Musa dos anos 90, Alessandra Scatena abandona carreira por filhos e fala de banheira do Gugu: ‘Não faria de novo’


image

Ajudante de palco de Gugu Liberato no “Domingo legal” por 12 anos (até 2001), Alessandra Scatena foi um rosto marcante da televisão aberta dos anos 1990. Foi uma das musas da prova da banheira, estrelou o clipe do sucesso da banda Charlie Brown Jr., “Proibida pra mim”, e foi capa da “Playboy” em 1997. Foi ainda garota-propaganda de produto para emagrecer e participante do reality do SBT “Casa dos artistas”, em 2001.

Aos 39 anos e casada há 17 com o empresário Rogério Gherbali, Alessandra conta ter aberto mão da carreira para cuidar dos filhos, Enrico, de 10 anos, e Stéfano, de 3. Seu último trabalho foi na TV Poços, do Sul de Minas Gerais, há quatro anos. Hoje, trabalha como mestre-de-cerimônias e dedica-se à filantropia, apoiando ONGs das mais diversas causas em São Paulo.

– Optei por ser uma mãe presente, a fazer lição de casa, trocá-los, arrumá-los, fazer bolo de chocolate quando pedirem. Eu deixei mesmo a carreira, principalmente depois do nascimento de Stéfano, que é muito grudado comigo. Quis me dedicar à casa, à familia, aos filhos e às coisas de que gosto de fazer, diz ela.

Alessandra se ocupa com jantares beneficentes – os mais recentes foram para angariar fundos para comprar um novo software de quimioterapia e reformar a ala de doentes terminais do Hospital Santa Marcelina (SP).

– Orgnaizo desfiles, reúno amigos para fazer um dia de beleza num asilo, levo sacolinhas de Natal…Estou sempre tentando me doar.

Ela é taxativa sobre o quadro em que homens e mulheres disputavam para ver quem conseguia pegar mais sabonetes.

– Não gostava de fazer e não faria de novo a Banheira do Gugu. Dizia ao Gugu: ‘O que você não me pede sorrindo que eu não faço chorando’. Levava muito a sério o trabalho como assistente de palco, por mais que parecesse algo não tão importante.

Alessandra rejeita o rótulo de símbolo sexual.

– Nunca gostei disso. A coisa vai tomando um rumo e você vai indo. Mas sempre priorizei estudar para ser mais do que isso. A boa forma passa. Sou muito estável, zen.

Alessandra diz que nunca foi de se sacrificar pela forma física, que “mudou totalmente depois das gestações”.

– Na época pesava uns 60kg e hoje estou com uns 70kg (em 1m75cm). Sempre deixei a desejar em relação a atividade física. Sou uma mulher comum, sofro com efeito sanfona. Não me sacrifico por isso. Gosto de me arrumar, de me sentir bonita.

Participe do CTV. Deixe seu comentário! Você pode fazer login usando nome/e-mail, ou usando sua conta do Twitter ou Facebook. Faça bom uso deste recurso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: