“Aconteceu” exibe casos de adoção no Brasil


O “Aconteceu” desta quinta-feira (09/02), às 22h25, na RedeTV!, exibe uma reportagem especial sobre a adoção no Brasil. A equipe do programa ouviu pais que optaram pela adoção, crianças que encontraram uma nova família, o poder público, psicanalistas e assistentes sociais. Por meio desses depoimentos, o Aconteceu aborda pontos polêmicos em torno da adoção, como a demora enfrentada por Isabel e Daniel Monteiro, candidatos a pais adotivos e a luta de Bárbara e Sávio Bittencourt, que mesmo tendo três filhos biológicos resolveram adotar duas meninas.

Depois de enfrentarem dificuldade durante o processo de adoção, Bárbara e Sávio criaram uma instituição que busca soluções para as questões relativas ao abandono de crianças e adolescentes. “A idéia de pessoas só poderem adotar se não têm filhos biológicos é equivocada. Se você tem no peito, uma jazida de afeto que permite amar, você pode ser um pai adotivo. Aliás, todo pai que ama o seu filho já é um pai adotivo, porque exercer seu amor pelo filho é o que te habilita a ser chamado de pai, e ele adota esse filho cotidianamente no afeto, no carinho, no cuidado”, revela Sávio, que é promotor de justiça.

Ainda no programa, a história de Sol e Joab, duas crianças que encontraram uma família ao serem adotados por Cláudia e Altair Guedes e o exemplo de Izamar Senger, mãe de 21 filhos, sendo 3 biológicos e 18 adotivos. Os pastores evangélicos Fábio Inácio e Marcos Gladistone, que têm uma relação homoafetiva reconhecida judicialmente, falam do sonho de constituírem uma família e da expectativa em conseguir a guarda definitiva de dois meninos.  “É um sonho. O que eu mais quero é ter uma família. Achava que nunca poderia ter”, conta Marcos.

A repórter Gilmara Botelho conversa com Iasin Issa, Juiz da Vara de Infância e Juventude, sobre a responsabilidade do magistrado que, diariamente, aprova os processos de adoção decidindo o futuro de milhares de crianças que estão sob a tutela do Estado.

 A repórter também conversa com o juiz Nicolau Lupianhes Neto, que explica alguns parâmetros da Lei de Adoção, modificada em 2009 e do Cadastro Nacional de Adoção. A psicanalista Gina Khafif dá dicas aos pais de como tratarem o assunto com seus filhos adotivos, derrubando mitos e preconceitos sociais. Gina defende a adoção por casais homossexuais. “Estudos mostram que, tanto casais heterossexuais têm filhos homossexuais como o contrário. Todas são histórias de amor. Não são só rosas, têm problemas como todas famílias”, diz.

Sobre @Enricke_Oliver
Siga me no twitter @Enricke_Oliver. ( http://twitter.com/#!/enricke_oliver ) Faço parte do site O canal TV! Abraços (!!!)

Participe do CTV. Deixe seu comentário! Você pode fazer login usando nome/e-mail, ou usando sua conta do Twitter ou Facebook. Faça bom uso deste recurso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: