foi o que tentamos mostrar nesta retrospectiva.

Aqui ficam os ensejos de Feliz Ano Novo do grupo O CanalTV! para todos os nossos amigos e leitores.

Até ano que vem!

Francisco Júnior

RETROSPECTIVA 2014 – DE UM MODO INOVADOR, CONFIRA OS FATOS QUE MARCARAM ESTE ANO

retrospectivaDiversos fatos marcam cada ano de nossa, 2014 não poderia ser diferente. Estréias que fizeram sucesso, fracassos em audiência, extinção de atrações, artistas mudando de emissora, dentre outros fatos. 2014 foi um ano intenso e movimentado para a televisão brasileira.

Cada veículo de comunicação promove uma retrospectiva ao fim de cada, o CTV não poderia ficar de fora. Mas decidimos fazer de um modo diferente. Você poderá conferir abaixo os fatos que marcaram o mundo da TV este mês a mês, além do que fizemos algo que não ficasse cansativo.

Sem mais delongas, confira abaixo a RETROSPECTIVA 2014 O CANALTV!

JANEIRO

.:Globo troca Xuxa por Filmes – O início de uma longa novela

A TV Globo bate o martelo. Com o afastamento de Xuxa para iniciar um tratamento de saúde,a emissora carioca decide colocar uma sessão de filmes no lugar do programa da loira. O último TV Xuxa foi ao ar em 24/04/2014. Após, entrou no lugar o Cine Fã Clube, uma espécie de Sessão da Tarde aos sábados, mas com títulos mais recentes. A audiência oscilou durante o ano, mas conseguiu se manter na mesma faixa que o programa da rainha dos baixinhos costumava marcar.

Foi apenas o pontapé inicial para uma novela que perdura até hoje. Sem programa e projeto na emissora, Xuxa vem negociando a renovação de seu contrato, que deve ocorrer anualmente. Caso não haja sucesso, o provável destino da loira será a Rede Record ou o SBT, que entrou na disputa recentemente.

.: Breaking Bad estreia na Record – Audiência bem abaixo do esperado

Depois de bastante divulgação, finalmente estreou na Record a tão aguardada série “Breaking Bad”. Muito elogiada pela crítica e fenômeno de audiência em outros países, até mesmo agradando a Silvio Santos, a série não trouxe bons números à emissora da Barra Funda, chegando a registrar 3 pontos de média e amargando o 3º lugar em audiência, até mesmo o 4º em algumas ocasiões.

Certamente, esta foi uma grande decepção para a alta cúpula da emissora.

.: Pecado Mortal – Mais uma fórmula de alta aposta e baixos números

A novela do grande escritor Carlos Lombardi, definitivamente, não emplacou. O “efeito Máscaras”, digamos assim, não livrou a chamada “Nova Superprodução da Record”. Quem não lembra que, desde que Máscaras derrubou 50% do público da sua antecessora, nenhuma outra novela da emissora chegaria, ao menos, perto da audiência marcada nos “anos e ouro” da emissora?

FEVEREIRO.: Balanço Geral SP abre 2 pontos de vantagem sobre a Globo – Uma história que estava perto do fim

625_315_1392052021balanco_geral_luiz_bacci

O sucesso de Luis Bacci à frente do telejornal do almoço da Rede Record era incontestável. O “menino de Ouro” chegou a abrir 2 pontos de vantagem contra a Globo na média do Balanço, sem falar no segundo lugar, que era o mínimo conquistado pelo apresentador nos últimos dias.

Porém, uma grande reviravolta estava a ocorrer. A Band, num futuro muito próximo, viria a contratar o apresentador, que devido a oferta altíssima de salário, acabou assinando com a emissora do Morumbi, mesmo ainda tendo contrato pela frente com a Record.

.: Otávio Mesquita segue os passos de Danilo Gentilli e assina com o SBT:

download

2014, de fato, também foi o ano do “troca-troca”. Em uma reunião realizada em 11/02, Otávio Mesquita fecha contrato com o SBT e, lá, passou a exibir e comandar o “Okay, Pessoal”, fórmula que tem dado certo, haja vista que o programa já chegou a marcar 5 pontos de média em plena madrugada, um número considerado muito bom.

Voltado para o humor, mesclando com entrevistas e pautas externas, o programa parece estar garantido na grade de 2015.

.: Domingo Show – Desespero anunciado para o SBT

Com um tom sensacionalista, assim classificado por diversos internautas, foi nesta época que o programa de Geraldo Luís para as tardes de domingo da Record começou a ser gravado. A partir da estreia, tem sido muito difícil para o Celso Portiolli conseguir superar o novo rival, tendo ocorrido em apenas uma ocasião, na cobertura da morte de Bolaños.

MARÇO

.: Estádio SBT estreia – Mais um programa da emissora de Silvio com vida curta

Dia 08 de Março, estreava mais um programa que teria vida curta no SBT. Desde a estreia, o mix de jornalismo esporte e humor da emissora de Silvio marcou baixa audiência. Em algumas oportunidades, o programa chegou a beirar os 2 pontos de média.

Classificado como “Interminável e Chato”, o programa que tinha Livia Andrade no comano logo chegou ao fim. MAs não seria uma fórmula já apostada no fracasso? Pois como disse Fernando Oliveira, em sua coluna no portal R7: “É curioso que o SBT tenha escolhido um dia como o sábado para exibir um esportivo, uma vez que as rodadas dos campeonatos pelo país costumam terminar aos domingos.”.

.: The Noite, mais uma tacada certeira de Silvio Santos

Depois do sucesso que o Agora é Tarde (Band) estava tendo em 2013 e após perceber o talento de Danilo Gentilli para conduzir entrevistas com toque humor, Silvio nunca se preocupou em deixa vazar sua tamanha vontade de contratar o ex-CQC. E assim se deu até a contratação de Danilo.

Planejado minuciosamente e cheio de expectativa, o The Noite com Danilo Gentilli estreou em 10/03. Um verdadeiro sucesso, que fez a Globo repensar sua grade, trocando, por um período, o consagrado Jô Soares por séries, mas, mesmo assim, eram constantes os primeiro lugares em audiência, chegando a 7 pontos de média em plena uma hora da madrugada.

Isso mostra que o Dono do Baú ainda tem ótimas cartas na manga para “tirar o sono” da alta cúpula da Record na briga pela vice-liderança.

.: Agora é Tarde com Rafinha Bastos – Muita expectativa, pouco resultado.

Um dia depois da estreia de Danilo no SBT, Rafinha consagra seu retorno à BAND assumindo o posto de apresentador do Agora é Tarde.

Depois de voltar à BAND após um período em outras emissoras, como RedeTV! e Grupox Fox, Rafinha vinha integrando a equipe do semanal A Liga e, com a saída de Danilo, as especulações obre o futuro eram grandes, inclusive de Rafinha assumindo a atração, que foi o que ocorreu.

Também após muita ânsia, enfim o programa estreia, mas os resultado foram bem diferentes do esperado. O programa marcava em torno de 1 ponto de média, sem ameaçar o maior concorrente. Os dias passaram, mas os números continuam os mesmos. Fica a esperança do deslanche do talk-show.

ABRIL

.: Jean Paulo Campos (Cirilo) na Record? Silvio não deixou!

De forma inesperada, anuncia-se à imprensa a contratação de Jean Paulo Campos, o indistinguível Cirilo de Carrossel, pela Rede Record. O ator, inclusive, foi apresentado como contratado no programa de Geraldo Luís, o Domingo Show.

Enquanto tudo ocorria, Silvio Santos continuava em férias nos Estados Unidos. Há quem diga, inclusive, que Silvio adiou sua volta ao Brasil para “desfazer” a contratação de Jean e trazê-lo de volta ao SBT. Rumores na internet dizem que o salário prometido ao ator gira em torno de 100 mil reais, batendo os 40 mil mensais oferecidos pela Record.

.: Em Família – Semana Negra com Recorde Negativo Histórico!

Em Família não traz boas lembranças à emissora dos Marinho. Na segunda semana de Abril, a trama bateu recorde das novela Globais do “prime time”, só que negativo. Nada menos do que 26 pontos! Bem diferente dos 40 pontos que “Amor à Vida”, sua antecessora, vinha marcando pouco tempo antes.

A história de Luiza e Laerte só conseguiu decolar na reta final, o que fez com que recebesse o título, nada disputado, de pior audiência da faixa da história, em média.

.: “Adote um Bandido” – 2 meses depois, Rachel Sheherazade é “calada” no SBT Brasil

Quem não ouviu falar no comentário de Rachel: “Faça um favor ao Brasil, adote um bandido!”.

A repercussão, sem dúvida, foi bem maior do que a esperada. Amada por uns, odiada por outros, Rachel era “acostumada” a dar sua opinião durante o principal telejornal da emissora. Mas, depois de ter ameaçada a verba recebida pelo SBT do governo para propagandas, a cúpula da emissora decide por fim aos comentários da jornalista.

Caso não bastasse, a Band entra na disputa para contratar Rachel, oferecendo uma proposta mais que tentadora à jornalista: suas opiniões. O próprio Silvio convence Rachel a ficar no SBT, oferecendo em contrato, pelo menos é o que se diz pela web, “devolver” seus comentários em um programa só para ela. Porém, com a vitória de Dilma, o programa foi oficialmente cancelado. Resta-nos saber o que Rachel pensa sobre.

MAIO

.: E o menino de ouro se foi!

Contratado a peso de ouro, Luiz Bacci sai da Record e assina com a Band. O menino de ouro é atraído pelo alto salário, cerca de 300 mil reais mensais, e a proposta de uma dos seus maiores desejos: um programa seu com auditório. Assim surgiu o “Tá na Tela da Band com Luiz Bacci”, que vai ao ar diariamente.

O programa vespertino, no início, não empolgou tanto na audiência, os números giravam em torno de 2,5 a 3 pontos de média. Com essa “monotonia nos números”, o programa foi oficialmente cancelado, chegando ao fim no final deste mês. Mas parece que a saída dessa notícia afetou os telespectadores, pois após isso o programa passou a incomodar Record e SBT constantemente. Será que esse é mesmo o fim?

.: Hora do Faro – A tacada que a Record precisava para voltar à briga no horário

Desde a saída de Gugu e a chegada de Rodrigo Faro aos Domingos da Record, a audiência de Eliana passaria a ser disputadíssima.

Com um formato diferente do “O Melhor do Brasil”, o novo programa de Rodrigo veio pra incomodar e resgatar a vice-liderança no horário. Por mais de um mês, Rodrigo consolidou o segundo lugar na média mensal. Hoje, a disputa está acirrada, com Eliana e Faro disputando ponto a ponto o posto.

A propósito, exotéricos apostam que Rodrigo deixará a Record em 2015 e assinará com outra emissora. Resta-nos esperar e ver se isso irá, realmente, acontecer.

.: Superstar, mais uma aposta que não deu certo!

Após sucessivas derrotas para Silvio Santos e vendo a alta audiência do The Voice Brasil, a Globo aposta em mais um reality musical e contrata Fabio Jr, Ivete Sangalo e Dinho Ouro Preto para julgarem os candidatos do Superstar, que contou com a apresentação de Fernanda Lima. Mas a fórmula não deu certo neste dia e horário. As derrotas para Silvio eram constantes e isso fez a emissora repensar se levará ao ar no mesmo dia e horário uma segunda temporada do reality, que consagrou a banda Malta como grande campeã da primeira.

JUNHO.: Copa do Mundo FIFA 2014 – Globo e Band vivem a Copa em sua programação

Junto com as Eleições, a Copa do Mundo do Brasil foi o grande destaque desse ano. Globo e Band, detentoras dos direitos oficiais de exibição, não se preocuparam em destinar grande parte de sua grade para a exibição do evento, que, mesmo com a maior derrota da seleção brasileira tendo ocorrido, o famoso 7 x 1, o evento teve sucesso de proporções inimagináveis. De fato, esta foi A Copa das Copas e as duas emissoras viram sua média dia decolar e alcançar números que há anos não se via.

.: Me Leva Contigo – Fracasso que amargou ainda mais o período de Rafael Cortez na Record

Rafael Cortez

Depois de passar um tempo na geladeira da emissora, Rafael Cortez retorna à grade da Record no formato comprado “Me Leva Contigo”, um programa de relacionamento para sexta à noite. Assim como o Got Talent Brasil, o formato não agradou os brasileiros e sofreu com a concorrência, chegando ao quarto lugar de audiência, sofrendo com a concorrência do Pânico na Band, que anda tão mal quanto.

.: Fala Brasil – um fórmula que mantem sucesso até hoje

Carla Cecato e Roberta Piza apresentam o "Fala Brasil"

O sucesso do telejornal da emissora paulista é incontestável. O matutino egue como uma grande dor de cabeça à Globo e por vezes registra alta audiência e consolida o primeiro lugar, vencendo o Mais Você, que teve mudanças no formato visando superar o concorrente, algo que ainda não se efetivou.

JULHO

.: Carlos Alberto e Andréa Nobrega juntos outra vez

Um dos casais mais famosos e conhecidos da TV brasileira, que chegou a trabalhar juntos, reatou um relacionamento.

Depois de um período, até longo, separados, Carlos Alberto e Andréa se deram mais uma chance e voltaram como “namorados”, assim Carlos os intitulam. Vale lembrar que, durante o período de separação, Carlos quse entrou em depressão.

.: Império é apresentada à imprensa

Aguinaldo_Império_Coletiva

A novela que tem Alexandre Nero e Lilia Cabral como protagonistas foi apresentada à imprensa em 01/07. O folhetim que tem a difícil missão de recuperar a audiência perdida com a novela antecessora, agradou diversos críticos, principalmente pela tecnologia de gravação envolvida e músicas clássicas na trilha sonora. Espera-se mais um novelão de Aguinaldo.

.: Sucesso de Marcelo Rezende fez surgir especulações por toda a imprensa

marcelo-rezende

É conhecido de todos o sucesso de Marcelo Rezende a frente do “Cidade Alerta”. Com isso, neste mês, diversas especulações surgiram de que o apresentador estaria negociando um retorno à Globo, já que o mesmo “fisgou” grande parte do público que estava acostumado com a novela das 18h, tradicional da emissora do grupo Marinho. Tudo não passava de especulação.

AGOSTO

.: Crise assola um dos principais programas da Band, o Pânico

Foto: Divulgação

Desde que estreou na tela da Band, o humorístico viu sua audiência cair mês após mês. E Agosto foi uma época difícil para o dominical, ainda sem nenhum motivo encontrado, o programa “Pânico na Band”, demitiu parte do seu elenco de apoio, muitas eram mulheres. O clima de chorro e comoção tomou conta da emissora, já que foi algo repentino, fruto da crise que o humorístico vinha e está passando.

.: Cobras e Lagartos, a pior da faixa

O “ano negro”, em relação a audiência, não parava por aí na Globo. Em apenas duas semanas, o autor da reprise viu a trama cair de 18 para 9 pontos média, ligando o sinal vermelho da emissora, que até hoje luta para conseguir reconquistar o público da faixa, que hoje foi fisgado pela TV por Assinatura.

.: Boogie Oogie reacende a esperança da Globo

A trama”retrô” deu esperanças à Globo de retomar a audiência perdida nos últimos anos. A novela bateu recordes e mais recordes durante seu primeiro mês de exibição e hoje se fixou entre 18 e 20 pontos de média, ficando mais próxima à meta do horário.

SETEMBRO

.: Masterchef – O programa do ano

Não poderíamos iniciar os destaques de setembro de outra forma.

O reality culinário que bateu recordes de audiências e consagrou Elisa como a primeira Masterchef Brasil e chegou a 10 pontos no IBOPE, foi a grande cartada da Band este ano. O programa conquistou brasileiros e diversos fatores foram decisivos para isso, como Ana Paula Padrão a frente do reality e o trio de jurados, que “infernizou” a vida dos candidatos durante 4 meses. Resta-nos esperar e torcer para que a segunda temporada, prevista para maio de 2015, faça tanto sucesso quanto.

.: Os Paranormais – Uma tentativa de frear o sucesso do Domingo Show

O Domingo Legal, até então, amargava derrotas sucessivas para o programa de Geraldo Luís. Os Paranormais, um reality-quadro, foi criado para frear e reverter esse quadro. O formato foi importado e consistia em provas que desafiavam o instinto paranormal dos participantes. Porém, não foi tão efetivo e a mudança nos números foi mínima. O campeão foi o bruxo Edu Scarfon, que levou 50 mil reais em barras de Ouro. Não se sabe e ocorrerá uma segunda temporada.

.: Marina Ruy Barbosa e Klebber Toledo encerram relacionamento

Marina Ruy Barbosa

Um dos casais jovem mais badalados dos últimos tempos, encerrou o relacionamento que mantinham há 3 anos. Os dois atuam em Império e não revelaram o motivo, mas rasgam elogios uns aos outros. Boatos já rolaram sobre um novo relacionamento de Marina com um homem mais velho, mas nada confirmado. A priori, os dois continuam solteiros.

OUTUBRO.: As eleições mais disputadas da história democrática do país!

Junto com a Copa, incontestavelmente, as eleições deste ano tomaram os flashes para si, principalmente a presidencial, que contou com grande reviravoltas e tragédias inesperadas, como a morte de Eduardo Campos. As TVs brigaram por quem traria a melhor cobertura e diversos debates marcaram o período. a Rede Globo, por exemplo, sempre fechava a rodada de debates, sendo decisiva para a decisão final do eleitor. Para presidente, Dilma acabou sendo reeleita com, aproximadamente, 52% dos votos, resultado que só foi confirmado após 95% das urnas apuradas.

.: Mundo Pet – Audiência “sem sal”

Dilvulgação/SBT

Este é o novo projeto assinado por Maísa para as manhãs de domingo do SBT. Mesmo sendo vice-líder em alguns episódios, a audiência do programa é, por vezes, considerada “sem sal”, basta comparar com Chaves, um enlatado que sai bem mais em conta do que produzir este programa. Sendo assim, não se sabe o futuro dele na grade do SBT.

.: Os rumores de Fábio Porchat no SBT

O humorísta deve ganhar programa de auditório

Em outubro, fortes rumores foram levantados sobre a ida de Fabio Porchat para o SBT, onde iria integrar a equipe de um humorístico, muito provavelmente comandado por ele, nas noites de sábado, dia do “calcanhar de Aquiles” da emissora. Mas as negociações esfriaram e, por enquanto, Fábio se dedica ao seu projeto na web e na TV fechada.

NOVEMBRO

.: Depois de 9 anos, César Filho assina com a Record!

O troca troca de apresentadores entre emissoras continuava. César, depois de 9 anos de SBT, recebeu uma proposta da Record e, após diversas negociações, assinou contrato e partiu rumo à Barra Funda, onde comandará o Hoje Em Dia e outro programa junto com a esposa, ainda sem título e data de estreia definidos. Esperamos que essa fase da vida de César seja um sucesso.

.: Neila Medeiros vai bem à frente do Notícias da Manhã

Com a saída de César de Filho, Neila foi convidada para comandar o telejornal matutino do SBT e aceitou de prontidão. As primeiras duas semanas foram meio decepcionantes nos números, mas a situação melhorou bastante. Neila se mostra confiante e com desenvoltura de comando, algo que culminou com a elevação da audiência, onde hoje a briga entre Globo, Record e SBT no horário está bastante acirrada. Neila conseguiu, recentemente, o primeiro lugar de média durante as três horas de exibição.

.: Letícia Sabatella causa e deita no meio da rua

Atriz passa vergonha no meio da rua

“Deitaço na BR com Letícia Sabatella”, um evento criado em uma rede social, apoiado pela atriz, que tomou proporções depois de um evento inusitado envolvendo a artista em Brasília. Na ocasião, a atriz estava na cidade em cartaz com a peça “Trágica 3”. Em seguida, posou na companhia de amigos, segurando uma garrafa de vodca e deitada no meio da rua, por volta das 5h da manhã.

.: Morre o mestre

No dia 28 de Novembro, o ídolo Roberto Bolaños, criador de Chaves e Chapolin, nos deixou. Roberto morreu às 14:30h, em Cancún, onde vivia com sua esposa, Florinda Meza. Sim, a Dona Florinda. E Roberto parece que previu o episódio e sua última mensagem no Twitter foi: “Todo o meu amor para o Brasil”.

DEZEMBRO

.: Drica Moraes deixa Império e é substituída por Marjorie Estiano

A vilã está de volta (Foto: Divulgação)

Devido a problemas de saúde, motivados por sequelas do tratamento recente de um câncer, a atriz Drica Moraes, que dava vida à personagem Cora, em Império, foi rapidamente substituída por Marjorie Estiano, que interpretou a personagem na fase mais jovem. E os ventos conspiram a favor de Marjorie, que está recebendo diversos elogios pela sua brilhante interpretação.

.: Mudança nos “chefões” da Record

Emissora sofre mudanças na hierarquia (Foto: Divulgação)

Mudanças nas chefias das emissoras de TV ocorrem em alguns períodos. Na Record não é diferente.

Paulo Franco, que era o superintendente Artístico e de Programação, passará a ser o segundo na hierarquia, abaixo apenas de Marcelo Silva, vice-presidente do canal. Mafran Dutra, que até então era o segundo na emissora, agora se torna o diretor-geral de Produção, ficando na terceira posição da emissora.

.: O Natal não deve ser de tanta alegria para funcionários da BAND e Record

Demissões em massa devem ocorrer na Record e Band entre o fim deste ano e o início do próximo.

A Record já passa por esse processo de lise desde o começo do ano. Atores, profissionais da técnica, produção e jornalismo deixaram a emissora e o espaço foi aberto para empresas terceirizadas, que deverão produzir parte da teledramaturgia e da programação do canal no ano que vem.

Já na BAND, cerca de 100 profissionais devem ser dispensado. Os profissionais que serão demitidos ainda este ano fazem parte de programas como “Tá Na Tela”, “Polícia 24H”, “Sabe ou Não Sabe”, “ZOO” e “TOP20″, que não farão parte da grade da emissora em 2015.

Resta-nos torcer para que 2015 seja mais azul no ramo empregatício da TV.


2014 foi deveras agitado no mundo da TV e dos Famosos, foi o que tentamos mostrar nesta retrospectiva.

Aqui ficam os ensejos de Feliz Ano Novo do grupo O CanalTV! para todos os nossos amigos e leitores.

Até ano que vem!

Francisco Júnior

Retrospectiva 2014 – De um modo inovador, confira os fatos que marcaram este ano

retrospectivaDiversos fatos marcam cada ano de nossa, 2014 não poderia ser diferente. Estréias que fizeram sucesso, fracassos em audiência, extinção de atrações, artistas mudando de emissora, dentre outros fatos. 2014 foi um ano intenso e movimentado para a televisão brasileira.

Cada veículo de comunicação promove uma retrospectiva ao fim de cada, o CTV não poderia ficar de fora. Mas decidimos fazer de um modo diferente. Você poderá conferir abaixo os fatos que marcaram o mundo da TV este mês a mês, além do que fizemos algo que não ficasse cansativo.

Sem mais delongas, confira abaixo a RETROSPECTIVA 2014 O CANALTV!

JANEIRO

.:Globo troca Xuxa por Filmes – O início de uma longa novela

A TV Globo bate o martelo. Com o afastamento de Xuxa para iniciar um tratamento de saúde,a emissora carioca decide colocar uma sessão de filmes no lugar do programa da loira. O último TV Xuxa foi ao ar em 24/04/2014. Após, entrou no lugar o Cine Fã Clube, uma espécie de Sessão da Tarde aos sábados, mas com títulos mais recentes. A audiência oscilou durante o ano, mas conseguiu se manter na mesma faixa que o programa da rainha dos baixinhos costumava marcar.

Foi apenas o pontapé inicial para uma novela que perdura até hoje. Sem programa e projeto na emissora, Xuxa vem negociando a renovação de seu contrato, que deve ocorrer anualmente. Caso não haja sucesso, o provável destino da loira será a Rede Record ou o SBT, que entrou na disputa recentemente.

.: Breaking Bad estreia na Record – Audiência bem abaixo do esperado

Depois de bastante divulgação, finalmente estreou na Record a tão aguardada série “Breaking Bad”. Muito elogiada pela crítica e fenômeno de audiência em outros países, até mesmo agradando a Silvio Santos, a série não trouxe bons números à emissora da Barra Funda, chegando a registrar 3 pontos de média e amargando o 3º lugar em audiência, até mesmo o 4º em algumas ocasiões.

Certamente, esta foi uma grande decepção para a alta cúpula da emissora.

.: Pecado Mortal – Mais uma fórmula de alta aposta e baixos números

A novela do grande escritor Carlos Lombardi, definitivamente, não emplacou. O “efeito Máscaras”, digamos assim, não livrou a chamada “Nova Superprodução da Record”. Quem não lembra que, desde que Máscaras derrubou 50% do público da sua antecessora, nenhuma outra novela da emissora chegaria, ao menos, perto da audiência marcada nos “anos e ouro” da emissora?

FEVEREIRO.: Balanço Geral SP abre 2 pontos de vantagem sobre a Globo – Uma história que estava perto do fim

625_315_1392052021balanco_geral_luiz_bacci

O sucesso de Luis Bacci à frente do telejornal do almoço da Rede Record era incontestável. O “menino de Ouro” chegou a abrir 2 pontos de vantagem contra a Globo na média do Balanço, sem falar no segundo lugar, que era o mínimo conquistado pelo apresentador nos últimos dias.

Porém, uma grande reviravolta estava a ocorrer. A Band, num futuro muito próximo, viria a contratar o apresentador, que devido a oferta altíssima de salário, acabou assinando com a emissora do Morumbi, mesmo ainda tendo contrato pela frente com a Record.

.: Otávio Mesquita segue os passos de Danilo Gentilli e assina com o SBT:

download

2014, de fato, também foi o ano do “troca-troca”. Em uma reunião realizada em 11/02, Otávio Mesquita fecha contrato com o SBT e, lá, passou a exibir e comandar o “Okay, Pessoal”, fórmula que tem dado certo, haja vista que o programa já chegou a marcar 5 pontos de média em plena madrugada, um número considerado muito bom.

Voltado para o humor, mesclando com entrevistas e pautas externas, o programa parece estar garantido na grade de 2015.

.: Domingo Show – Desespero anunciado para o SBT

Com um tom sensacionalista, assim classificado por diversos internautas, foi nesta época que o programa de Geraldo Luís para as tardes de domingo da Record começou a ser gravado. A partir da estreia, tem sido muito difícil para o Celso Portiolli conseguir superar o novo rival, tendo ocorrido em apenas uma ocasião, na cobertura da morte de Bolaños.

MARÇO

.: Estádio SBT estreia – Mais um programa da emissora de Silvio com vida curta

Dia 08 de Março, estreava mais um programa que teria vida curta no SBT. Desde a estreia, o mix de jornalismo esporte e humor da emissora de Silvio marcou baixa audiência. Em algumas oportunidades, o programa chegou a beirar os 2 pontos de média.

Classificado como “Interminável e Chato”, o programa que tinha Livia Andrade no comano logo chegou ao fim. MAs não seria uma fórmula já apostada no fracasso? Pois como disse Fernando Oliveira, em sua coluna no portal R7: “É curioso que o SBT tenha escolhido um dia como o sábado para exibir um esportivo, uma vez que as rodadas dos campeonatos pelo país costumam terminar aos domingos.”.

.: The Noite, mais uma tacada certeira de Silvio Santos

Depois do sucesso que o Agora é Tarde (Band) estava tendo em 2013 e após perceber o talento de Danilo Gentilli para conduzir entrevistas com toque humor, Silvio nunca se preocupou em deixa vazar sua tamanha vontade de contratar o ex-CQC. E assim se deu até a contratação de Danilo.

Planejado minuciosamente e cheio de expectativa, o The Noite com Danilo Gentilli estreou em 10/03. Um verdadeiro sucesso, que fez a Globo repensar sua grade, trocando, por um período, o consagrado Jô Soares por séries, mas, mesmo assim, eram constantes os primeiro lugares em audiência, chegando a 7 pontos de média em plena uma hora da madrugada.

Isso mostra que o Dono do Baú ainda tem ótimas cartas na manga para “tirar o sono” da alta cúpula da Record na briga pela vice-liderança.

.: Agora é Tarde com Rafinha Bastos – Muita expectativa, pouco resultado.

Um dia depois da estreia de Danilo no SBT, Rafinha consagra seu retorno à BAND assumindo o posto de apresentador do Agora é Tarde.

Depois de voltar à BAND após um período em outras emissoras, como RedeTV! e Grupox Fox, Rafinha vinha integrando a equipe do semanal A Liga e, com a saída de Danilo, as especulações obre o futuro eram grandes, inclusive de Rafinha assumindo a atração, que foi o que ocorreu.

Também após muita ânsia, enfim o programa estreia, mas os resultado foram bem diferentes do esperado. O programa marcava em torno de 1 ponto de média, sem ameaçar o maior concorrente. Os dias passaram, mas os números continuam os mesmos. Fica a esperança do deslanche do talk-show.

ABRIL

.: Jean Paulo Campos (Cirilo) na Record? Silvio não deixou!

De forma inesperada, anuncia-se à imprensa a contratação de Jean Paulo Campos, o indistinguível Cirilo de Carrossel, pela Rede Record. O ator, inclusive, foi apresentado como contratado no programa de Geraldo Luís, o Domingo Show.

Enquanto tudo ocorria, Silvio Santos continuava em férias nos Estados Unidos. Há quem diga, inclusive, que Silvio adiou sua volta ao Brasil para “desfazer” a contratação de Jean e trazê-lo de volta ao SBT. Rumores na internet dizem que o salário prometido ao ator gira em torno de 100 mil reais, batendo os 40 mil mensais oferecidos pela Record.

.: Em Família – Semana Negra com Recorde Negativo Histórico!

Em Família não traz boas lembranças à emissora dos Marinho. Na segunda semana de Abril, a trama bateu recorde das novela Globais do “prime time”, só que negativo. Nada menos do que 26 pontos! Bem diferente dos 40 pontos que “Amor à Vida”, sua antecessora, vinha marcando pouco tempo antes.

A história de Luiza e Laerte só conseguiu decolar na reta final, o que fez com que recebesse o título, nada disputado, de pior audiência da faixa da história, em média.

.: “Adote um Bandido” – 2 meses depois, Rachel Sheherazade é “calada” no SBT Brasil

Quem não ouviu falar no comentário de Rachel: “Faça um favor ao Brasil, adote um bandido!”.

A repercussão, sem dúvida, foi bem maior do que a esperada. Amada por uns, odiada por outros, Rachel era “acostumada” a dar sua opinião durante o principal telejornal da emissora. Mas, depois de ter ameaçada a verba recebida pelo SBT do governo para propagandas, a cúpula da emissora decide por fim aos comentários da jornalista.

Caso não bastasse, a Band entra na disputa para contratar Rachel, oferecendo uma proposta mais que tentadora à jornalista: suas opiniões. O próprio Silvio convence Rachel a ficar no SBT, oferecendo em contrato, pelo menos é o que se diz pela web, “devolver” seus comentários em um programa só para ela. Porém, com a vitória de Dilma, o programa foi oficialmente cancelado. Resta-nos saber o que Rachel pensa sobre.

MAIO

.: E o menino de ouro se foi!

Contratado a peso de ouro, Luiz Bacci sai da Record e assina com a Band. O menino de ouro é atraído pelo alto salário, cerca de 300 mil reais mensais, e a proposta de uma dos seus maiores desejos: um programa seu com auditório. Assim surgiu o “Tá na Tela da Band com Luiz Bacci”, que vai ao ar diariamente.

O programa vespertino, no início, não empolgou tanto na audiência, os números giravam em torno de 2,5 a 3 pontos de média. Com essa “monotonia nos números”, o programa foi oficialmente cancelado, chegando ao fim no final deste mês. Mas parece que a saída dessa notícia afetou os telespectadores, pois após isso o programa passou a incomodar Record e SBT constantemente. Será que esse é mesmo o fim?

.: Hora do Faro – A tacada que a Record precisava para voltar à briga no horário

Desde a saída de Gugu e a chegada de Rodrigo Faro aos Domingos da Record, a audiência de Eliana passaria a ser disputadíssima.

Com um formato diferente do “O Melhor do Brasil”, o novo programa de Rodrigo veio pra incomodar e resgatar a vice-liderança no horário. Por mais de um mês, Rodrigo consolidou o segundo lugar na média mensal. Hoje, a disputa está acirrada, com Eliana e Faro disputando ponto a ponto o posto.

A propósito, exotéricos apostam que Rodrigo deixará a Record em 2015 e assinará com outra emissora. Resta-nos esperar e ver se isso irá, realmente, acontecer.

.: Superstar, mais uma aposta que não deu certo!

Após sucessivas derrotas para Silvio Santos e vendo a alta audiência do The Voice Brasil, a Globo aposta em mais um reality musical e contrata Fabio Jr, Ivete Sangalo e Dinho Ouro Preto para julgarem os candidatos do Superstar, que contou com a apresentação de Fernanda Lima. Mas a fórmula não deu certo neste dia e horário. As derrotas para Silvio eram constantes e isso fez a emissora repensar se levará ao ar no mesmo dia e horário uma segunda temporada do reality, que consagrou a banda Malta como grande campeã da primeira.

JUNHO.: Copa do Mundo FIFA 2014 – Globo e Band vivem a Copa em sua programação

Junto com as Eleições, a Copa do Mundo do Brasil foi o grande destaque desse ano. Globo e Band, detentoras dos direitos oficiais de exibição, não se preocuparam em destinar grande parte de sua grade para a exibição do evento, que, mesmo com a maior derrota da seleção brasileira tendo ocorrido, o famoso 7 x 1, o evento teve sucesso de proporções inimagináveis. De fato, esta foi A Copa das Copas e as duas emissoras viram sua média dia decolar e alcançar números que há anos não se via.

.: Me Leva Contigo – Fracasso que amargou ainda mais o período de Rafael Cortez na Record

Rafael Cortez

Depois de passar um tempo na geladeira da emissora, Rafael Cortez retorna à grade da Record no formato comprado “Me Leva Contigo”, um programa de relacionamento para sexta à noite. Assim como o Got Talent Brasil, o formato não agradou os brasileiros e sofreu com a concorrência, chegando ao quarto lugar de audiência, sofrendo com a concorrência do Pânico na Band, que anda tão mal quanto.

.: Fala Brasil – um fórmula que mantem sucesso até hoje

Carla Cecato e Roberta Piza apresentam o "Fala Brasil"

O sucesso do telejornal da emissora paulista é incontestável. O matutino egue como uma grande dor de cabeça à Globo e por vezes registra alta audiência e consolida o primeiro lugar, vencendo o Mais Você, que teve mudanças no formato visando superar o concorrente, algo que ainda não se efetivou.

JULHO

.: Carlos Alberto e Andréa Nobrega juntos outra vez

Um dos casais mais famosos e conhecidos da TV brasileira, que chegou a trabalhar juntos, reatou um relacionamento.

Depois de um período, até longo, separados, Carlos Alberto e Andréa se deram mais uma chance e voltaram como “namorados”, assim Carlos os intitulam. Vale lembrar que, durante o período de separação, Carlos quse entrou em depressão.

.: Império é apresentada à imprensa

Aguinaldo_Império_Coletiva

A novela que tem Alexandre Nero e Lilia Cabral como protagonistas foi apresentada à imprensa em 01/07. O folhetim que tem a difícil missão de recuperar a audiência perdida com a novela antecessora, agradou diversos críticos, principalmente pela tecnologia de gravação envolvida e músicas clássicas na trilha sonora. Espera-se mais um novelão de Aguinaldo.

.: Sucesso de Marcelo Rezende fez surgir especulações por toda a imprensa

marcelo-rezende

É conhecido de todos o sucesso de Marcelo Rezende a frente do “Cidade Alerta”. Com isso, neste mês, diversas especulações surgiram de que o apresentador estaria negociando um retorno à Globo, já que o mesmo “fisgou” grande parte do público que estava acostumado com a novela das 18h, tradicional da emissora do grupo Marinho. Tudo não passava de especulação.

AGOSTO

.: Crise assola um dos principais programas da Band, o Pânico

Foto: Divulgação

Desde que estreou na tela da Band, o humorístico viu sua audiência cair mês após mês. E Agosto foi uma época difícil para o dominical, ainda sem nenhum motivo encontrado, o programa “Pânico na Band”, demitiu parte do seu elenco de apoio, muitas eram mulheres. O clima de chorro e comoção tomou conta da emissora, já que foi algo repentino, fruto da crise que o humorístico vinha e está passando.

.: Cobras e Lagartos, a pior da faixa

O “ano negro”, em relação a audiência, não parava por aí na Globo. Em apenas duas semanas, o autor da reprise viu a trama cair de 18 para 9 pontos média, ligando o sinal vermelho da emissora, que até hoje luta para conseguir reconquistar o público da faixa, que hoje foi fisgado pela TV por Assinatura.

.: Boogie Oogie reacende a esperança da Globo

A trama”retrô” deu esperanças à Globo de retomar a audiência perdida nos últimos anos. A novela bateu recordes e mais recordes durante seu primeiro mês de exibição e hoje se fixou entre 18 e 20 pontos de média, ficando mais próxima à meta do horário.

SETEMBRO

.: Masterchef – O programa do ano

Não poderíamos iniciar os destaques de setembro de outra forma.

O reality culinário que bateu recordes de audiências e consagrou Elisa como a primeira Masterchef Brasil e chegou a 10 pontos no IBOPE, foi a grande cartada da Band este ano. O programa conquistou brasileiros e diversos fatores foram decisivos para isso, como Ana Paula Padrão a frente do reality e o trio de jurados, que “infernizou” a vida dos candidatos durante 4 meses. Resta-nos esperar e torcer para que a segunda temporada, prevista para maio de 2015, faça tanto sucesso quanto.

.: Os Paranormais – Uma tentativa de frear o sucesso do Domingo Show

O Domingo Legal, até então, amargava derrotas sucessivas para o programa de Geraldo Luís. Os Paranormais, um reality-quadro, foi criado para frear e reverter esse quadro. O formato foi importado e consistia em provas que desafiavam o instinto paranormal dos participantes. Porém, não foi tão efetivo e a mudança nos números foi mínima. O campeão foi o bruxo Edu Scarfon, que levou 50 mil reais em barras de Ouro. Não se sabe e ocorrerá uma segunda temporada.

.: Marina Ruy Barbosa e Klebber Toledo encerram relacionamento

Marina Ruy Barbosa

Um dos casais jovem mais badalados dos últimos tempos, encerrou o relacionamento que mantinham há 3 anos. Os dois atuam em Império e não revelaram o motivo, mas rasgam elogios uns aos outros. Boatos já rolaram sobre um novo relacionamento de Marina com um homem mais velho, mas nada confirmado. A priori, os dois continuam solteiros.

OUTUBRO.: As eleições mais disputadas da história democrática do país!

Junto com a Copa, incontestavelmente, as eleições deste ano tomaram os flashes para si, principalmente a presidencial, que contou com grande reviravoltas e tragédias inesperadas, como a morte de Eduardo Campos. As TVs brigaram por quem traria a melhor cobertura e diversos debates marcaram o período. a Rede Globo, por exemplo, sempre fechava a rodada de debates, sendo decisiva para a decisão final do eleitor. Para presidente, Dilma acabou sendo reeleita com, aproximadamente, 52% dos votos, resultado que só foi confirmado após 95% das urnas apuradas.

.: Mundo Pet – Audiência “sem sal”

Dilvulgação/SBT

Este é o novo projeto assinado por Maísa para as manhãs de domingo do SBT. Mesmo sendo vice-líder em alguns episódios, a audiência do programa é, por vezes, considerada “sem sal”, basta comparar com Chaves, um enlatado que sai bem mais em conta do que produzir este programa. Sendo assim, não se sabe o futuro dele na grade do SBT.

.: Os rumores de Fábio Porchat no SBT

O humorísta deve ganhar programa de auditório

Em outubro, fortes rumores foram levantados sobre a ida de Fabio Porchat para o SBT, onde iria integrar a equipe de um humorístico, muito provavelmente comandado por ele, nas noites de sábado, dia do “calcanhar de Aquiles” da emissora. Mas as negociações esfriaram e, por enquanto, Fábio se dedica ao seu projeto na web e na TV fechada.

NOVEMBRO

.: Depois de 9 anos, César Filho assina com a Record!

O troca troca de apresentadores entre emissoras continuava. César, depois de 9 anos de SBT, recebeu uma proposta da Record e, após diversas negociações, assinou contrato e partiu rumo à Barra Funda, onde comandará o Hoje Em Dia e outro programa junto com a esposa, ainda sem título e data de estreia definidos. Esperamos que essa fase da vida de César seja um sucesso.

.: Neila Medeiros vai bem à frente do Notícias da Manhã

Com a saída de César de Filho, Neila foi convidada para comandar o telejornal matutino do SBT e aceitou de prontidão. As primeiras duas semanas foram meio decepcionantes nos números, mas a situação melhorou bastante. Neila se mostra confiante e com desenvoltura de comando, algo que culminou com a elevação da audiência, onde hoje a briga entre Globo, Record e SBT no horário está bastante acirrada. Neila conseguiu, recentemente, o primeiro lugar de média durante as três horas de exibição.

.: Letícia Sabatella causa e deita no meio da rua

Atriz passa vergonha no meio da rua

“Deitaço na BR com Letícia Sabatella”, um evento criado em uma rede social, apoiado pela atriz, que tomou proporções depois de um evento inusitado envolvendo a artista em Brasília. Na ocasião, a atriz estava na cidade em cartaz com a peça “Trágica 3”. Em seguida, posou na companhia de amigos, segurando uma garrafa de vodca e deitada no meio da rua, por volta das 5h da manhã.

.: Morre o mestre

No dia 28 de Novembro, o ídolo Roberto Bolaños, criador de Chaves e Chapolin, nos deixou. Roberto morreu às 14:30h, em Cancún, onde vivia com sua esposa, Florinda Meza. Sim, a Dona Florinda. E Roberto parece que previu o episódio e sua última mensagem no Twitter foi: “Todo o meu amor para o Brasil”.

DEZEMBRO

.: Drica Moraes deixa Império e é substituída por Marjorie Estiano

A vilã está de volta (Foto: Divulgação)

Devido a problemas de saúde, motivados por sequelas do tratamento recente de um câncer, a atriz Drica Moraes, que dava vida à personagem Cora, em Império, foi rapidamente substituída por Marjorie Estiano, que interpretou a personagem na fase mais jovem. E os ventos conspiram a favor de Marjorie, que está recebendo diversos elogios pela sua brilhante interpretação.

.: Mudança nos “chefões” da Record

Emissora sofre mudanças na hierarquia (Foto: Divulgação)

Mudanças nas chefias das emissoras de TV ocorrem em alguns períodos. Na Record não é diferente.

Paulo Franco, que era o superintendente Artístico e de Programação, passará a ser o segundo na hierarquia, abaixo apenas de Marcelo Silva, vice-presidente do canal. Mafran Dutra, que até então era o segundo na emissora, agora se torna o diretor-geral de Produção, ficando na terceira posição da emissora.

.: O Natal não deve ser de tanta alegria para funcionários da BAND e Record

Demissões em massa devem ocorrer na Record e Band entre o fim deste ano e o início do próximo.

A Record já passa por esse processo de lise desde o começo do ano. Atores, profissionais da técnica, produção e jornalismo deixaram a emissora e o espaço foi aberto para empresas terceirizadas, que deverão produzir parte da teledramaturgia e da programação do canal no ano que vem.

Já na BAND, cerca de 100 profissionais devem ser dispensado. Os profissionais que serão demitidos ainda este ano fazem parte de programas como “Tá Na Tela”, “Polícia 24H”, “Sabe ou Não Sabe”, “ZOO” e “TOP20″, que não farão parte da grade da emissora em 2015.

Resta-nos torcer para que 2015 seja mais azul no ramo empregatício da TV.


 

2014 foi deveras agitado no mundo da TV e dos Famosos, foi o que tentamos mostrar nesta retrospectiva.

Aqui ficam os ensejos de Feliz Ano Novo do grupo O CanalTV! para todos os nossos amigos e leitores.

Até ano que vem!

Francisco Júnior

 

 

 

Retrospectiva 2014 O CanalTV! – Amanhã, às 20h

retrospectiva

Amanhã, às 20 horas, você terá a oportunidade de relembrar os fatos que marcaram este ano, na Retrospectiva 2014 do O CanalTV!

Demissões, contratações, escândalos, recordes positivos, assim como os negativos. Enfim, tudo o que marcou a vida dos famosos e da TV brasileira de um jeito diferente e inovador, uma retrospetiva que traz os fatos que ocorreram mês a mês.

Não perca: Amanhã, às 20h!

Francisco Júnior

‘Crítica & Opinião’: “Programa da Tarde: alto investimento, pouco retorno”

Image

Programa da Tarde: alto investimento, pouco retorno

Por Matheus Balbueno

Após muita especulação da mídia a respeito do novo programa das tardes da Rede Record, que chegou a ser tratado como novo ‘Tudo a Ver’, eis que notícias realmente confiáveis vinham chegando da Barra Funda e o novo ‘Programa da Tarde’ ia se montando: equipe, direção, apresentação, horário, etc. A decisão de ser o programa diário das tardes da emissora, ao vivo e que tinha como expectativa desbancar as ‘Novelas da Tarde’ do SBT, se consolidar na vice-liderança com uma audiência respeitável e, obviamente, faturar.

Depois de algum tempo, incluindo as repentinas ‘férias’, tudo aquilo que era pretendido pela Record não foi alcançado e o investimento que ficou na margem dos três milhões de reais foi muito alto para tão pouco retorno. Fazendo a comparação com o principal rival, o SBT, a Record tem um investimento alto, um programa ao vivo que conta alguns de seus melhores apresentadores (pasmem, alguns de seus melhores apresentadores) e o ‘renomado’ diretor Vildomar Batista, não consegue se consolidar perante as reprises de novelas mexicanas do SBT que lutam e, na maioria das vezes, conseguem a vice-liderança com uma despesa praticamente nula e ainda faturando para emissora. Os apresentadores do programa que são Britto Jr., Ticiane Pinheiro e Ana Hickman são do mais alto escalão da emissora e mesmo assim são péssimos, sim são péssimos. No ‘Programa da Tarde’ da Record a disputa interna do trio de apresentadores parece ser a de quem consegue ser o pior.

Britto não consegue se desenvolver no entretenimento e não quer aceitar o jornalismo como sua ‘praia’ desde o ‘Hoje em Dia’ (onde tinha melhor desenvoltura por ser mais focado no jornalismo). Ana como apresentadora é uma excelente modelo, depois que saiu do ‘Hoje em Dia’ (onde era possível que evoluísse mais como apresentadora) não conseguiu se aprimorar e acabou por se tornar insignificante, desde o finado ‘Tudo é Possível’ (herdado de Eliana e cancelado devido a baixos índices e ao novo ‘Programa da Tarde’) até o presente momento ainda não conseguiu se consolidar como uma apresentadora com A maiúsculo. Ticiane deve estar ali por ser esposa de Justus e talvez pela Record acreditar que ela tenha um bom potencial de merchandising, tentando assim faturar alguns trocados. Trocados esses que parece não fazer falta na emissora onde as antigas reprises do ‘Tudo a Ver’ e de ‘Todo mundo odeia o Chris’ conseguiam se igualar aos números do ‘Programa da Tarde’ ou até mesmo superá-los.

A direção do programa ficou por conta de Vildomar Batista e deve ser taxada como ineficiente, já que uma direção que recorre a vestir seu apresentador de mulher para tentar chamar a audiência ou ainda leiloar cuecas de famosos não merece ser reconhecida como eficiente, mesmo que as ‘tentativas’ obtenham êxito na árdua tarefa de conseguir agregar um maior índice no IBOPE. O ‘Programa da Tarde’ é a mistura de tudo o que já deu certo um dia na Record ou em outro lugar, mas que combinado não funciona. O palco se transforma em algo indescritível e deplorável, os números do programa ainda são altos comparando com a sua qualidade. O show tem seus ápices com um quadro onde até mesmo o atual deputado federal Tiririca é explorando ou ainda com a ‘Patrulha do consumidor’ de Celso Russomano que serve claramente como um palanque eleitoral.

O investimento no ‘Programa da Tarde’ foi alto, mas o retorno foi pífio. Estaria a Rede Record contente? Parece que sim, já que nada faz para melhorar os números, o faturamento ou a qualidade duvidosa. A emissora se orgulha em ter o ‘ao vivo’ ao longo de quase toda sua programação e esquece que aquilo que realmente deve ser motivo de orgulho para uma emissora é a qualidade de sua programação. Os programas com duração elevada parecem ter virado uma característica da emissora, já que ‘Balanço Geral’, ‘Programa da Tarde’ e ‘Cidade Alerta’ (que são exibidos em sequência) tem em média três horas de duração, não que isso seja ruim, mas pode prejudicar a qualidade dos programas que acabam recorrendo à famosa ‘enrolação’ ou no português bem popular ‘encheção de linguiça’.

Enfim, esperamos pacientemente (com paciência de Jó e fé de Abraão) que a emissora da Barra Funda tome uma iniciativa e modifique ou acabe de vez com o show de horrores que é o atual ‘Programa da Tarde’. Um programa que investe, tem verba injetada e pouco retorno, talvez alguns rebatam dizendo que o programa fatura e dá retorno, mas devemos parar e pensar se a relação custo x benefício está sendo atendida nesse caso, faturar por faturar as ‘Novelas da Tarde’ da emissora concorrente também faturam e com um investimento praticamente nulo, enquanto a Record desperdiça verba e parte do seu mais alto casting em um programa ridículo, sem conteúdo e que afasta a emissora da promessa de ser líder (desbancando o SBT e a Globo) que se mantém há muito tempo e até agora não foi alcançada.

Então por hoje é isso pessoal e no dia 04/05 ás 21hs a coluna está de volta aqui no O Canal.

Não deixem de comentar e dar sugestões a essa coluna!!!

Não deixem de conferir semana que vem a estreia da coluna ‘Novelas em Foco’, por Matheus Balbueno, ás 21hs aqui no O canal.

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

20/04/13 – Matheus Balbueno – Redação O Canal

‘Crítica & Opinião’: “Programa do Ratinho: descontração, diversão e bagunça, um formato popular”

Image

Programa do Ratinho: descontração, diversão e bagunça, um formato popular

Por Matheus Balbueno

O SBT voltou a exibir o ‘Programa do Ratinho’ em 2009 no fim de tarde, mas devido à baixa repercussão logo foi transferido para o seu já consagrado horário, o nobre, ás nove e quinze da noite. O programa tem em sua base um formato popular, simples, onde aquilo que poderia ser considerado inútil ou sem expressão em outro programa pode ser a pauta principal do ‘Programa do Ratinho’, mas isso não significa que essa escolha seja equivocada.

O apresentador Carlos Massa, popularizado como Ratinho, é uma pessoa simples, popular e passa longe do politicamente correto. Ratinho consegue com seu programa descontraído, divertido e até mesmo bagunçado, o formato popular na sua essência. E quando afirmamos que o programa é popular não é porque é visto pelas classes mais baixas (já que pesquisas comprovam que Ratinho tem um grande público nas classes A/B) e sim que é algo feito para o povo apenas rir, se divertir, brincar, descontrair e até mesmo pensar junto com o apresentador e sua equipe (não só elenco, mas a técnica também que é uma presença constante no programa).

Ratinho consegue falar com o povo diretamente através da câmera e isso não é uma contradição, já que através de suas câmeras ele consegue olhar nos olhos dos telespectadores e os telespectadores nos dele tornando assim a conversa direta quando o assunto é importante. Mesm0 quando sabemos que Ratinho está lendo a talha ou o teleprompter conseguimos notar uma sinceridade já que o que realmente importa é o que vem de improviso na mente do apresentador, que é sincero com o seu público. Ratinho consegue ser educado e gentil com seus convidados, seja com o Ex-presidente da República ou com o homem que coleta material reciclável, sem se tornar simplório e não cair no tom que soa falso, tom esse que é presente em alguns dos apresentadores da nossa televisão.

O apresentador já definiu seu programa como a mistura do nada com coisa nenhuma, mas o público sabe que o vemos ali não é o ‘nada’ e muito menos ‘coisa nenhuma’. Mesmo quando o programa está apenas enrolando, devaneando, quando se esgotam as pautas do dia, podemos nos divertir com os simples diálogos de Ratinho e sua equipe ou com os participantes do ‘Vem quem quer’. Ratinho tem em seu programa boas pautas que conseguem chamar atenção, como por exemplo, o ‘Dois dedos de prosa’ e o já batido ‘Teste de DNA’ e ainda nessa segunda-feira mesmo Ratinho recebe o Deputado Pastor Marco Feliciano, mostrando que tem em seus convidados um dos principais atrativos.

Desde que voltou ao ar em 2009, diversos quadros já passaram pelo programa e seu formato vem se diferenciando ao longo do tempo. Quadros como o ‘Jornal Rational’ mostram a irreverência do apresentador e de seu elenco, além da simplicidade do programa, o ‘Game do Ratinho’ com a presença de convidados nos diverte e descontrai a noite, mas é com a ‘Festa na Laje’ (antigo ‘Buteco do Ratinho’) que o programa chega ao ápice do simples e também dos números de audiência, provando que os musicais ainda tem força na televisão. O apresentador recebe artistas que estão na mídia fazendo sucesso, que já fizeram sucesso, que ainda não alcançaram a fama ou ainda aqueles que caíram no esquecimento sem perder o brilho, e é com essa mistura de música, convidados e popularidade que Ratinho se consolida nas noites de quarta-feira como uma boa opção na televisão aberta.

O elenco do programa que conta com Marquito, Faxinildo, Santos, Valentina, Renata, Xaropinho, Milene Pavorô, Lucimara Parisi, Murilo Bordoni, Dr. Faraht e ainda com a banda de Camilinho ao vivo reforça o programa e contribui com o mesmo quando tudo aquilo que era pra ser apresentado já foi, mostrando que o programa tem seus picos de divertimento quando o improviso toma conta, o palco torna-se um picadeiro e o programa um circo, mas são nesses momentos que podemos ver as melhores tiradas do programa tanto em comédia quanto na comunicação do apresentador com o seu público que se fidelizou com uma audiência em torno de seis a oito pontos chegando a pico de dois dígitos e brigando acirradamente com a Rede Record pela vice-liderança do horário.

Enfim, mesmo que no ‘Programa do Ratinho’ nem tudo são flores, já que nada nem ninguém é perfeito, podemos admitir que no mínimo o programa merece reconhecimento pela sua desenvoltura popular, pois é no simples que podemos apreciar as melhores coisas sem desmerecer os grandes formatos e atrações comprados do exterior ou produzidos aqui que também conseguem obter êxito. Ratinho e seu programa do ‘nada com coisa nenhuma’ consegue conquistar o público com descontração, diversão e bagunça fazendo um formato simples, popular, comunicativo e produzido para todos aqueles que querem apenas ouvir algumas músicas, assistir a alguns debates e dar algumas simples risadas antes de dormir.

Então por hoje é isso pessoal e semana que vem tem mais, no sábado ás 21hs aqui no O Canal.

Não deixem de comentar e dar sugestões a essa coluna!!!

E muito em breve a volta de mais uma coluna de sucesso aqui no O Canal: ‘Novelas em Foco’.

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

13/04/13 – Matheus Balbueno – Redação O Canal

‘Crítica & Opinião’: “Pé na Cova: comédia e reflexão”

Image

Pé na Cova: comédia e reflexão

Por Matheus Balbueno

Pé na Cova estreou na Rede Globo em janeiro desse ano e, com apenas a metade da primeira temporada exibida, a segunda temporada já é uma certeza e a terceira tende a se confirmar em breve. Tudo isso prova que o mais novo seriado de Miguel Falabella é um sucesso tanto de público como dentro da própria emissora que o avaliou como uma das mais bem sucedidas produções dos últimos tempos da linha se shows.

O seriado tem um tema ardiloso, difícil de lidar, polêmico, mas o texto de Miguel Falabella consegue equilibrar o humor com o assunto ‘morte’. O texto, por muitas vezes ingênuo, é a prova de que o real talento de Miguel está nos seriados de humor (tanto escrevendo, como atuando), ele consegue diálogos simples, objetivos e ao mesmo tempo de extrema complexidade de interpretação, o que é raro de se ver nas produções dramatúrgicas atuais onde o telespectador tem sua inteligência menosprezada devido ao didatismo dos textos.

No programa tudo é muito bem balançado, o humor, a acidez, o respeito e a reflexão. O princípio fundamental do seriado é brincar com a ideia de sobreviver através da morte, como a família de Ruço (Miguel Falabella) faz sendo dona de uma funerária, a ‘Funerária Unidos do Irajá’ (F.U.I.). O Irajá representado ali é uma obra de ficção e sinônimo de qualquer bairro de classe baixa onde as pessoas precisam lutar para garantir o sustento. E é através desse princípio de sobreviver da morte que vemos as grandes articulações de Miguel escrevendo humor, mas pensando no algo a mais, pensando em questões sociológicas e antropológicas do cotidiano que são rebatidas com tiradas muitas vezes sarcásticas que dão o tom de humor ácido ao programa.

Para por em prática esse projeto de seriado de humor com algo a mais que o humor, Falabella precisa de grandes artistas para dar vida aos seus diálogos que sem a interpretação realista seriam apenas uma obra abstrata. O autor conseguiu reunir entre novos e conhecidos talentos um elenco ideal para o seriado, atores que podem fazer humor, drama ou até mesmo um ‘humor-drama’ como na maioria das vezes.

Provando essa teoria temos Marília Pêra em um dos seus melhores papeis na televisão, a mesma Marília que carrega o estereótipo de interpretar apenas ricaças grã-finas conseguiu abrilhantar o elenco de Pé na Cova com sua perfeita atuação como Darlene, esposa de Ruço. Representando muito bem os novos talentos temos Sabrina Korgut interpretando a empregada doméstica Adenóide, a personagem mais miserável do seriado já que é alguém que trabalha para pessoas que já são pobres. Sabrina conseguiu tornar Adenóide uma figura popular, tanto nos momentos em que carrega a personagem no drama ou nos momentos que faz piada da sua própria situação.

E não só apenas elas demostram o talento do grande elenco de Pé na Cova, praticamente todos ali presentes estão perfeitos em suas interpretações, talvez, apenas, Daniel Torres não tenha achado o tom certo de seu personagem (Alessanderson, filho de Ruço e Darlene) e fica soando como um personagem um tanto quanto forçado, mas nada que atrapalhe o seu desempenho geral ou dos outros presentes em cena.

Talvez muito da parte apenas humorística de Pé na Cova seja uma colcha de retalhos de ‘Sai de baixo’ e ‘Toma lá dá cá’, os outros seriados de humor de Falabella, mas nada que possa atrapalhar o propósito das situações de comédia. A sensação de déjà vu pode acontecer pela formação do elenco principal ser uma estrutura familiar, assim como nos outros seriados de Falabella, mas o que não tira de mérito de seguir o célebre ditado popular “em time que está ganhando não se mexe”, já que o autor consegue lidar com o cotidiano familiar e fazer dele o pano de fundo para as melhores sacadas do seriado é totalmente aceitável que esse pano de fundo se mantenha.

Pé na Cova é um seriado que promete, além de umas boas risadas, algumas reflexões sobre o cotidiano e sobre a vida. O próprio tema central do seriado, a morte, ou os outros temas que se apresentam como a opção sexual da filha de Ruço ocasionando o preconceito por parte do próprio pai, podem dar margem para muitas reflexões e pensamentos sobre o que e quem somos. Os diálogos entre Ruço e Darlene, geralmente encerrando os episódios, deixam no ar uma atmosfera reflexiva par ao público pensar sobre os temas desenvolvidos naquelas situações apresentadas ao longo do episódio.

Enfim, Pé na Cova é um sucesso que promete mais sucesso, mais sucesso no humor, nas reflexões, no texto, no elenco, na emissora… A já confirmada segunda temporada contará com mais um reforço de peso no elenco, Ney Latorraca interpretará o médico picareta Dr. Zoltan já comentado no seriado diversas vezes, outra fórmula que deu certo em ‘Toma lá dá cá’ com o personagem ‘Seu Ladir’ que Falabella usa em Pé na Coava e promete obter mais um êxito no seriado que vai do humor ao drama reflexivo sem esquecer-se do público que o assiste.

Então por hoje é isso pessoal e semana que vem tem mais, no sábado ás 21hs aqui no O Canal.

Não deixem de comentar e dar sugestões a essa coluna!!!

E muito em breve a volta de mais uma coluna de sucesso aqui no O Canal: ‘Novelas em Foco’.

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

06/04/13 – Matheus Balbueno – Redação O Canal

‘Crítica & Opinião’: “Mega Senha: nem tão mega assim”

Image

Mega Senha: nem tão mega assim

Por Matheus Balbueno

A RedeTV! tem sofrido bastante nos últimos tempos no ramo financeiro deixando inclusive funcionários sem salário, a programação vem sofrendo algumas alterações e ajustes na medida do possível para tentar alavancar sua audiência e garantir um melhor retorno comercial, até a novela ‘Betty, a feia’ está sendo reprisada em uma tentativa, até agora fracassada, de repetir os mesmos, ou ao menos parecidos, índices de audiência da exibição original.

As noites de sábado vem se mantendo intactas com o programa de um dos donos da emissora, Marcelo de Carvalho, que vem conseguindo um resultado satisfatório nos números (em torno de três pontos). O programa em questão é o Mega Senha, que no início foi também apresentado por Luciana Gimenez e exibido nas noites de quinta-feira, mas que desde 2010 está nas noites de sábado e atualmente com apresentação solo de Marcelo de Carvalho.

O programa é um formato comprado da FreemantleMedia e exibido no exterior com o nome de ‘Password’, um game show que brinca com palavras e a adivinhação das mesmas. O formato é interessante, estimula a curiosidade e o raciocínio do telespectador, além da angústia de tentar ajudar o participante a fornecer as dicas corretas para a palavra ser adivinhada. Na RedeTV! o programa é tratado com destaque e reconhecimento, agrada uma parte do público e não provoca nenhuma reação na outra, mas é uma opção para as noites de sábado na TV aberta que são esquecidas pelas emissoras.

Sendo o programa uma boa opção e agradável de assistir serei eu questionado o porquê do título desta coluna, “nem tão mega assim”, o programa não é tão “mega assim” por um único fator: seu apresentador. Marcelo de Carvalho tenta conduzir bem o programa, ser simpático, divertido e ajudar seus convidados, mas acaba por se tornar simplório e repetitivo além de inconveniente. O público cansa de ver Marcelo tratar seus convidados (sejam os participantes ou os ‘famosos’) como meras crianças que não sabem o que estão fazendo (mesmo que alguns famosos participantes do programa deixem o participante na pior), o público cansa também de ver Marcelo tentando bancar o cupido (onde se torna inconveniente), cansa de escutar as suas interrupções durante o jogo para falar a dica que ele pensa ser a correta para a palavra ser adivinhada, cansa de ter que aturar o apresentador de um bom programa.

Marcelo de Carvalho demostra na condução do Mega Senha uma livre inspiração no mestre Silvio Santos, até aí tudo bem já que temos que nos inspirar nos melhores, mas chega ser notória a cópia de falas, gestos e ações do apresentador do SBT. Marcelo cansa de brincar com a frase ‘quem quer dinheiro’ consagrada por Silvio, onde após a frase ele mesmo diz que o Mega Senha não é um programa do Silvio Santos. Se Marcelo está tentando se espelhar em Silvio, todos nós achamos isso ótimo, agora se está tentando fazer igual (ou melhor) definitivamente não está conseguindo. Marcelo por ser tão simpático, educado e agradável acaba por se tornar simplório, chato e irritante para quem está em casa assistindo ao seu programa (diferentemente de Silvio).

Enfim, o Mega Senha é um bom programa, uma boa opção das noites de sábado, mas poderia ser “mais mega” ainda se seu apresentador não fosse como é. A estrutura do programa e o formato do mesmo estão prontos, o que falta ali é um apresentador de verdade, com A maiúsculo, e não um dono de emissora tentando ter algum destaque na mídia ou tentando aumentar sua própria autoestima. O Mega Senha merece mais: mais destaque, mais audiência, mais reconhecimento, mais público interessado, mas isso só quando a pessoa que estiver lá para conduzir tenha a capacidade para exercer essa função.

Então por hoje é isso pessoal e semana que vem tem mais, no sábado ás 21hs aqui no O Canal.

Não deixem de comentar e dar sugestões a essa coluna!!!

E em breve a volta de mais uma coluna de sucesso aqui no O Canal: ‘Novelas em Foco’.

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

30/03/13 – Matheus Balbueno – Redação O Canal

Daqui a pouco, 19hs, tem ‘Crítica & Opinião’: “Balanço Geral: balançando a Record”

Image

Daqui a pouco, ás 19h, tem a repostagem especial da coluna ‘Crítica & Opinião’ com o tema “Balanço Geral: balançando a Record”. Quem perdeu não pode deixar de conferir, participar, opinar e principalmente comentar.

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

Matheus Balbueno – Redação O Canal

‘Crítica & Opinião’: “Balanço Geral: balançando a Record”

Image

Balanço Geral: balançando a Record

Por Matheus Balbueno

Atualmente a Record está passando por uma crise e isso ninguém pode negar, altos investimentos em programas malsucedidos como o Programa da Tarde e outros que lutam lado a lado com o SBT (que quase não investe) ajudam a comprovar, pode-se afirmar que houve um recente crescimento na faixa vespertina com o fim da reprise de ‘Da cor do Pecado’ no ‘Vale a Pena ver de Novo’ e com o baixo Ibope das novelas da tarde do SBT. Dinheiro na Rede Record não falta, mais de 15 milhões de reais foram investidos no formato comprado Got Talent que estreia em abril e é uma das grandes apostas da Record, assim como suas minisséries bíblicas.

Entre baixas audiências e programas de qualidade duvidosa a Record consegue se destacar com seu jeito único de fazer o que eles chamam de jornalismo popular. Na grade de programação da emissora em torno de oito horas diárias são dedicadas a esse segmento peculiar. Aqui vou apenas destacar o Balanço Geral exibido ao meio-dia com duas horas e meia de duração, a atração vem se mostrando como um ponto forte na audiência da Record nos últimos tempos, que mesmo com suas contínuas mudanças de grade, chega a vencer a Rede Globo que exibe tradicionalmente o ‘Jornal Hoje’ e o ‘Vídeo Show’ no horário.

O programa é classificado como jornalismo pela emissora, mas na verdade o máximo que se encontra ali é um show de entretenimento barato e sensacionalista com um apresentador gritão que julga defender o povo e que entre uma matéria e outra pode aparecer conversando com um galo, temos também a exploração de mais sensacionalismo quando o ‘assistente de palco’ é um anão (aquele da casa no Gugu) onde piadinhas clichês não faltam. Um jornalismo-show talvez, algo de qualidade duvidosa, um programa que passa a linha do popular e a do popularesco chegando à faixa mais baixa dos programas desse naipe.

O apresentador é caricato, grita, berra, esperneia, briga com a produção, chama o governo de incompetente, ‘defende o povo’, etc. É alguém que está ali como um animador de palco pronto para explorar as mais diversas situações, desde montar uma boate no estúdio para se aproveitar do escândalo da Kiss até se fantasiar de Avatar para divulgar o filme da emissora. Podemos nos recordar de Geraldo nos antigos ‘Balanço Geral’ (aquele com histórias do povo, superstições, mistérios, enrolações e etc que consegue ser melhor que o atual) e no ‘Geraldo Brasil’ (um dos maiores fiascos da Record e de Geraldo que por fim passou a ser um ‘A fazenda Brasil’) onde demonstrava um possível potencial para os programas de entretenimento e não jornalismo.

A Rede Record faz uso do sensacionalismo e assistencialismo baratos em praticamente toda a sua programação, mas devemos lembrar que a emissora se submete a isso por vontade do povo, por pura aprovação popular que cede altos índices de audiências a programas como o ‘Balanço Geral’ e ao ‘Cidade Alerta’ (exibido por mais de três horas consecutivas praticamente full time). Devemos lembrar que a população, através do seleto grupo que cede os números do Ibope, guia aquilo que as emissoras põem no ar. E não devemos limitar as críticas do uso desse tipo de formato apenas a Record já que as outras emissoras usam -ou já usaram- também, como o ‘Brasil Urgente’ na Band e os extintos ‘Aqui Agora’ e ‘B.O.’ do SBT.

Enfim, a emissora da Barra Funda se orgulha em manter o ao vivo por durante quase toda a sua programação matutina e vespertina, mas se esquece de proporcionar programas com qualidade, eles não devem se orgulhar de programas como o criticado aqui. É louvável a atitude da emissora em tentar popularizar sua programação, mas precisa saber que para programas serem populares eles não necessitam beirar o extremo ridículo e serem alvos de críticas severas devido a sua má qualidade. A audiência pode até aprovar, mas a imagem da emissora fica manchada e se torna alvo até mesmo de deboches devido a sua atitude mal pensada em busca apenas do Ibope fácil. A emissora prova de diversas maneiras que tem competência e potencial para proporcionar aos telespectadores uma programação popular e ao mesmo tempo com qualidade, mas enquanto o carro-chefe da programação forem programas do naipe do citado aqui isso, infelizmente, não se concretizará.

Então por hoje é isso pessoal e semana que vem tem mais, no sábado ás 21hs aqui no O Canal.

Não deixem de comentar e dar sugestões a essa coluna!!!

E em breve a volta de mais uma coluna de sucesso aqui no O Canal: ‘Novelas em Foco’.

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

23/03/13 – Matheus Balbueno – Redação O Canal

‘Crítica & Opinião’: “Domingo Legal: 20 anos depois”

Image

DOMINGO LEGAL: 20 ANOS DEPOIS

Por Matheus Balbueno

O Domingo Legal teve sua estreia em janeiro de 1993 com apresentação de Augusto Liberato, o já conhecido Gugu. O formato era um declarado aperfeiçoamento do ‘Viva a noite’ e devido a isso e ao mesmo apresentador foi considerado como o sucessor do programa que voltaria ao ar no SBT em 2007 com Gilmelândia no comando. O Domingo Legal iniciou sendo um programa gravado, mas logo em seguida passou a ser transmitido ao vivo.

O programa se desenvolveu e se revelou um grande sucesso, conseguindo até mesmo liderar contra a Rede Globo. O formato foi se aperfeiçoando e aos poucos um toque de jornalismo era acrescentado ao programa, sendo que um dos programas mais marcantes foi o que teve como tema a cobertura do acidente do grupo Mamonas Assassinas. Os quadros existentes evoluíram e alguns foram acrescentados, grandes êxitos obtidos como com o ‘Bom dia Legal’ com a dupla ‘ET & Rodolfo’ e um tempo depois com ‘A Princesa e o Plebeu’ de Netinho de Paula, sem esquecer a famosa e ousada ‘Banheira do Gugu’ que após uma determinação do Ministério da Justiça deixou de ser exibida.

O programa também passou por escândalos como a falsa entrevista com membros do PCC, que marcou o programa que a partir deste fato começou a perder sua grande audiência, porém ainda conseguindo se manter como um sucesso. Após mudanças de horário e formato o programa começou a cair em desgaste e apelar para o já consagrado assistencialismo com quadros do tipo ‘De volta pra minha terra’ e o aplaudido ‘Construindo um sonho’.

Em 2009 algo que nem o SBT e nem o público esperavam aconteceu, Gugu estava deixando à emissora e assinando com a concorrente Rede Record. Após isso o programa retorna ao início de tarde e em julho de 2009 Celso Portioli se tornava o seu apresentador, Celso que estava numa fase não muito boa no SBT onde –por suas próprias palavras- apresentava intervalos comerciais.

A partir desse ano o Domingo Legal foi passando a se moldar para Celso Portioli o conduzir e chega ao formato que conhecemos hoje 20 anos depois de sua estreia. O atual formato do programa caiu em extremo desgaste e saturação tendo seus pontos altos em números musicais de alta popularidade e baixa qualidade, os vídeos da internet dominam mais de uma hora de duração do programa, quadros como o ‘Foguetinho’ e a ‘Porta dos desesperados’ foram ressuscitados para tentar chamar atenção do público infantil ás onze da manhã, mas não obtiveram êxito. O principal quadro do programa, além dos musicais, ainda é o ‘Construindo um sonho’ que mostra que ainda se há potencial para que algo seja feito de bom. Ainda existe a possibilidade de o antigo formato do ‘Passa ou repassa’ ser inserido no programa para alavancá-lo ainda no decorrer deste semestre.

Celso Portioli se demonstra um grande apresentador com carisma e potencial para algo ao vivo, o que é demostrado por poucos do ramo, com o Domingo Legal o apresentador se consagra como um dos atuais grandes da televisão brasileira sendo julgado até mesmo como um possível sucessor do mestre Silvio Santos –um assunto difícil de discutir- e várias vezes indicado como um dos melhores apresentadores de televisão. Celso tem carisma, simpatia, potencial e competência para o ao vivo o que falta a ele é um formato digno que sem dúvida não é o atual Domingo Legal, falta para ele um formato onde possa expor seu talento e realmente comandar o programa.

Enfim o atual Domingo Legal se mostra como um programa fraco, sem apelo, com um apresentador bom e sem um bom formato. Mostra-se como um programa que briga para vencer desenhos, vídeos da internet e matérias reprisadas na sua principal concorrente. Ainda consegue ter um nome forte com os anunciantes, o que se deve creio eu mais ao apresentador do que ao programa em si. O Domingo Legal de vinte anos depois perdeu sua essência e principalmente sua qualidade ao longo de sua história na televisão, não devemos culpar a troca de apresentadores que, aliás, foi bem efetuada e sim a apelação, o baixo entretenimento, o comodismo e a falta de criatividade e anseios de sua produção e direção que se contenta com o pouco que antes não era aceito.

Então por hoje é isso pessoal, semana que vem tem mais, no mesmo dia e horário, sábado ás 21hs aqui no O Canal.

Não deixem de comentar e dar sugestões a essa coluna!!!

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

16/03/13 – Matheus Balbueno – Redação O Canal

Neste sábado ás 21h tem ‘Crítica & Opinião’

Image

Atenção leitores do O Canal, neste sábado ás 21h tem a coluna ‘Crítica & Opinião‘ por Matheus Balbueno e nesse sábado o tema será “Domingo Legal: 20 anos depois”.

Não deixem de conferir, ler e comentar. Contamos com sua participação amanhã, ás 21h, aqui no O Canal. Não perca!

Matheus Balbueno – Redação O Canal

‘Crítica & Opinião’: “Lado a Lado: a história que se encerra”

Image

LADO A LADO: A HISTÓRIA QUE SE ENCERRA

Por Matheus Balbueno

O dia era 10 de setembro de 2012 e o canal a Rede Globo de Televisão, no horário das 18h, o menos privilegiado na emissora, estreava uma obra-prima da teledramaturgia brasileira no quesito época, Lado a Lado.

Os autores João Ximenes Braga e Cláudia Lage nos brindam com uma história que se passa no início do século XX, mais exatamente com início em 1904, uma parte da história brasileira que jamais fora retratada em novelas de época que tradicionalmente usam como pano de fundo o Brasil escravagista do século XIX. Em 1904 nosso país já era uma República, que chegou em 1889, e os costumes começavam a se modificar, o Império havia caído e junto com ele praticamente todos os títulos de nobreza existentes. Os grandes fazendeiros começavam a falir e a entrar na ruína com o fim da mão-de-obra escrava. Eis aí onde se origina o drama de Constância Assunção, a não mais Baronesa da Boa Vista e antagonista da história brilhantemente interpreta pela excelente atriz Patrícia Pillar. O quarteto protagonista é formado por Marjorie Estiano, Thiago Fragoso, Camila Pitanga e Lázaro Ramos que defenderam seus papeis com maestria.

Lado a Lado é a prova de que ainda é possível se executar excelentes novelas sem recorrer a histórias já aclamadas no passado. Os novos talentos da dramaturgia são capazes de escrever grandes novelas também, e depois dos autores novatos de Cheias de Charme, os novatos de Lado a Lado só conservam essa teoria. A novela foi bem estruturada, bem amarrada, com uma história clássica e ao mesmo tempo inovadora. Os vilões ali reinavam soberanos, mas sem nunca retirar o brilho dos protagonistas, o que é difícil de acontecer e até mesmo os coadjuvantes quando apareciam se destacavam. A trama muito bem amarrada prendia o telespectador e o cativava a cada capítulo. Um elenco de peso, digno de horário nobre, onde até aqueles grandes atores em papeis menores obtiveram êxito, a direção e demais equipe técnica se juntam a tudo isso sem deixar de receber os devidos elogios.

Laura e Isabel, as protagonistas defendidas respectivamente por Marjorie e Camila, eram opostas e mesmo assim semelhantes. Cada uma desenvolveu uma parte da história que é entrelaçada nos detalhes, a amizade das duas que prevaleceu por durante quase toda novela (com eventuais momentos separadas devido a brigas causadas por antagonistas) era algo sincero e bonito de admirar. Seus pares românticos respectivamente Edgar e Zé Maria, defendidos por Thiago e Lázaro, mostram que realmente por trás de grandes homens existem grandes mulheres. Os vilões se destacam em muitos aspectos, e antagonistas foi o que não faltou em Lado a Lado: Constância, Carlota, Berenice, Caniço, Fernando, Catarina, Bonifácio e até mesmo a divertida Neusinha abrilhantavam e enriqueciam a novela. Os coadjuvantes dos quais cito Diva, Sandra, Teresa, Eulália, Mário, Frederico, Afonso e Tia Jurema sem desmerecer nenhum outro, cumpriram suas funções e também enriqueceram a trama.

Quanto aos atores e atrizes é difícil de elogiar apenas alguns, mas deixo claro que todos aqueles que fizeram parte desse grande elenco merecem uma homenagem, me atrevo a destacar alguns como Patrícia Pillar, principalmente, Marjorie Estiano, Thiago Fragoso, Lázaro Ramos, Camila Pitanga, Rafael Cardoso, Alessandra Negrini, Caio Blat, Sheron Menezes, Cássio Gabus Mendes, Zezeh Barbosa, Isabela Garcia e Maria Padilha.

A história se desenvolveu com naturalidade, calma e sem fadigar o telespectador. Atrativos e tramas paralelas ao longo da trama principal contribuíram com isso e seu final foi condizente com toda novela, ótimo, digno e natural. Todos aqueles que cometeram suas vilanias foram punidos, os mocinhos conciliando as dificuldades terminaram juntos e felizes, os coadjuvantes não foram esquecidos e as participações lembradas. Destaque para o final da grande antagonista, Constância, que teve o que mais temia: a solidão. Solidão fruto de seus preconceitos e ultra-conservadorismo.  Depois de perder Laura, Albertinho, Elias e finalmente Assunção ela foi mandada de carroça para uma fazenda pobre e afastada no interior, destaque especial para a cena onde troca de veículo atravessando a lama para pegar o seu carro-de-boi.

Enfim, Lado a Lado foi uma ótima novela, com alguns tropeços devemos admitir, mas que acima de tudo se mostrou excelente e bem produzida. Sua audiência fadada a ser a menor do seu horário é inversamente proporcional a sua qualidade, mostrando que não apenas os números do IBOPE julgam uma boa trama já que a história foi aclamada unanimemente pela crítica. Lado a Lado deixa um vazio em seus telespectadores, saudade e com certeza é uma excelente candidata ao Vale a Pena ver Novo (que fará jus ao seu nome) daqui a alguns anos.

É isso por hoje pessoal, semana que vem tem mais, no mesmo dia e horário, sábado ás 21h. Não deixem de comentar!!!

Para contato com o colunista: matheusbalbueno@msn.com

Matheus Balbueno – Redação O Canal

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: